Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Falta de combustíveis afeta a Ilha

01/06/2018 - noticias /Edição 1887
Mesmo após o término da greve dos caminhoneiros, a Ilha continua sofrendo com os reflexos da paralisação da categoria. Na noite de quarta feira (30), diversos postos ainda estavam sem combustível. Segundo alguns gerentes de postos a situação ainda deve levar uma semana para normalizar.

Dez dias após o início da greve, no posto Shell em frente à 37ª DP, a inusitada fila que dobrava a esquina com a Rua Astilbe e só terminava na Rua Estocolmo.

— Estou na fila há duas horas e faltando dois carros para a minha vez o combustível terminou. O jeito é ficar aqui guardando lugar, para quando chegar mais combustível eu abastecer logo — disse o insulano Marcos Alves, 45.

Os preços do combustível deram um salto, fato que irritou muitos motoristas. No posto Shell, em frente ao Restaurante Siri do Galeão, a gasolina, que antes era vendida a R$ 4,75, chegou a R$ 5,29, na terça, dia 29. 

Motoristas de aplicativos dizem que houve aumento do serviço na Ilha. “Como a maioria dos carros dos aplicativos utilizam GNV, conseguimos ter um bom faturamento durante essa greve. Embora na Ilha a maioria dos trajetos sejam curtos, muitos motoristas particulares evitaram gastar o próprio combustível”, disse o motorista Carlos.  

No desespero por combustível, alguns insulanos, que não conseguiram abastecer seus veículos, usaram álcool 92,8º INPM, vendido nas farmácias, e que se assemelha ao álcool dos postos mas é destinado na limpeza. Especialistas não recomendam o uso desse produto que pode resultar em sérios danos aos motores dos veículos.




Veja Também

Yan, da Praia da Rosa para a Noruega - Do lava-jato, localizado na comunidade da Praia da Rosa, à Noruega, país europeu com maior índice de desenvolvimento humano do mundo é a transformação e contraste está agora presente na vida de Yan de Oliveira, de 20 anos, que no início de janeiro deixou a família na comunidade e embarcou rumo à Europa em busca do sonho de ser um jogador de futebol famoso. Com talento de sobra, o mundo do futebol encanta o jovem Yan e enche de esperanças a família.

Lusa é bicampeã da Copa Rubro-Verde - A Portuguesa fez valer a qualidade técnica e o fator casa e sagrou-se bicampeã da Copa Rubro-Verde 2019, na manhã de domingo (13), no Estádio Luso-Brasileiro. A equipe da Ilha bateu o Marítimo-POR na final por 3 a 0, com gols do meia Rodrigo Andrade, Denilson e do lateral-esquerdo Diego Maia. A Lusa Carioca confirma sua melhor fase entre as outras Portuguesas espalhadas pelo Brasil.

Comediante Edu Bastos quer Ilha alegre - O comediante insulano Edu Bastos é o idealizador do projeto Ilha Comedy Project cuja ideia é trazer mais entretenimento e cultura, através da comédia, aos insulanos. A ideia surgiu há três anos com apresentações no auditório da Universidade Estácio de Sá e esse ano será exibido em diversas casas da região.

Projeto Botinho reúne 250 crianças - O Projeto Botinho que tradicionalmente é realizado na Praia da Bica sob a coordenação do Corpo de Bombeiros, começou essa semana com a participação de cerca de 250 crianças que se divertem praticando esportes e atividades de lazer, além de receberem ensinamentos sobre disciplina e trabalho em grupo. A abertura desta edição foi na segunda (14), no Iate Clube do Jardim Guanabara.

Caravana de Férias na Vila Olímpica - O domingo (13) foi de atividades e muita diversão para cerca de 200 crianças que participaram da Caravana de Férias na Vila Olímpica Nilton Santos. O evento foi gratuito e realizado pela prefeitura em parceria com o Sesc Rio. A maioria das crianças eram moradoras de comunidades da região e puderam aproveitar mais de cinco horas de programação.

Batalhão da PM tem novo comandante - Desde a tarde terça (15) o 17º BPM está sob comando do Ten. Cel. Carlos Henrique que assumiu a unidade substituindo o Ten. Cel. Marcelo de Menezes que estava à frente do batalhão da Ilha desde dezembro de 2017. Carlos Henrique comandava o batalhão de Botafogo.


Edição 1920
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras