Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Aulas de capoeira ensinam cidadania

19/05/2017 - noticias /Edição 1833
Atuando há mais de 20 anos como mestre de capoeira, o professor Rubem do Nascimento, realiza aulas para crianças e adultos de diversas comunidades da Ilha através do projeto Senhor dos Céus, que funciona no Salão de Festas do Condomínio Santos Dumont. 
 
Ex-menino de rua quando vivia na Bahia, o professor Rubem chegou à Ilha em 1996 e viu a capoeira transformar sua vida. Hoje com 35 anos transmite aos seus alunos a experiência que adquiriu e explica um pouco das virtudes dos praticantes do esporte. 
 
— Eu tive uma infância complicada, mas encontrei na capoeira meu porto seguro. A capoeira é uma forma de educar as crianças e ajuda muito a gastar energias. Esse esporte faz bem para saúde e ensina disciplina e cidadania para os praticantes. Tenho a plena certeza que a capoeira é um esporte de alta inclusão social — disse o professor, que conta com alunos das comunidades do Guarabu, Parque Royal, Praia da Rosa e Dendê. 
 
Na capoeira, segundo mestre Rubem, não basta apenas levantar as pernas. Ele ensina aos alunos a cantar, tocar os instrumentos e dançar dentro das diversas modalidades existentes, como o makulelê, samba de roda, a puxada de rede e a colheita estilos que fazem parte da cultura dos escravos, de onde surgiu o jogo de capoeira. 
Segundo Roberval Costa, pastor evangélico e pai do Josué Bimba, 13, a capoeira não necessariamente é ligada ao espiritismo e sente-se feliz em trazer seu filho para as aulas do projeto Senhor dos Céus.
— Eu vejo a capoeira como um fator de inclusão social e também como esporte. Alguns dizem que a capoeira provém do espiritismo, o que não necessariamente é verdade. Hoje eu vejo a felicidade que meu filho tem em querer estar aqui e jogar capoeira e sinto que o projeto pode crescer cada vez mais e mais. A história do professor é excelente, o esporte o tirou de uma vida desregrada e este projeto segue o mesmo caminho — falou o pastor.
As aulas são realizadas as terças e quintas, das 20h às 21h, e contam com alunos de ambos os sexos e de todas as idades. Os interessados em aprender capoeira no projeto Senhor dos Céus podem obter informações com o mestre Rubem nos dias de aula no salão social do Condomínio Santos Dumont.




Veja Também

Leandro Azevedo quer uma Comissão de Frente que emocione na avenida - O professor de dança Leandro Azevedo de 36 anos, que há nove dirige a Academia de Dança Leandro Azevedo, no Village, é a grande novidade na União da Ilha. Ele foi confirmado como o novo coreógrafo para comandar a comissão de frente da escola.

Portuguesa divulga nomes dos atletas selecionados na peneira - Garotos de diversas idades realizam o sonho de iniciar carreira no futebol

Lusa efetiva Rogério Corrêa como novo técnico da equipe profissional - A diretoria da Portuguesa decidiu efetivar o auxiliar técnico Rogério Corrêa para comando da equipe na Copa Rio. Em sua segunda passagem pela Lusa. O novo treinador vai ter a oportunidade de atuar pela primeira vez na sua carreira como técnico profissional e terá como objetivo a conquista da competição que dará direito à Portuguesa de disputar a Copa do Brasil de 2019.

Estudantes treinam judô no 17º BPM - A equipe Mamede Júnior que vem se destacando no cenário nacional do judô, realiza há cerca de cinco anos um projeto de aulas gratuitas de judô, que começou no espaço da Escola Municipal Nelson Prudêncio na Vila Olímpica e agora foi transferido para o 17°BPM, onde acontecem os treinamentos as segundas e quartas, de 17h às 18h.

Buchecha faz show beneficente para os projetos da ONG Solidariedade - Com o apoio do empresário Jorge Stefano, a ONG da Solidariedade realizou, na noite da segunda feira, dia 16, um Festival Beneficente de Pizza na casa Chave Mágica, localizada no Recreio dos Bandeirantes.

Aulas de balé infantil na Joaniza realizam sonhos na comunidade - A Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, aA Igreja do Nazareno na Vila Joaniza abriu as portas para um projeto de balé infantil, cujo objetivo é levar a dança clássica como forma de cultura, lazer e educação à meninas, de 3 a 11 anos daquela comunidade. O projeto é gratuito e promove aulas todas às sextas-feiras, a partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças. partir das 18h e conta atualmente com a participação de 60 crianças.


Edição 1881
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras