Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião - José Richard

06/07/2018 - opiniao /Edição 1892

Morar na Ilha do Governador é um privilégio e todos devemos defender nosso chão para continuar sendo o excelente lugar que é para morar, desenvolver negócios e viver em paz. O sonho de todos insulanos é morar na Ilha e trabalhar por aqui mesmo, sem precisar enfrentar os desagradáveis engarrafamentos na Estrada do Galeão e os perigos da Linha Vermelha.

Penso também o quanto devemos às unidades militares pela preservação do meio ambiente nas diversas áreas que ocupam no território da Ilha. Falo da presença da Aeronáutica e da Marinha que juntas devem preservar pelo menos um quinto do nosso território. Quem conhece a estação Rádio da Marinha, cuja entrada principal se faz pela Colônia Z-10, sabe que a existência da mata e outras áreas verdes, como os gramados, é extraordinária e só podem ser igualados pela fantástico espaço no Bananal onde diversas unidades dos Fuzileiros Navais realizam treinamentos e cursos de especialização para milhares de militares.

Nesses dois locais os militares respiram uma natureza especial. A existência da fauna nativa é mantida pelo incentivo à proteção dos animais em seus habitats e, é normal a convivência das diversas espécies com militares que valorizam o privilégio de viver e trabalhar em lugares especiais tendo a companhia de diversos tipos de animais.

Como seria a ocupação da Ilha do Governador se aqui não houvesse um aeroporto e as unidades militares? Tenho medo da resposta. Imagino que a população seria o dobro dos quase 300 mil de hoje, sem a boa qualidade de vida de hoje e o trânsito um caos.

O privilégio de viver na Ilha nos obriga a ter mais consciência para preservar os lugares públicos, respeitar nossos vizinhos, valorizar as empresas insulanas e sobretudo contribuir, cada um do seu modo, para a Ilha do Governador, continuar a ser o melhor lugar para se morar da cidade do Rio de Janeiro. 




Veja Também

Opinião - José Richard - A manhã da quinta feira desta semana foi terrível para quem tinha que utilizar a Estrada do Galeão. Praticamente de ponta a ponta, por mais de duas horas, a nossa única via de saída ficou congestionada por conta da chuva insistente que caiu na região e atrapalhou o trânsito em toda a cidade, mas principalmente por uma obra que se arrasta por semanas na Estrada do Galeão.

Opinião - José Richard - Os temporais de verão cujas chuvas causam graves alagamentos e enchentes estão a cada ano mais severos, causando grandes prejuízos materiais e mortes, seja por afogamento nos rios que transbordam ou nos deslizamentos de encostas que derrubam casas e soterram moradores. O noticiário internacional mostra que está acontecendo em todo mundo, fora os tsunamis.

Opinião - Com as férias escolares e o carnaval já no passado, a preocupação agora é viver bem e com determinação os dez meses que restam de 2019. Enfim, cair na realidade do trabalho e fazer a diferença, sejam quais forem as nossas responsabilidades individuais com os estudos ou trabalho. A vida exige isso.

Opinião - José Richard - A União da Ilha que é a quarta escola a desfilar nesta segunda de carnaval leva nossos corações insulanos para a Sapucaí, com a certeza de uma grande apresentação. O tema do enredo que conta sobre a história e a vida no Estado do Ceará possibilitou uma incrível parceria de criatividade entre o nordeste e o carnaval carioca.

Opinião -

Opinião - José Richard - Este ano o carnaval de rua na Ilha do Governador promete ser ainda mais animado, não apenas pela confirmação do desfile de dezenas de blocos de rua, mas principalmente pelo apoio oficial e estrutura que a prefeitura fornecer para a organização do carnaval no Cacuia e Cocotá, dois dos mais tradicionais bairros da região.


Edição 1929
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras