Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Resgatista insulano participou das buscas na tragédia em Brumadinho

15/02/2019 - noticias /Edição 1924
A tragédia que atingiu a cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, revelou diversos heróis que se deslocaram de diversas partes do Brasil, e do mundo, para ajudar as vítimas da tragédia. Entre os voluntários estava o veterinário insulano, Alexandre Calmon, que é adestrador e participa de uma organização de resgate com cachorros em desastres. 

Alexandre é uma das 29 pessoas em todo o mundo que participa da ONG K9 de Creixell Brasil, que é uma organização internacional canina de resgate. A sede fica na Espanha e, em 2007, Alexandre passou a integrar a equipe, fazendo vários cursos no país europeu. Com a habilidade necessária, ele já participou de várias operações de salvamentos, no Chile, Argentina e em Mariana, também em Minas Gerais. 

— Eu sempre tive vontade de fazer mais em minha profissão. Ser veterinário e adestrador, apenas não me satisfazia. Queria fazer coisas que fossem além de ensinar o cão a deitar e dar a pata. Quando descobri esta instituição me veio a certeza de que era isso que queria e fiz a especialização necessária — conta.

No caso de Brumadinho, o Ministério Público de Minas, acionou a ONG que Alexandre faz parte, eles aceitaram o chamado de ajuda e foram deslocados para o local. Ele levou dois cães que ele mesmo treina o Baco e o Spike, e ambos vivem na Ilha. 

— Alguns cães são treinados para reconhecer, através de brincadeiras, o cheiro dos humanos vivos e outros cães fazem o mesmo treinamento, com o odor de pessoas mortas de várias etnias. Levamos eles todas as semanas para treinar em locais diferentes para aprenderem a buscar pessoas em locais desconhecidos —
disse.

Os cães treinados para reconhecer cadáveres entraram em ação demarcando locais onde a equipe de busca deveria procurar para encontrar corpos. Alexandre ficou 10 dias em Brumadinho e voltou para casa com a certeza que fez sua parte. 

— Mesmo não entregando pessoas vivas de volta às suas famílias, sei que ajudamos a amenizar a angústia de muitas famílias que buscavam seus mortos e puderam, graças ao nosso esforço, prestar uma última homenagem aos seus entes queridos — finalizou.




Veja Também

Aulas de Jiu-jitsu e Muay Thai na Lusa - A Associação Atlética Portuguesa abre as portas para os fãs de artes marciais e em parceria com o lutador de MMA, Leandro Popeye, instalou uma Academia de Lutas no subsolo do ginásio com acesso ao lado da sala seis. Trata-se da GFT Portuguesa, que tem aulas de jiu-jitsu, muay thai, boxe e treinamento funcional, de segunda a sexta, em diversos horários.

Os 20 de Ouro fecham o carnaval de rua - O bloco “Os 20 de Ouro do Mestre Odilon”, desfilou no sábado (16), encerrando as comemorações do carnaval de rua, na Ilha. O bloco fundado em 2016, desfilou pelo terceiro ano e atraiu cerca de 1500 foliões, segundo a Guarda Municipal. A concentração foi na Estrada Rio Jequiá, altura do Posto de Saúde Necker Pinto, e o desfile seguiu até a Praça Iaiá Garcia, na Ribeira.

Projeto Casas da Noruega faz 10 anos - Snorre e jogadores comemoram a vitória da Norway Cup

RioGaleão forma Monitores Ambientais - A RioGaleão, concessionaria que administra o Aeroporto do Galeão, realizou no na quinta(14), a formatura da turma que concluiu em 2018 o Projeto Conexão Escola. Mais de 70 pessoas, entre crianças, familiares e representantes do Aeroporto Internacional Tom Jobim compareceram à apresentação que certificou alunos como Monitores Ambientais.

Obra lenta prejudica motoristas - As obras do Programa Favela Bairro, que vão beneficiar um total de 12 mil moradores da Vila Joaniza, tem causado transtorno aos motoristas na Estrada do Galeão. Desde meados de 2018, a empresa Volume, contratada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), realiza intervenções do trecho desde a Prefeitura da Aeronáutica até a loja do Casa Show, para implantação de uma rede coletora de esgoto da comunidade que terá destino final a Estação de Tratamento da Cedae no Tauá.

Empreendimento gera protesto na Ribeira - A construção de um condomínio no terreno onde era a Fazenda do Cabaceiro, localizada na Ribeira, foi alvo de uma manifestação realizada no sábado (9), na rua em frente ao empreendimento imobiliário e contou com a presença de um grupo de moradores da região. Os manifestantes condenaram a derrubada de 74 árvores na área da fazenda e consideram ilegal a construção de um condomínio com dois prédios num total de 48 apartamentos.


Edição 1929
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras