Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

11/08/2017 - opiniao /Edição 1845
É inacreditável! Embora as dezenas de prisões de gente graúda do mundo político e empresarial, realizadas pela operação da Lava Jato, ainda persiste nos porões da república, e causa repugnância, a propina que alguns órgãos públicos insistem cobrar, principalmente dos pequenos empresários. 

Nesses órgãos, onde funcionam verdadeiras organizações criminosas, alguns agentes públicos insistem em criar procedimentos ilícitos para gerar propinas e acharcar pequenos empreendedores, que não possuem condições para contratar advogados para defendê-los. A tática é criar dificuldades de todo tipo e gerar oportunidades para acertos inescrupulosos.

Não podemos perder a sensibilidade para reagir a essas situações, deixando passar o momento oportuno para denunciar essa turma que também merece estar na cadeia. Enquanto o Brasil se arrasta pela falta de dinheiro para investir em educação e saúde, o dinheiro público some pelo ralo da corrupção.

Precisamos agir com a mesma coragem do juiz Sérgio Moro, cuja atuação e seriedade nos servem de exemplo, conscientes de que a omissão, poderá ser interpretada pela história, como ato de conivência com esses ladrões da pátria. 

Se na política os bandidos de todos os quilates estão sendo desmascarados, é hora de também denunciar os pequenos esquemas de corrupção pública que existem por baixo dos panos e corroem o desenvolvimento brasileiro. O disque denúncia (2253-1177) é um importante instrumento para comunicar ações ilícitas que envergonham os brasileiros honestos e íntegros. Vamos agir?





Edição 1846
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras


 

Copyright© 2010 Ilha Notícias. Todos os Direito Reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.