Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Aparu do Jequiá completa 25 anos

06/09/2018 - noticias /Edição 1901
Maior região de manguezal protegido da cidade, a Área de Proteção Ambiental e Recuperação Urbana (Aparu) do Jequiá, completou 25 anos no último dia 31. A data foi festejada com atividades educativas organizadas pela Subscretaria de Meio Ambiente e moradores da Colônia Z-10.
 
A necessidade de preservar a área de mangue da região, às margens da Baía da Guanabara, fez com que a prefeitura criasse em 1993 o projeto Aparu do Jequiá. O papel do município é regulamentar o uso e ocupação do solo, além da restauração das condições ecológicas e urbanas na área de 147 hectares, que inclui o Manguezal do Jequiá, um espaço remanescente de Mata Atlântica, o Morro do Matoso, sambaquis e a Colônia de Pesca Z-10.
 
Durante o evento, que contou com a presença do superintendente da Ilha, Daniel Balbi; do administrador regional, Márcio Pimenta e do comandante do 17°BPM, Ten. Cel. Marcelo Menezes, as escolas da rede municipal de ensino, Cuba e GEO Nelson Prudêncio, levaram grupos de alunos com idade de seis a 15 anos para participar das atividades de cunho ambiental e apresentar trabalhos escolares, cujo tema foi o meio ambiente.
 
Antigos moradores da Z-10 contam que antes mesmo de a Aparu ter sido instituída, os moradores da vila de pescadores já buscavam medidas de proteção ao Manguezal do Jequiá. Nascido e criado na Colônia, Ricardo Tavares, é um desses. Ele acredita que houve avanços com a chegada da Aparu e do Centro de Educação AMbiental (CEA), que recebeu recentemente do município brinquedos ecológicos, para ajudar nas diversas atividades para preservar o mangue e torná-lo mais acessível, principalmente para o público infantil. 
 
— Não adianta ter apenas o mobiliário. A prefeitura nos últimos anos está tendo um olhar diferenciado para a causa, tentando engrenar para que as coisas aconteçam. O trabalho realizado no Centro de Educação engloba a conscientização, especialmente para as crianças que são o futuro do país, e isso é muito importante — disse Ricardo.



Veja Também

Lusa avança no Carioca Feminino - A equipe feminina da Portuguesa fez bonito na fase de grupos do Campeonato Estadual Adulto 2018 e garantiu vaga para as quartas de final da competição. A vaga foi confirmada no confronto do último sábado (3), disputada no estádio Luso-Brasileiro, contra o Brasileirinho, que terminou em empate por 1 a 1.

Futebol feminino reúne 8 equipes - Os domingos no Aterro do Cocotá são, normalmente, muito movimentados e agora contam também com a presença de grande número torcedores que assistem aos jogos do 1º Campeonato Feminino de Futebol da Ilha do Governador. Seis equipes, com atletas de comunidades participam da competição que teve início em agosto e deve se estender até o próximo dia 18. As partidas começam às 13h e terminam às 17h.

Prédio abandonado no Fundão é símbolo do desperdício público - A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), considerada uma das maiores do país, encontra-se esquecida pelo poder público. Na Cidade Universitária, algumas obras foram suspensas por conta da redução de verba do Ministério da Educação. As ruínas das construções servem de ameaça à segurança dos estudantes da universidade.

Feira Literária da Ilha começa dia 22 - A Feira Literária da Ilha do Governador (Flig) já tem a data marcada para começar este ano: será no próximo dia 22, e estará repleta de novidades, com a participação de diversos autores da Ilha, além de oficinas, contação de histórias e outras atrações. A inauguração será às 10h do dia 22.

Idosa e pescador sofrem com a Light - A dona de casa Anizete de Melo, de 85 anos, mora sozinha na Rua Ituá, no Jardim Guanabara e sofre com crises diárias de asma. Ela viveu momentos de apreensão na véspera do feriado do Dia dos Finados (2). A Light cortou a energia de sua casa alegando o não pagamento de uma conta referente ao mês de agosto.

Intercolegial foi um sucesso na Lusa - Chegou ao fim, no sábado (27), o 5º Intercolegial Ilha de Futsal, organizado pela empresa R3 Eventos, dos professores Luiz e Roger Ledo. Onza escolas da Ilha participaram do torneio nas categorias sub-9, sub-11, sub-13, sub-15 e sub-18. Os jogos aconteceram no ginásio de esportes da Associação Atlética Portuguesa.


Edição 1910
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras