Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

16/03/2018 - opiniao /Edição 1876
Vez por outra comento aqui sobre os juros estratosféricos cobrados pelos bancos e a verdadeira covardia que fazem contra quem vai mal financeiramente e precisa de ajuda. Sem perdão, os bancos cobram os juros e taxas mais caras do mundo de quem tem menos ou fica devendo a eles.  
 
As gerações mais novas não sabem, mas antigamente os bancos pagavam juros para ter o nosso dinheiro e ganhavam ao usar esse mesmo dinheiro para emprestar a juros um pouco maiores, e assim cresceram. Agora temos que pagar diversas taxas para ter o dinheiro depositado num banco. Inverteram tudo e os bancos festejam a cada semestre recorde de lucros exorbitantes. Assim é que, mesmo quando todos brasileiros e as empresas nacionais estão mal, os bancos vão muito bem. 
 
O único objetivo dos bancos é o lucro abusivo a qualquer custo, com taxas anuais que chegam a 400% e desse modo acabam com empresas e pessoas. Nessa semana li no Globo um anúncio da Fiesp e Ciesp, entidades que representam os grandes empresários, cujo conteúdo denuncia esse absurdo e mostra um exemplo com números para comparação que nos deixa estarrecidos. Veja o que diz o anúncio:
 
1 - Se uma pessoa tivesse ido a um banco para depositar R$ 100,00 na caderneta de poupança há dez anos teria hoje na conta R$ 198,03.
2 – Se essa mesma pessoa tivesse usado o mesmo valor de R$ 100,00 no cheque especial, na mesma data, teria hoje no mesmo banco uma dívida de R$ 4.394.136,97.
 
Caro leitor, finalmente vejo algum sinal de que outros também não suportam mais este absurdo e abusivo mal que os bancos fazem a todos brasileiros e ao país. É preciso uma mobilização para que eles também sejam instrumentos justos e decentes de desenvolvimento compartilhado com o povo. Pior é que a Caixa e Banco do Brasil do próprio governo cometem a mesma indecência contra o povo.




Veja Também

Opinião - A Ilha do Governador é uma das melhores regiões da cidade para se morar. Difícil encontrar um morador que queira trocar por outro lugar na cidade. Fora o problema grave de mobilidade urbana, setor em que pouca coisa funciona bem, ainda assim vivemos melhor que a maioria das outras regiões. Estamos protegidos do trânsito de veículos que apenas usam um território para deslocamento para outras regiões. Quem vem pra Ilha não está indo pra outro lugar, e isso é uma vantagem fantástica que evita a população flutuante que acaba atrapalhando a vida local e complica mais ainda o trânsito.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião -

Opinião - Mais um ano e o problema do transporte marítimo continua encalhado, prejudicando gravemente a mobilidade dos moradores da Ilha do Governador. A falta de uma opção confiável pelo mar é um absurdo que perdura há anos sem solução. Aliás, antigamente o sistema de barcas funcionava muito melhor quando as barcas atracavam na bucólica Ribeira.

Opinião - O verão chegou a as altas temperaturas em conjunção com as férias escolares devem lotar as praias da Ilha do Governador. Entretanto médicos dermatologistas insulanos alertam sobre os perigos de banhos em praias cuja desconfiança é grande sobre os índices de poluição e que podem afetar a saúde de quem, por descuido, ingere um gole ou tem algum machucado não cicatrizado no corpo.


Edição 1920
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras