Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Paranapuã lança livro de poesias

01/12/2017 - noticias /Edição 1861
O Colégio Paranapuã lançou o livro Poética Paranapuã – A arte de fazer poesia, que contém 70 poemas cujos 35 autores são alunos, ex-alunos e funcionários. O lançamento foi durante um evento no sábado (25), quando alguns dos autores recitaram suas poesias aos familiares e amigos presentes. A idéia do colégio é incentivar o autoconhecimento e expandir habilidades artísticas dos alunos.

O projeto surgiu através dos professores Júlio Paredes (música) e Douglas Fagundes (história), após um show de talentos promovido pelo Paranapuã. Eles perceberem a quantidade de alunos que se inscreveram para recitar poemas de própria autoria. O fato despertou o interesse de registrar e publicar a expressão artística dos alunos.

— Eu dou aula para a maioria dos alunos do colégio há mais de dez anos, e muitos, talvez pela aula ser de música, gostam de mostrar seus versos poéticos. Durante um mês recolhemos os poemas e selecionando dois de cada autor. No final ficamos felizes de ver poesias ricas, dignas de serem expostas a todos — disse Júlio.

O professor Edgar, diretor do Paranapuã, parabenizou os professores responsáveis pelo projeto e o empenho dos alunos. Segundo ele, o resultado foi uma grata surpresa. 

- Em uma geração muito envolvida com o mundo digital é gratificante incentivar os primeiros passos de jovens poetas. Esperamos ver grandes resultados no futuro.

O aluno do 1º ano do EM, Gabriel Barros, 17, é um dos autores do livro. Segundo ele, os projetos de artes do colégio e as aulas de música foram fundamentais para criar os estímulos para fazer poesias.

- Estou orgulhoso em participar do projeto. Antes eu só compartilhava minhas poesias com amigos nas redes sociais e agora acho importante o uso da poesia para conseguir colocar para fora sentimentos, e quando compartilhada, pode ajudar e emocionar outras pessoas.

O Colégio Paranapuã promove mensalmente em suas instalações um sarau aberto ao público com a participação de professores, alunos, amigos e músicos convidados. (2462-4946)




Veja Também

Radar vai identificar poluição na baía - Um radar marítimo de fabricação norueguesa está sendo desenvolvido e adaptado por pesquisadores da Coppe UFRJ e da UFF com a finalidade de reduzir os impactos ambientais na Baía de Guanabara. O sistema consegue detectar com precisão a localização de resíduos despejados nas águas da baía, facilitando e agilizando as ações para reduzir os impactos ambientais. A prioridade é instalar o sistema nas regiões portuárias, para também identificar possíveis vazamentos de óleo das embarcações.

Lusa é o clube que mais cresce na Ilha - A Associação Atlética Portuguesa não para de crescer na região e aos 94 anos de fundação, o clube investe para proporcionar bem estar aos seus associados e visitantes, especialmente à criançada e a turma da melhor idade. Com mensalidades acessíveis e aberto de terça a domingo, a Portuguesa oferece atividades físicas, de lazer e entretenimento para a região.

ONG Solidariedade completa 15 anos - O Grupo da Solidariedade é uma entidade sem fins lucrativos, idealizado e fundado pela professora insulana Fátima Vasconcellos, em 2003. Em setembro, o Solidariedade completou quinze anos e se destaca como uma das instituições mais atuantes e sérias da cidade, atendendo gratuitamente centenas de famílias da região.

Contenção desmorona na Praia da Rosa - A calçada da Praia da Rosa, a partir do Estaleiro Eisa no trecho que vai até a Rua Manoel Pereira da Costa, está praticamente destruída e com muita sujeira. Parte do muro de contenção caiu, devido a ação das marés, e levou junto diversos pedaços da calçada, tornando impossível transitar por conta de buracos e o estacionamento irregular de carros.

Veja a votação dos candidatos da Ilha - Durante quatro edições o Ilha Notícias publicou a foto e um resumo das propostas de 12 candidatos a Deputado Federal e de 13 candidatos a Deputado Estadual que vivem na Ilha. Apurados os votos nenhum deles conseguiu alcançar a quantidade suficiente para ser eleito. A votação ao lado do nome dos candidatos se refere à votação total obtida em todas as urnas do Estado.

Crise naval mantém Eisa fechado - Enferrujando nas águas da Baía de Guanabara, três navios são o símbolo da crise que quebrou o Estaleiro Eisa. Os navios fazem parte de encomendas ao estaleiro, que por falta de pagamento ou quebra de contrato, tiveram a construção suspensa, gerando prejuízos sem precedentes para o estaleiro. Atualmente a empresa, passa por recuperação judicial e tenta se reerguer.


Edição 1907
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras