Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Opinião

24/03/2017 - opiniao /Edição 1825
Sempre vale relembrar aos insulanos a diferença entre morar na Ilha ou em outra região da cidade do Rio de Janeiro. Considero o insulano um cidadão privilegiado, principalmente aqueles, homens e mulheres que, além de morar, também trabalham ou estudam na Ilha. 

Ao tratar desse assunto, meu objetivo é chamar a atenção do leitor sobre a importância de valorizar nossa região cujo território abriga quase 300 mil habitantes. Na questão da segurança, por exemplo, nenhuma outra região se compara à Ilha. É claro que problemas existem. Mas são pontuais e em uma proporção incomparavelmente menor do que a brutalidade criminosa que infelizmente existe nos bairros próximos que margeiam as linhas Vermelha e Amarela. 

Esses dois trajetos de vias expressas são usados obrigatoriamente pelos insulanos que trabalham fora da Ilha e são testemunhas do perigo que é circular de carro por essas vias. O medo se transforma em pânico quando ocorrem engarrafamentos e a ação de bandidos se torna imprevisível. 

Deixando de lado a questão do sistema de transporte urbano que, verdadeiramente precisa melhorar muito - com barcas funcionando em mais horários e linhas de ônibus novos ligando a Ilha à Zona Sul e outras regiões da cidade -, a Ilha é um excelente lugar para morar que oferece todas as delícias de uma região tranquila e acolhedora.

Muitos bons colégios, diversos clubes de lazer e dois polos gastronômicos com grande diversidade de especialidades consagram a Ilha como um lugar onde pode-se viver com qualidade. Quem tem esse privilégio não quer viver em outro lugar.




Veja Também

Opinião - José Richard - A comunidade da Ilha do Governador sofreu bastante com o forte temporal que atingiu a região na quinta, dia 15. As autoridades atualizaram para 255 a quantidade de árvores que foram derrubadas pela forção da ventania e o trabalho de normalização das vias e calçadas só deve chegar ao fim nos próximos dias.

Opinião - José Richard - Essa terrível tempestade que desabou na cidade e principalmente na Ilha do Governador, na madrugada da quinta-feira (15), deixou nossa terra arrasada. Quase 200 árvores gigantes, algumas centenárias, foram arrancadas do solo como se fossem de papel.

Opinião - José Richard - Essa terrível tempestade que desabou na cidade e principalmente na Ilha do Governador, na madrugada da quinta-feira (15), deixou nossa terra arrasada. Quase 200 árvores gigantes, algumas centenárias, foram arrancadas do solo como se fossem de papel.

Opinião - José Richard - Há algum tempo quando a Ilha era uma região mais tranquila, havia uma cabine da Polícia Militar localizada no canteiro central entre o Casa Show e a passarela. Nela trabalhava o cabo Afonso, PM que por muitos anos foi uma das pessoas mais conhecidas e respeitadas da Ilha em razão da admiração que conquistou, por sua educação e integridade. Simbolizava a presença da lei e era respeitado por todos.

Opinião -

Opinião - Esta semana a imprensa divulgou a estatística de 2017 referente as multas de trânsito aplicadas em vans, da cidade do Rio de Janeiro, no ano passado, e a Ilha do Governador foi a região campeã com 787 infrações das 3.580 aplicadas na cidade. Superamos bairros como Madureira 387, Barra da Tijuca 182 e Bangu com 98 multas. Essa diferença vergonhosa revela, aquilo que a população constata e sofre diariamente nas ruas diante da bagunça generalizada provocada pela maioria das vans que circulam nas ruas da Ilha.


Edição 1873
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras