Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Contenção desmorona na Praia da Rosa

11/10/2018 - noticias /Edição 1906
A calçada da Praia da Rosa, a partir do Estaleiro Eisa no trecho que vai até a Rua Manoel Pereira da Costa, está praticamente destruída e com muita sujeira. Parte do muro de contenção caiu, devido a ação das marés, e levou junto diversos pedaços da calçada, tornando impossível transitar por conta de buracos e o estacionamento irregular de carros.
 
Assim como em outras praias da região a ação das marés aos poucos faz com que a contenção das praias precise de reparos. Os sinais de deterioração são os buracos que se abrem nas calçadas. Mas este não é o único problema. O insulano Ricardo Afonso, 53, precisou de auxílio de cadeira de rodas por um período, após uma cirurgia no fêmur, e encontrou dificuldades para se deslocar por causa dos carros estacionados irregularmente.
 
— Quando eu estava de cadeira de rodas era obrigado a passar pela rua, dividindo espaço com os carros e ônibus, que passam em grande velocidade por aqui, sem contar com a dificuldade de passar pela parte que desabou e caiu no mar. Recentemente um amigo foi estacionar na calçada à noite, não viu a cratera e caiu na água junto com o carro.
 
Outra denúncia dos moradores é o lixo que é descartado indevidamente em diversos lugares da rua. Apesar da coleta regular da Comlurb, muito entulho e outros objetos velhos ficam amontoados pelos cantos. Algumas pessoas chegam a jogar suas tralhas diretamente no mar. Com a maré baixa é possível ver na praia pneus, televisores, sapatos e outros materiais. 
 
Para piorar uma tubulação de águas pluviais com ligações clandestinas de esgoto, lança dejetos direto no mar deixando um forte mau cheiro no local. A insulana Silvia de Sá, 37, disse que já cansou de flagrar pessoas, moradoras de outros bairros, despejando lixo na praia.“
 
— É vergonhoso que pessoas ajudem a poluir a baía. Tem dias que o cheiro fica insuportável, pois junta o lixo mais o esgoto.”
 
A Secretaria de Conservação, através de sua assessoria de imprensa, informou que vai vistoriar o trecho e programar reparos. Quanto ao despejo de esgotos a Cedae ainda não tinha se manifestado até o fechamento desta matéria.





Edição 1933
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras