Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Voz do Leitor

02/04/2018 - voz-do-leitor /Edição 1878
Sem culpa
Logo depois do confronto de sábado à noite (24), no Morro do Querozene, nós moradores da comunidade, ficamos sem luz. Trabalhamos muito todos os dias e não conseguimos nem dormir bem, porque como se já não bastasse o tiroteio, tivemos que dormir no calor. Muito difícil! Erineyde Heaven, via Facebook. 

Rua Âncora
Diariamente motoristas sem educação param os carros em cima da calçada em várias ruas do quarteirão do fórum do Cocotá, principalmente na Rua Âncora, desrespeitando os pedestres. Seja pessoas com carrinhos de bebês ou cadeirantes, todos são obrigados a andar na rua. Roberto Nóbrega, via WhatsApp. 

Mangue sujo
Seria muito bom que fosse feita uma retenção de lixo nas margens do mangue no Corredor Esportivo. Vários resíduos tomam conta de parte do mangue como garrafas pets e sacos de lixo, prejudicando a vegetação do local. Carla Chagas, via WhatsApp. 

Peixes no quintal?
Resido na Portuguesa, na Rua Fernando de Azevedo, e há cerca de três semanas vem aparecendo peixes mortos no quintal da minha casa, e estou preocupada,  porque nunca vi isso. Será que está acontecendo em outras casas? Ieda Santos, via Facebook. 

Problema antigo
Nós, moradores da Rua São Sebastião, na Comunidade do Dendê, estamos sofrendo com a falta do fornecimento de água há mais de 20 dias. Já entramos em contato com a Cedae inúmeras vezes, mas nada é feito para solucionar. Adriano Castro, via WhatsApp.

Mais barcas!
Os moradores da Ilha precisam de barcas aos finais de semana. Uma região com tantos habitantes acaba ficando sem opções de transportes aos sábados e domingos. Se a entrada e saída da região estiverem com engarrafamento, ficamos presos. Luciano Ferreira, na redação. 

Medo
As ruas atrás do Ilha Plaza Shopping estão precisando de um reforço na iluminação. No último final de semana, cheguei em casa por volta das 22h e tive que correr para entrar no condomínio com medo de um homem que parecia me seguir. Rose Moreira, via WhatsApp. 

Insegurança
Moro próximo à Praia da Bica, no Jardim Guanabara, e sofro com a insegurança, principalmente na Rua Henrique Lacombe, que durante a noite fica deserta, deixando o lugar vulnerável a bandidos. Precisamos de mais policiamento. Maria Antônia, na redação. 

Cadeirantes
A rampa de acesso de cadeirantes que fica na esquina da Rua Grana, próximo ao Esporte Clube Cocotá, vive obstruída. Sempre alguém estaciona na direção da rampa e os cadeirantes precisam dar um jeito e até mesmo pedir ajuda para conseguir subir na calçada pela rampa. Irací Teixeira, via WhatsApp. 

O que fazer?
Quando a polícia age contra o tráfico, as pessoas reclamam e quando não fazem nada, também reclamam. Acho que o maior problema das pessoas é reclamar de tudo. Não sabem o que querem. Naira Cristina, via Facebook. 

Segurança
O povo da Ilha tenta esconder a realidade, mas a Ilha é cercada por comunidades. Infelizmente a Ilha está infestada de bandidos. Os insulanos precisam se mobilizar e cobrar segurança. Claudio Cordeiro, via Facebook. 




Veja Também

Voz do Leitor -

Voz do Leitor - Sentia falta daquela troca de gentilezas entre os moradores e os polícias da região, resgatar essa cultura melhora o ambiente e com certeza diminui a marginalidade. E com essa solenidade para os policiais, percebo uma esperança de voltar essas gentilezas e fico feliz. Ricardo Gaio, via Facebook.

Voz do Leitor - É notório que a estrutura do esgoto da Ilha está péssima, mas também o Estado sofre para melhorar a situação, levando em consideração que as pessoas não param de construir irregularmente. Assim fica difícil! Em diversas comunidades da Ilha vejo muitas casas sendo construídas de qualquer jeito. André da Isabel, via Facebook.

Voz do Leitor - O que eu acho engraçado é quando vamos vistoriar nossos carros, os fiscais do Detran reprovam nossos carros por qualquer coisa, mas um ônibus lotado pode trafegar na chuva com os pneus carecas, sem freios e com o limpador quebrado! Esse é o Brasil que todos querem? Eduardo Pereira, via Facebook.

Voz do Leitor - Acorda povo! Enquanto todos nós não começarmos a andar juntos com as autoridades, e só reclamarmos, de nada adianta. Os carros nas calçadas somos nós que deixamos; lixo na rua também somos nós; poluição nas praias também. Às vezes cobramos demais e fazemos de menos. Eliane Silva, via redação.

Voz do Leitor - Acho a alegria do nosso povo muito importante e valiosa, mas precisamos reaprender a nos unir para reivindicar os nossos direitos nas ruas e não nas redes sociais. Devíamos decorar as ruas com reivindicações a nosso favor e cobrança de nossos direitos! Vitor Couto, via Facebook.


Edição 1894
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras