Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

O presidente do Vasco é insulano

22/03/2019 - Gente da Ilha /Edição 1929

Médico conceituado e presidente de um dos maiores clubes do Brasil, esse é um resumo do perfil do insulano Alexandre Campello, um sujeito educado e preparado, que desde janeiro de 2018 ocupa o cargo mais alto do Clube de Regatas Vasco da Gama. Aos 59 anos, ele vive uma vitoriosa história de que une a paixão de infância ao importante cargo que ocupa.

 

Natural de Nilópolis, Campello teve uma família ligada ao futebol. A começar pelos pais que se conheceram em uma partida amadora dos times do bairro. Aos 14 anos, ele chegou à Ilha com a família para morar no Jardim Guanabara. Estudou no Colégio Brigadeiro Newton Braga, onde concluiu o ensino médio e fez muitos amigos. E confessa que desde a infância queria ser médico.

 

- Costumo dizer que todo médico nasce médico e eu garanto que nasci. Desde os cinco anos percebi que queria isso pra minha vida, tornar-me médico cirurgião. Nunca tive na família alguém com ligação à medicina, foi uma decisão própria, embora levasse jeito para bola – brinca Campello, que ainda hoje frequenta as peladas no Iate Clube Jardim Guanabara.

 

Muito antes de sonhar ser presidente do clube de coração, Campello iniciou em 1984a carreira médica no clube, ainda como acadêmico, a convite do médico Nicolau Simão, atuando nas categorias de base. Dois anos depois, aceitou o convite para ser o médico da equipe profissional.

 

A ligação com a ortopedia veio por conta das constantes lesões de jogadores com traumatologia no joelho. Campello se especializou na área e tornou-se um dos primeiros cirurgiões do Brasil a realizar a artroscopia e operou diversos craques que passaram no Vasco.

 

- Conforme o tempo foi passando, eu fui fazendo do Vasco minha segunda casa. Operei jogadores como Romário, Juninho Pernambucano e Mauro Galvão e ao mesmo tempo surgiu uma identificação bacana com a instituição. Conquistei os títulos mais importantes da história do Vasco durante a década de 90.

 

Essa ligação direta com o futebol fez Campello se apaixonar ainda mais pelo clube a ponto de contribuir espontaneamente em outros setores além da medicina. Foi quando, insatisfeito com gestões anteriores, começou a se interessar pela vida política do clube e desde 2018 ocupa o mais alto posto da hierarquia do Vasco.

 

- O Vasco da Gama é gigante demais e jamais imaginei que como um médico acadêmico a vida me possibilitaria presidir um dos maiores clubes do Brasil. Mas a oportunidade surgiu e eu abracei de corpo e alma. Na minha gestão quero colocar o Vasco de volta aos trilhos da vitória. Quero preparar o clube, não para ganhar um título e ficar décadas sofrendo, mas sofrer pouco e ser campeão por décadas.

 

Na região, Campello é uma personalidade respeitada pelos insulanos e dirige há 30 anos a Clínica Ortofisi, localizada na Rua Luiz Vahia Monteiro, 269, no Jardim Guanabara, onde já realizou mais de 100 mil atendimentos.

 

Campeão da Taça Guanabara de 2019, o vascaíno Alexandre Campello conquistou o sucesso como médico e líder esportivo pela dedicação, trabalho e seriedade. É um exemplo de cidadão, cujo perfil e conquistas são referência para os jovens. Parabéns Campello!





Veja Também

Catito prefere pescar piraúna na Baía - O galo nem sonhou em cantar e Francisco Roberto já está com o material de pesca dentro do barco e os remos nas mãos para navegar pelas águas da Baía de Guanabara, sempre por perto da orla da Ilha do Governador, em busca do sustento da família. Ele sai de madrugada e volta à noite quase sempre com o barco cheio de peixes. Catito, como é conhecido, é pescador experiente e vive há 50 anos da pesca comercial.

Um barbeiro à moda antiga no Moneró - O tradicional Salão Tubiacanga, localizado na Estrada de Tubiacanga, ao lado da Drogaria Mais Barato é onde o barbeiro Casimiro Del Rio trabalha há mais de 50 anos. Ele é o dono do salão e um craque da tesoura e da navalha cuja experiência faz a diferença para quem gosta de um serviço perfeito e bom papo.

Manoel descobriu a magia do cuscuz - Ele já foi ajudante de pedreiro, segurança no aeroporto e trabalhou em banco. Mas, Seu Manoel, ganha a vida mesmo, há 30 anos, vendendo um delicioso cuscuz doce em frente à loja das Casas Bahia, no Cacuia. De segunda a sexta, Manoel acorda cedo e com ajuda da esposa apronta o tabuleiro de cuscuz que começa a ser vendido às 11h.

Padre Valmir conquista a Ilha - Carisma, alegria e bom humor são algumas das virtudes do Padre Valmir, que há cinco anos conquista fiéis na capela de Nossa Senhora das Graças, localizada na Vila dos Oficiais da Aeronáutica, do Galeão. Com uma comunicação moderna que toca a sensibilidade dos corações cristãos, ele mudou a rotina da capela, que hoje recebe cerca 400 fiéis nas missas, muito além da capacidade de 100 lugares.

Nascimento é exemplo de cidadão - Com oito décadas de vida, festejados no início de novembro, Jorge Nascimento é um insulano alegre, de bom coração e um grande fazedor de amigos. Casado há 52 anos com Maria Viana, ele chegou à Ilha em 1969, para morar na da Portuguesa, de onde não saiu mais, e acompanhou toda evolução do bairro durante esses anos.


Edição 1933
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras