Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

05/01/2018 - opiniao /Edição 1866
O ano começou bem. Já temos no calendário de janeiro diversas programações de carnaval para agitar a galera que festejou o Natal e Ano Novo aproveitando as delícias próprias das festas de final de ano. Com a virada do ano, o assunto mudou: agora é carnaval.
 
A União da Ilha, cujo enredo trata de comida e os pratos brasileiros pode gerar uma grande surpresa no desfile, já que não existe brasileiro que não aprecia um bom prato. Alguns gostam do prato cheio, mas a maioria tem preferências por bons ingredientes e temperos. Até a aparência faz o prato apetitoso aos olhos de qualquer gourmet, com fome. A equipe da União que desenvolve o enredo e alegorias é muito profissional e tem bom gosto fato que ajuda. Acredito que a apresentação vai dar água na boca do público e melhorar as boas notas dos jurados.
 
Os ensaios de rua estão bombando. Nunca se viu a quantidade de público, como neste ano, que acompanha o desempenho e incentiva os destaques, intérpretes, baterias e alas. Um verdadeiro show no asfalto da Estrada do Galeão que merece aplausos. As sacadas dos prédios do trecho do Posto Ilha até a quadra ficam lotadas e se transformaram em verdadeiros camarotes de privilegiados moradores que vibram com o espetáculo.
 
Já os blocos estão inquietos e prometem grandes desfiles pelas ruas da Ilha, arrastando milhares de foliões e distribuindo alegria por onde passam. A Ribeira continua a ser o bairro onde a maioria vai se apresentar, e tudo começa no sábado, dia 20 com "Os 20 de Ouro do Mestre Odilon". Nos bastidores , Batuke de Batom, Vermelho e Branco e outros grandes estão agitados e a animação deve surpreender, com a participação de cerca de 40 blocos. 




Veja Também

Opinião -

Opinião - José Richard - As dificuldades enfrentadas pelos veículos para circular nas principais ruas da Ilha durante o horário comercial são resultado do aumento da quantidade de carros que se deslocam principalmente por um eixo de cinco principais troncos de circulação: Estrada do Galeão, Estrada do Cacuia, Avenida Paranapuan, Estrada Rio Jequiá e Estrada do Dendê.

Opinião - José Richard - Morar na Ilha do Governador é um privilégio e todos devemos defender nosso chão para continuar sendo o excelente lugar que é para morar, desenvolver negócios e viver em paz. O sonho de todos insulanos é morar na Ilha e trabalhar por aqui mesmo, sem precisar enfrentar os desagradáveis engarrafamentos na Estrada do Galeão e os perigos da Linha Vermelha.

Opinião - A solenidade pública que será realizada nesta sexta-feira (29), a partir das 16h, no calçadão em frente ao Banco do Brasil, na Portuguesa, vai homenagear os policiais militares que se destacaram no trimestre. A eles serão entregues Moções de Reconhecimento da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro e presentes oferecidos por empresas da Ilha, como gesto de reconhecimento e gratidão.

Opinião - José Richard - O problema de diversas ocupações que acontecem na cidade e na Ilha do Governador é que, duas empresas importantes como a Cedae e a Light, abastecem com água e energia os invasores. Com luz e água as irregularidades aumentam e os locais se tornam verdadeiras vilas, onde prosperam atividades ilegais e a cada dia se tornam mais difíceis de serem legalizadas, mesmo em terrenos particulares e sob pressão da justiça.

Opinião - José Richard - Li, acho que em um pais da Europa, que durante uma greve de ônibus, os táxis e lotações resolveram ajudar a população e diminuíram o preço das passagens para permitir que os passageiros continuassem com as suas atividades normais. Entenderam que com o aumento do número de passageiros durante o movimento grevista podiam diminuir o preço que ainda assim teriam lucros extraordinários. Foram solidários ao seu povo, que precisava trabalhar, ir ao médico ou estudar, entre outras atividades da rotina de quem vive.


Edição 1894
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras