Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Estrada para Tubiacanga está pronta

15/02/2019 - noticias /Edição 1924
As obras na estrada que liga ao bairro de Tubiacanga, realizada pela RioGaleão, foram concluídas e contam com grades que cercam a pista, ciclovia, guarita com cancelas e seguranças que se revezam no local. As obras, além de melhorar o acesso à Tubiacanga, também foram uma medida para evitar o aumento da invasão ao lado do posto do Detran, no início da estrada.

A via de aproximadamente 2 quilômetros, antes, também era usada para desmanche de carros roubados, abandono de animais e despejo de lixo, fatos que geravam constantes reclamações dos moradores que obtiveram da RioGaleão as obras, principalmente para aumentar a segurança.

As obras levaram sete meses e diversos moradores comemoraram o resultado. O insulano Floriano Freitas, morador de Tubiacanga, disse estar feliz com o resultado da obra. Para ele, que anda de bicicleta todo o dia, é importante ter uma ciclovia que não os obrigue a dividir espaço com os carros, correndo, risco de atropelamento.

— Eu todo dia acordo e vou até a Praia da Rosa e volto de bicicleta. Antes tínha que andar fora da via, pois os carros passam em alta velocidade. Agora à noite não me sinto mais inseguro. Se tem algo que acho que faltou na obra foi um quebra-molas ou uma parceria com a prefeitura para por um radar aqui — relata o morador. 

Para a associação dos moradores de Tubiacanga detalhes ainda precisam ser resolvidos para completar a obra, como a sinalização e iluminação em toda a pista. Pedem também que os seguranças que ficam na cabine sejam moradores de Tubiacanga.

Segundo a RioGaleão o projeto de sinalização da via, que está incluído na proposta inicial, já está em curso e será finalizado ainda no primeiro semestre desse ano. A concessionária esclarece que a iluminação do local não é de responsabilidade da administração do Aeroporto Internacional Tom Jobim.



Veja Também

Aulas de Jiu-jitsu e Muay Thai na Lusa - A Associação Atlética Portuguesa abre as portas para os fãs de artes marciais e em parceria com o lutador de MMA, Leandro Popeye, instalou uma Academia de Lutas no subsolo do ginásio com acesso ao lado da sala seis. Trata-se da GFT Portuguesa, que tem aulas de jiu-jitsu, muay thai, boxe e treinamento funcional, de segunda a sexta, em diversos horários.

Os 20 de Ouro fecham o carnaval de rua - O bloco “Os 20 de Ouro do Mestre Odilon”, desfilou no sábado (16), encerrando as comemorações do carnaval de rua, na Ilha. O bloco fundado em 2016, desfilou pelo terceiro ano e atraiu cerca de 1500 foliões, segundo a Guarda Municipal. A concentração foi na Estrada Rio Jequiá, altura do Posto de Saúde Necker Pinto, e o desfile seguiu até a Praça Iaiá Garcia, na Ribeira.

Projeto Casas da Noruega faz 10 anos - Snorre e jogadores comemoram a vitória da Norway Cup

RioGaleão forma Monitores Ambientais - A RioGaleão, concessionaria que administra o Aeroporto do Galeão, realizou no na quinta(14), a formatura da turma que concluiu em 2018 o Projeto Conexão Escola. Mais de 70 pessoas, entre crianças, familiares e representantes do Aeroporto Internacional Tom Jobim compareceram à apresentação que certificou alunos como Monitores Ambientais.

Obra lenta prejudica motoristas - As obras do Programa Favela Bairro, que vão beneficiar um total de 12 mil moradores da Vila Joaniza, tem causado transtorno aos motoristas na Estrada do Galeão. Desde meados de 2018, a empresa Volume, contratada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), realiza intervenções do trecho desde a Prefeitura da Aeronáutica até a loja do Casa Show, para implantação de uma rede coletora de esgoto da comunidade que terá destino final a Estação de Tratamento da Cedae no Tauá.

Empreendimento gera protesto na Ribeira - A construção de um condomínio no terreno onde era a Fazenda do Cabaceiro, localizada na Ribeira, foi alvo de uma manifestação realizada no sábado (9), na rua em frente ao empreendimento imobiliário e contou com a presença de um grupo de moradores da região. Os manifestantes condenaram a derrubada de 74 árvores na área da fazenda e consideram ilegal a construção de um condomínio com dois prédios num total de 48 apartamentos.


Edição 1929
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras