Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião - José Richard

09/02/2018 - opiniao /Edição 1871
Há algum tempo quando a Ilha era uma região mais tranquila, havia uma cabine da Polícia Militar localizada no canteiro central entre o Casa Show e a passarela. Nela trabalhava o cabo Afonso, PM que por muitos anos foi uma das pessoas mais conhecidas e respeitadas da Ilha em razão da admiração que conquistou, por sua educação e integridade. Simbolizava a presença da lei e era respeitado por todos.

Devido às obras do Projeto Rio Cidade, em 20zxz, aquela parte do canteiro central foi urbanizada com árvores e outras plantas; a cabine desapareceu e a polícia desde então deixou de estar presente no local mais visível da Ilha. O soldado Afonso, diabético, veio a morrer vítima do agravamento de uma ferida no pé.

O tempo passou, a PM teve reduzida drasticamente ou  número de policiais; a população dobrou e os bandidos se multiplicaram, na Ilha e em todo estado. A região ficou menos tranquila e agora bandidos da Maré fazem dos moradores da Ilha suas vítimas preferenciais pela facilidade de fuga. 

Medidas urgentes são necessárias para retomar o clima de segurança, e uma delas é o retorno de uma cabine da PM para aquela que é região mais estratégica e de visibilidade da Ilha – mesmo local onde o soldado Afonso Ferreira foi símbolo da lei e da ordem. A iniciativa dessa óbvia necessidade é da vereadora Tânia Bastos que na semana passada levou o pleito ao governador Pezão que entendeu a necessidade e manifestou interesse na instalação do equipamento na mesma região.

O comando da Polícia Militar já iniciou os estudos técnicos para instalar uma cabine adequada ao local com suporte logístico, policias e equipamentos que garantam a presença do polícia na Ilha, de modo a inibir a ação dos criminosos e resgatar a sensação de segurança na região.



Veja Também

Opinião - A Ilha do Governador é uma das melhores regiões da cidade para se morar. Difícil encontrar um morador que queira trocar por outro lugar na cidade. Fora o problema grave de mobilidade urbana, setor em que pouca coisa funciona bem, ainda assim vivemos melhor que a maioria das outras regiões. Estamos protegidos do trânsito de veículos que apenas usam um território para deslocamento para outras regiões. Quem vem pra Ilha não está indo pra outro lugar, e isso é uma vantagem fantástica que evita a população flutuante que acaba atrapalhando a vida local e complica mais ainda o trânsito.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião - A importância de uma maternidade pública na Ilha do Governador é o de um serviço de saúde essencial para os mais tradicionais moradores da região. Alguns deles nasceram no Hospital Paulino Werneck e naturalmente sentem orgulho de serem verdadeiros insulanos da gema, como se costuma dizer.

Opinião -

Opinião - Mais um ano e o problema do transporte marítimo continua encalhado, prejudicando gravemente a mobilidade dos moradores da Ilha do Governador. A falta de uma opção confiável pelo mar é um absurdo que perdura há anos sem solução. Aliás, antigamente o sistema de barcas funcionava muito melhor quando as barcas atracavam na bucólica Ribeira.

Opinião - O verão chegou a as altas temperaturas em conjunção com as férias escolares devem lotar as praias da Ilha do Governador. Entretanto médicos dermatologistas insulanos alertam sobre os perigos de banhos em praias cuja desconfiança é grande sobre os índices de poluição e que podem afetar a saúde de quem, por descuido, ingere um gole ou tem algum machucado não cicatrizado no corpo.


Edição 1920
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras