Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

10/08/2018 - opiniao /Edição 1897
Tomara que a recente decisão da cidade de Nova Iorque em incentivar o transporte marítimo para deslocamento da população contagie as autoridades fluminenses e, assim como o mar é o principal caminho para os deslocamentos em Veneza, na Itália, a cidade do Rio de Janeiro aproveite as águas da Baia de Guanabara para encontrar a solução para transportar diariamente milhões de passageiros.
 
A vocação natural da Ilha do Governador deveria ser o acesso por mar e junto com a Ilha do Fundão ter diversas linhas de embarcações para transportar passageiros e cargas. É importante para o desenvolvimento da cidade estabelecer urgências para projetos que estabeleçam trajetos entre Paquetá, Ilha do Fundão, São Gonçalo, Duque de Caxias, Niterói, centro da Cidade e outras regiões da cidade, de modo a solucionar os engarrafamentos e diminuir os elevados custos dos transportes terrestres.
 
Na Ilha do Fundão, o Polo Tecnológico, e na Ilha do Governador, o aeroporto Internacional Tom Jobim são estruturas de desenvolvimento que precisam mais agilidade para prosperar e trazer progresso para as próprias regiões onde estão localizadas e, principalmente, para as cidades do entorno da baía. Não podemos mais tolerar que continuem paralisados todos os projetos para o transporte marítimo e as coisas continuem a funcionar como há cinco décadas.
 
Alunos de engenharia da Cidade Universitária já publicaram na internet, e o acesso é aberto a todos, projeto fruto de estudos acadêmicos que dimensiona tamanho das embarcações e sugerem trajetos para dar início a um novo tempo onde a opção pelo transporte marítimo se torne realidade. Não importa quais sejam os interesses contrariados, é preciso coragem para iniciar o debate de propostas concretas para tornar esse transporte viável o mais rápido possível.



Veja Também

Opinião - A Ilha do Governador é uma das melhores regiões da cidade para se morar. Difícil encontrar um morador que queira trocar por outro lugar na cidade. Fora o problema grave de mobilidade urbana, setor em que pouca coisa funciona bem, ainda assim vivemos melhor que a maioria das outras regiões. Estamos protegidos do trânsito de veículos que apenas usam um território para deslocamento para outras regiões. Quem vem pra Ilha não está indo pra outro lugar, e isso é uma vantagem fantástica que evita a população flutuante que acaba atrapalhando a vida local e complica mais ainda o trânsito.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião -

Opinião - Mais um ano e o problema do transporte marítimo continua encalhado, prejudicando gravemente a mobilidade dos moradores da Ilha do Governador. A falta de uma opção confiável pelo mar é um absurdo que perdura há anos sem solução. Aliás, antigamente o sistema de barcas funcionava muito melhor quando as barcas atracavam na bucólica Ribeira.

Opinião - O verão chegou a as altas temperaturas em conjunção com as férias escolares devem lotar as praias da Ilha do Governador. Entretanto médicos dermatologistas insulanos alertam sobre os perigos de banhos em praias cuja desconfiança é grande sobre os índices de poluição e que podem afetar a saúde de quem, por descuido, ingere um gole ou tem algum machucado não cicatrizado no corpo.


Edição 1920
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras