Notícias

Alunos do Profesp ganham aula de francês

Crianças de comunidades da Ilha são beneficiadas pelo Ciasc com laboratório de idioma


08/01/2021 - Edição 2023

Militares com crianças e jovens participantes dos projetos do Ciasc
Militares com crianças e jovens participantes dos projetos do Ciasc

Cerca de 500 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social das comunidades da região que participam do Programa Forças no Esporte (Profesp) da Marinha do Brasil ganharam mais uma importante oportunidade de aprendizado para 2021. O Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (Ciasc), localizado no quartel da Marinha, no Bananal, inaugurou no mês de dezembro, um laboratório de Língua Francesa que permitirá o ensino do francês aos beneficiados do projeto no contraturno escolar. Além disso, os militares da unidade poderão assistir as aulas.

Familiares receberam kits da Marinha

Este novo espaço é uma parceria do Ciasc com a Aliança Francesa, cujo principal objetivo é a difusão da língua e da cultura francesa em diversos países da América do Sul. É a única instituição que oferece o curso de ensino da língua francesa reconhecido pelo Ministério da Educação Nacional Francês. As aulas no quartel da Ilha serão ministradas por professores especializados e a sala tem uma estrutura que inclui oito computadores com acesso à internet.

Para o comandante do Ciasc, o Contra-Almirante Cláudio Leite, o projeto colherá bons frutos no médio e longo prazo.

Crianças se ambientam com o mar em pequenas embarcações

— O laboratório conta com modernos recursos didáticos para ensinos de idiomas e tem duas importantes finalidades. Uma é aprimorar o ensino do francês ao militares do Corpo de Fuzileiros Navais, que pode ser útil em operações de paz. E ainda ajuda e contribui positivamente para os jovens beneficiados pelo Profesp. Agradeço a colaboração do consulado da França do Rio de Janeiro e a Aliança Francesa — afirma o comandante.

Em 2020, quando a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil, o Ciasc teve um papel de destaque ao iniciar a capacitação de diversos órgãos públicos para instruir na desinfecção e profilaxia do vírus. Mesmo assim, a unidade seguiu auxiliando as famílias dos alunos com a distribuição de mais de 1.500 cestas básicas e kits de higiene neste período. A volta das atividades presenciais do projeto aconteceu em outubro com as práticas individuais náuticas de vela e canoagem seguindo um rigoroso protocolo de segurança.