Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Vila Olímpica tem aulas de percussão

15/12/2017 - noticias /Edição 1863
A Vila Olímpica Nilton Santos está com vagas abertas para as aulas gratuitas de percussão. A oficina é comandada pelo professor Carlos Noronha, 48, e conta atualmente com cerca de 50 alunos entre crianças e adultos.
 
O professor Noronha iniciou na União da Ilha em 1986 como percussionista, e já integrou diversas escolas de samba, embora sua formação acadêmica seja o Direito. Segundo ele, o projeto na vila começou com o propósito de tirar crianças de situações do risco, e trabalhar a saúde mental em adultos.
 
— Aqui na Vila Olímpica conseguimos criar uma boa interação entre os alunos, tornando as aulas de percussão uma grande terapia que alivia o estresse e a ansiedade. Além disso, acontece a melhora da atenção e coordenação motora desenvolvendo o lado musical que alguns, quando começaram, não possuem.
 
O modelo inicial do projeto foi baseado em uma experiência da Fiocruz que trabalha a saúde mental de seus funcionários e que também possui um bloco de carnaval.
 
O aluno Tomás Lopes, 22, estuda na UFRJ e faz parte da bateria da atlética do seu curso. Ele começou nas aulas há 4 meses e garante que já teve uma melhora significativa. “A didática e o fácil acesso ao conhecimento da percussão me chamaram atenção e estou feliz com os resultados”, acrescentando que muitos alunos não poderiam frequentar se o curso não fosse de graça.
 
Miguel dos Santos, 9, disse que sempre gostou de assistir ensaios de escola de samba e tinha vontade de aprender a tocar tamborim, e foi com o incentivo da mãe passou a frequentar as aulas. “Quando eu estiver mais desenvolvido, tenho vontade de participar da bateria de uma escola de samba.”
 
As aulas acontecem todas as terças e quintas na Vila olímpica Nilton Santos, a partir das 19h. Para participar basta se inscrever na secretaria da vila. Informações: 3228-5789.




Veja Também

Leandro Azevedo quer uma Comissão de Frente que emocione na avenida - O professor de dança Leandro Azevedo de 36 anos, que há nove dirige a Academia de Dança Leandro Azevedo, no Village, é a grande novidade na União da Ilha. Ele foi confirmado como o novo coreógrafo para comandar a comissão de frente da escola.

Portuguesa divulga nomes dos atletas selecionados na peneira - Garotos de diversas idades realizam o sonho de iniciar carreira no futebol

Lusa efetiva Rogério Corrêa como novo técnico da equipe profissional - A diretoria da Portuguesa decidiu efetivar o auxiliar técnico Rogério Corrêa para comando da equipe na Copa Rio. Em sua segunda passagem pela Lusa. O novo treinador vai ter a oportunidade de atuar pela primeira vez na sua carreira como técnico profissional e terá como objetivo a conquista da competição que dará direito à Portuguesa de disputar a Copa do Brasil de 2019.

Estudantes treinam judô no 17º BPM - A equipe Mamede Júnior que vem se destacando no cenário nacional do judô, realiza há cerca de cinco anos um projeto de aulas gratuitas de judô, que começou no espaço da Escola Municipal Nelson Prudêncio na Vila Olímpica e agora foi transferido para o 17°BPM, onde acontecem os treinamentos as segundas e quartas, de 17h às 18h.

Buchecha faz show beneficente para os projetos da ONG Solidariedade - Com o apoio do empresário Jorge Stefano, a ONG da Solidariedade realizou, na noite da segunda feira, dia 16, um Festival Beneficente de Pizza na casa Chave Mágica, localizada no Recreio dos Bandeirantes.

Aulas de balé infantil na Joaniza realizam sonhos na comunidade - A Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, aA Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, a partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças. partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças.


Edição 1881
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras