Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

19/05/2017 - opiniao /Edição 1833
A insegurança nas ruas provocadas por centenas de motos que circulam sem placas ou com a placa encoberta, certamente para não ser identificada, é um absurdo. Nesta semana, estava parado em um sinal vermelho da Estrada do Galeão, no meio de outros veículos e alguns ônibus, quando duas motos, ultrapassaram o sinal fechado sem nenhum constrangimento. Mais adiante ultrapassaram uma viatura da PM sem serem abordados. 
 
Diante de fato tão corriqueiro, alguns leitores podem me pedir para comentar, nesse espaço, sobre alguma novidade, porque isso todo mundo já sabe. O abuso e desrespeito das motocicletas contra as leis do trânsito nas ruas da Ilha, já não causa espanto para alguns, mas ainda afeta a maioria da população. A desfaçatez dos motoqueiros que cometem ilegalidades no trânsito, agride quem tem princípios e zela pela obediência às leis. É a parte do iceberg submerso das irregularidades no trânsito, também cometidas pelas vans e que precisam, urgente, ter mais fiscalização das autoridades.
 
Também é inacreditável a velocidade que as motos circulam entre os carros, fato que além de assustar os motoristas, coloca em risco os pedestres que atravessam as vias nas faixas de segurança. Enquanto esses motoqueiros abusam dos limites e trazem problemas na fluidez do trânsito, os motoristas são obrigados a tomar cuidados extremos para não causar batidas em algumas delas e ferir gravemente os motociclistas que se arriscam em manobras perigosas e talvez não percebam a fragilidade a que se expõe entre os carros.
 
Enquanto a polícia não agir de modo rigoroso e permanentemente contra a circulação de motos sem placas e motociclistas sem capacetes, eles vão entender que a polícia é conivente e continuarão a gerar ilegalidades no trânsito. Afinal, onde não existe fiscalização os irresponsáveis agem livremente.




Veja Também

Opinião - Diversas páginas desta edição do Ilha Notícias tratam de carnaval e do clima de absoluta alegria que o reinado de Momo proporciona nas ruas com a participação de milhares de foliões, cujo principal objetivo é se divertir e extravasar a alegria. Por outro lado, a multidão que também acompanha os ensaios de rua da União da Ilha, nas noites das quartas feiras, prenuncia um grandioso desfile na Marques de Sapucaí no dia 12 de fevereiro.

Opinião - José Richard - A insegurança persiste na Ilha, embora as notícias de assaltos realizados por bandidos com o uso de motos aparentemente diminuiu, provavelmente pelas constantes ações da PM em parceria com os motociclistas da Guarda Municipal que retiraram de circulação dezenas de motos irregulares

Opinião -

Opinião - José Richard - A Ilha do Governador vai começar 2018 com a perspectiva de piora no sistema de transporte público. É que algumas empresas de ônibus da cidade estão paralisando algumas linhas deficitárias, segundo elas, depois das duas reduções na tarifa determinadas pela justiça e prefeitura. Caso chegue à Ilha esse desdobramento será séria a crise de mobilidade urbana e deve provocar uma avalanche de vans e kombis nas ruas para ocupar o espaço dos ônibus que eventualmente deixem de circular.

Opinião - Quero desejar Boas Festas a todos leitores do jornal impresso e aos internautas que acompanham o jornal através das diversas plataformas nas redes sociais. Que cada insulano viva esse Natal do seu modo particular compartilhando afeto e alegria com todos.

Opinião -


Edição 1868
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras