Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Oscilação de energia causa prejuízos

05/10/2018 - noticias /Edição 1905
O problema de muitos insulanos com o péssimo serviço prestado pela Light parece não ter fim. Quedas de energia elétrica e, especialmente, os picos de luz sem motivo aparente, são frequentes nos bairros da região e geram em alguns casos prejuízos em alimentos, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos.

Na última semana, vários prédios comerciais ao longo da Estrada do Galeão sofreram com picos de luz e oscilação de tensão. Tiago Souza, funcionário da empresa de refrigeração Inovatec reconhece o aumento de trabalho na região para trocas de placas em aparelhos de ar condicionado e suspeita que isso possa estar atrelado as frequentes variações de força da energia elétrica. 

— O trabalho têm aumentado bastante, especialmente nos prédios comerciais no trecho da Estrada do Galeão, entre o Colégio Lemos Cunha e o Supermercado Extra. A oscilação de força causam problemas nas placas dos aparelhos de ar, queima o capacitor, sensores, entre outros problemas — alerta o técnico.
A dona de casa Maria Adelaide, de 75 anos, moradora do Jardim Guanabara, teve sua televisão de 32 polegadas queimada no último mês. “Estava na cozinha quando percebi uma queda de pressão na energia. Foi questão de segundos. Na hora não percebi nada estranho, mas quando fui ligar a TV, já não funcionava mais. Bem chata essa situação, pois ainda estou pagando a televisão”. 

Para tentar amenizar os prejuízos causados pela falta de luz, o consumidor que se sentir lesado pode pedir indenização, exigindo o ressarcimento pelas perdas e reparo de produtos danificados, conforme regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A orientação jurídica é dar entrada com documento na Light em até 90 dias. A concessionária tem até 10 dias para avaliar as causas do incidente. 

A Aneel informou que acompanha a qualidade do fornecimento de energia elétrica de todas as distribuidoras por meio de indicadores que verificam a frequência e a duração das interrupções. Caso o limite seja ultrapassado, o consumidor pode pedir compensação de crédito na fatura. A Light informou através de gráficos está pactuada com os índices da Aneel.

Quanto às oscilações e falta de energia durante a semana na Estrada do Galeão, na quarta (26), a Light informou que interrompeu o fornecimento de forma programada para a realização de serviços de manutenção, tendo informado previamente os clientes. Na quinta (27), um veículo bateu em um poste da empresa que causou oscilação no sistema elétrico e na sexta (28), um cabo apresentou defeito e teve que ser consertado. 




Veja Também

Radar vai identificar poluição na baía - Um radar marítimo de fabricação norueguesa está sendo desenvolvido e adaptado por pesquisadores da Coppe UFRJ e da UFF com a finalidade de reduzir os impactos ambientais na Baía de Guanabara. O sistema consegue detectar com precisão a localização de resíduos despejados nas águas da baía, facilitando e agilizando as ações para reduzir os impactos ambientais. A prioridade é instalar o sistema nas regiões portuárias, para também identificar possíveis vazamentos de óleo das embarcações.

Lusa é o clube que mais cresce na Ilha - A Associação Atlética Portuguesa não para de crescer na região e aos 94 anos de fundação, o clube investe para proporcionar bem estar aos seus associados e visitantes, especialmente à criançada e a turma da melhor idade. Com mensalidades acessíveis e aberto de terça a domingo, a Portuguesa oferece atividades físicas, de lazer e entretenimento para a região.

ONG Solidariedade completa 15 anos - O Grupo da Solidariedade é uma entidade sem fins lucrativos, idealizado e fundado pela professora insulana Fátima Vasconcellos, em 2003. Em setembro, o Solidariedade completou quinze anos e se destaca como uma das instituições mais atuantes e sérias da cidade, atendendo gratuitamente centenas de famílias da região.

Contenção desmorona na Praia da Rosa - A calçada da Praia da Rosa, a partir do Estaleiro Eisa no trecho que vai até a Rua Manoel Pereira da Costa, está praticamente destruída e com muita sujeira. Parte do muro de contenção caiu, devido a ação das marés, e levou junto diversos pedaços da calçada, tornando impossível transitar por conta de buracos e o estacionamento irregular de carros.

Veja a votação dos candidatos da Ilha - Durante quatro edições o Ilha Notícias publicou a foto e um resumo das propostas de 12 candidatos a Deputado Federal e de 13 candidatos a Deputado Estadual que vivem na Ilha. Apurados os votos nenhum deles conseguiu alcançar a quantidade suficiente para ser eleito. A votação ao lado do nome dos candidatos se refere à votação total obtida em todas as urnas do Estado.

Crise naval mantém Eisa fechado - Enferrujando nas águas da Baía de Guanabara, três navios são o símbolo da crise que quebrou o Estaleiro Eisa. Os navios fazem parte de encomendas ao estaleiro, que por falta de pagamento ou quebra de contrato, tiveram a construção suspensa, gerando prejuízos sem precedentes para o estaleiro. Atualmente a empresa, passa por recuperação judicial e tenta se reerguer.


Edição 1906
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras