Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Serviços da Light são ruins na Ilha

14/09/2018 - noticias /Edição 1902
Moradores de diversos bairros da região sofrem com os serviços prestados pela Light na Ilha do Governador. Embora a empresa alegue melhoria na qualidade de distribuição de energia elétrica, nos últimos anos, os insulanos sentem no bolso, em casa e nas suas empresas, os prejuízos causados pela falta de energia, picos de luz e, principalmente, cobranças indevidas. 

Nesta semana, por exemplo, os bairros da Ribeira, Zumbi e Pitangueiras ficaram por dois dias seguidos sem energia por cerca de meia hora. O problema obrigou que diversas lojas e atividades de serviço paralisassem as atividades. A administradora, Norma Gomes, que se mudou há cerca de seis meses para a Ribeira, é uma das insulanas que tem sofrido com falta de luz repentina e com a cobrança indevida.

— Incomoda bastante no nosso dia-dia. Às vezes fico preocupada em deixar algum eletrodoméstico ligado com risco de queimar e meu prejuízo ser grande. No último mês taxaram minha conta com um consumo que tenho certeza não ter usado — garante Norma.

Além de prestar serviços com qualidade questionada pelos moradores, o insulano que tem assuntos para resolver com a concessionária é obrigado a se deslocar até a Penha, porque a Ilha do Governador, região com mais de 300 mil habitantes, não tem mais uma loja física da Light desde 5 de janeiro de 2016. Como opção, o consumidor pode esperar a visita, esporádica, da unidade móvel da empresa, cuja equipe tem as ações limitadas e não resolve a maioria dos problemas.

De acordo com o presidente da OAB da Ilha, Luiz Varanda, o consumidor que se sentir lesado pela empresa, pode entrar com uma ação judicial no juizado especial da Ilha do Governador. “O ideal é procurar um advogado de confiança e propor ação de reparação de danos, sejam estes materiais ou morais, na vara cível”.

Procurada, a concessionária Light SA, através de sua assessoria de imprensa, afirmou que os serviços prestados na região apresentam sensíveis melhora, tanto no fornecimento da energia elétrica como no atendimento ao cliente. Para comprovar isso utiliza gráficos que apresentam reduções nos índices de duração interrupção do fornecimento e frequência de interrupção. Quanto a possível volta de loja física na Ilha, a empresa não respondeu, apenas orientou a ida do cliente à loja da Penha ou buscar a resolulção através do site. 

Moradores da Praia da Bandeira e Pitangueiras reclamam que diversos postes ameaçam cair ou tem ferragens à mostra, colocando as pessoas em perigo.




Edição 1933
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras