Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Obra lenta prejudica motoristas

22/03/2019 - noticias /Edição 1929
As obras do Programa Favela Bairro, que vão beneficiar um total de 12 mil moradores da Vila Joaniza, tem causado transtorno aos motoristas na Estrada do Galeão. Desde meados de 2018, a empresa Volume, contratada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), realiza intervenções do trecho desde a Prefeitura da Aeronáutica até a loja do Casa Show, para implantação de uma rede coletora de esgoto da comunidade que terá destino final a Estação de Tratamento da Cedae no Tauá. 

As intervenções acontecem algumas vezes em horário de rush, o que gera engarrafamento no trânsito no sentido saída da ilha. Além disso, os motoristas questionam a qualidade do asfalto que está sendo colocado para tapar os buracos abertos durante a obra. Para o insulano Matheus Mendonça, morador da Freguesia e trabalha na Barra da Tijuca, a solução é sair mais cedo de casa. 

- Pelo que fiquei sabendo essa obra é importante e vai beneficiar uma boa parcela de insulanos que moram no Galeão. No entanto, a demora para o término atrapalha nosso direito de ir e vir, sem falar nas avarias causadas ao carro por conta dos buracos que ficam e o asfalto mal aplicado. O ideal seria fazer a obra apenas durante a madrugada para não interferir nos horários de movimento. 

As obras do Programa Favela Bairro acontecem desde julho de 2014 na comunidade da Vila Joaniza e vai beneficiar mais de 4.400 famílias, com a implantação de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto, drenagem pluvial, pavimentação de vias e vielas, além da instalação de uma área de lazer. Na manhã de quinta (21), o congestionamento provocado pelas obras e a chuva prejudicou milhares de motoristas que ficaram presos na Estrada do Galeão em virtude das obras que
ocupavam quase meia pista em frente ao Casa Show. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, a empreiteira Volume, encarregada da obras, já deveria ter acabado o serviço mas surgiram problemas na ligação com uma outra antiga rede de captação de esgotos da Cedae na Portuguesa. Segundo a Cedae, a obra na quinta (21), foi para trocar tubulação de esgoto danificada.





Edição 1933
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras