Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião - José Richard

09/06/2017 - opiniao /Edição 1836
A próxima semana marca o início dos jogos do Flamengo na Ilha, depois de cinco meses de obras e um investimento rubro-negro superior a 15 milhões de reais. A expectativa da torcida flamenguista e da população da região é grande, considerando que as instalações e o gramado do novo estádio ficaram excelentes e oferecerem conforto e segurança aos torcedores.

A materialização da parceria entre a Lusa e o Flamengo, no início do ano, foi um gol de placa dos dirigentes dos dois clubes. Enquanto a Portuguesa ganhou um estádio novinho sem gastar um centavo e valorizou o seu patrimônio, o Flamengo não precisará gastar tempo e dinheiro deslocando a equipe e comissão técnica para jogos em outros estados e cidades. O sentimento dos dois clubes é de plena satisfação.

Acho que até o trânsito da Ilha pode ganhar se as autoridades conseguirem que as vans e kombis não estacionem em lugares proibidos e deixem de fazer dos pontos de ônibus estacionamento para lotadas, paralisando o trânsito e, como de costume, complicando a vida dos motoristas insulanos.

Creio que a Ilha vai ganhar muito com a presença assídua do Flamengo e dos adversários na região. Não há dúvidas que restaurantes, lojas e hotéis serão beneficiados com o movimento dos torcedores e dirigentes. Até as torcidas dos times adversários de outros estados vão gerar receitas para as atividades econômicas locais, pela simples permanência, mesmo por apenas algumas horas, no território insulano. É uma questão de marketing.

O clima de alegria de todas as torcidas invadindo a Ilha e a exposição da região no noticiário esportivo é um fato a ser explorado de modo positivo para a economia local e principalmente para chamar a atenção das autoridades para a solução de problemas regionais como os que existem no setor de transportes. 




Veja Também

Opinião - José Richard - A comunidade da Ilha do Governador sofreu bastante com o forte temporal que atingiu a região na quinta, dia 15. As autoridades atualizaram para 255 a quantidade de árvores que foram derrubadas pela forção da ventania e o trabalho de normalização das vias e calçadas só deve chegar ao fim nos próximos dias.

Opinião - José Richard - Essa terrível tempestade que desabou na cidade e principalmente na Ilha do Governador, na madrugada da quinta-feira (15), deixou nossa terra arrasada. Quase 200 árvores gigantes, algumas centenárias, foram arrancadas do solo como se fossem de papel.

Opinião - José Richard - Essa terrível tempestade que desabou na cidade e principalmente na Ilha do Governador, na madrugada da quinta-feira (15), deixou nossa terra arrasada. Quase 200 árvores gigantes, algumas centenárias, foram arrancadas do solo como se fossem de papel.

Opinião - José Richard - Há algum tempo quando a Ilha era uma região mais tranquila, havia uma cabine da Polícia Militar localizada no canteiro central entre o Casa Show e a passarela. Nela trabalhava o cabo Afonso, PM que por muitos anos foi uma das pessoas mais conhecidas e respeitadas da Ilha em razão da admiração que conquistou, por sua educação e integridade. Simbolizava a presença da lei e era respeitado por todos.

Opinião -

Opinião - Esta semana a imprensa divulgou a estatística de 2017 referente as multas de trânsito aplicadas em vans, da cidade do Rio de Janeiro, no ano passado, e a Ilha do Governador foi a região campeã com 787 infrações das 3.580 aplicadas na cidade. Superamos bairros como Madureira 387, Barra da Tijuca 182 e Bangu com 98 multas. Essa diferença vergonhosa revela, aquilo que a população constata e sofre diariamente nas ruas diante da bagunça generalizada provocada pela maioria das vans que circulam nas ruas da Ilha.


Edição 1873
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras