Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Pés diabéticos e feridas obtém rápida recuperação com uso de alta tecnologia

06/10/2017 - noticias /Edição 1853
O Instituto Celulare conta com equipamentos de alta tecnologia para o tratamento das úlceras e feridas diabéticas. A reabilitação tecidual faz parte de um conjunto de procedimentos da fototerapia clínica, que gera um rápido grau de recuperação dessas enfermidades, cuja resposta acontece por procedimento transdisciplinar.

Os pacientes que sofrem com feridas difíceis de serem cicatrizadas encontram solução no consultório do Dr. Marcus Vinícius de M. Pinto, Diretor Científico do Instituto Celulare. A equipe do Instituto conta também com os doutores Carlos Eduardo Tenório da Veiga e Aline Ronis, especializados no tratamento de diversos tipos de lesões superficiais em tecido cutâneo ou mucoso, sobretudo em pacientes com diabetes, problemas vasculares e traumas.
 
O Instituto Celulare é especializado no tratamento de úlceras traumáticas, varicosas, de pressão, diabéticas, isquêmicas, por vasculite e mistas, que são aquelas cujas combinações de fatores contribuem para o surgimento e manutenção das feridas. 

Uma das técnicas utilizadas no instituto para acelerar a cicatrização é o tratamento fototerapêutico, utilizado para reparar diversos tipos de patologias, através de terapia fotodinâmica por laser e LED, com equipamentos de última geração, guiados por ultrassonografia, microscopia de superfície e vídeomicroscopia. 

O Dr. Marcus Vinícius é um reabilitador pós-doutor pela New York University, doutor em Ciências Médicas, área de Concentração e Reabilitação pela UBA/UFRJ, com grande experiência no tratamento de pacientes portadores de úlceras na pele. A unidade sede do Instituto Celulare fica em Itaipava e, na Ilha, o consultório é na Estrada do Galeão, em frente ao Banco do Brasil, no Jardim Carioca. 
 
Mais informações sobre os tratamentos: 24 2222-7908 e 24 99929-0923. 






Veja Também

Leandro Azevedo quer uma Comissão de Frente que emocione na avenida - O professor de dança Leandro Azevedo de 36 anos, que há nove dirige a Academia de Dança Leandro Azevedo, no Village, é a grande novidade na União da Ilha. Ele foi confirmado como o novo coreógrafo para comandar a comissão de frente da escola.

Portuguesa divulga nomes dos atletas selecionados na peneira - Garotos de diversas idades realizam o sonho de iniciar carreira no futebol

Lusa efetiva Rogério Corrêa como novo técnico da equipe profissional - A diretoria da Portuguesa decidiu efetivar o auxiliar técnico Rogério Corrêa para comando da equipe na Copa Rio. Em sua segunda passagem pela Lusa. O novo treinador vai ter a oportunidade de atuar pela primeira vez na sua carreira como técnico profissional e terá como objetivo a conquista da competição que dará direito à Portuguesa de disputar a Copa do Brasil de 2019.

Estudantes treinam judô no 17º BPM - A equipe Mamede Júnior que vem se destacando no cenário nacional do judô, realiza há cerca de cinco anos um projeto de aulas gratuitas de judô, que começou no espaço da Escola Municipal Nelson Prudêncio na Vila Olímpica e agora foi transferido para o 17°BPM, onde acontecem os treinamentos as segundas e quartas, de 17h às 18h.

Buchecha faz show beneficente para os projetos da ONG Solidariedade - Com o apoio do empresário Jorge Stefano, a ONG da Solidariedade realizou, na noite da segunda feira, dia 16, um Festival Beneficente de Pizza na casa Chave Mágica, localizada no Recreio dos Bandeirantes.

Aulas de balé infantil na Joaniza realizam sonhos na comunidade - A Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, aA Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, a partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças. partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças.


Edição 1881
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras