Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Padre Valmir conquista a Ilha

21/12/2018 - gente-da-ilha /Edição 1916
Carisma, alegria e bom humor são algumas das virtudes do Padre Valmir, que há cinco anos conquista fiéis na capela de Nossa Senhora das Graças, localizada na Vila dos Oficiais da Aeronáutica, do Galeão. Com uma comunicação moderna que toca a sensibilidade dos corações cristãos, ele mudou a rotina da capela, que hoje recebe cerca 400 fiéis nas missas, muito além da capacidade de 100 lugares. 
 
Valmir relembra com orgulho a luta diária de sua mãe, Zurilda Silvano, que com muita dedicação conseguiu educar ele e os seis irmãos e exigindo empenho dos filhos nos estudos, e considera a maior herança que uma mãe pode passar. Nascido em Santa Catarina, na capital Florianópolis, Valmir Silvano conta que teve uma infância supernormal com brincadeiras e balada junto com os irmãos. A mãe, considerava Valmir o mais festeiro. 
 
Aos 14 anos, ele passou por uma experiência profunda em um retiro com amigos que se preparavam para a crisma, e isso mudou a sua vida. Foi ali que começou uma comunhão forte com a fé cristã e Valmir resolveu abraçar a caminhada de promoção do bem comum através da consagração sacerdotal. Antes disso, porém, o Padre Valmir concluiu os seus estudos e partiu para cursar a faculdade de Filosofia, na Universidade Federal de Santa Catarina. Nesta época, ao mesmo tempo que estudava em curso superior trabalhou como office boy e em bancos. 
 
Determinado, concluiu o curso de filosofia e ingressou na faculdade de Teologia, que cursou por oitos anos e foi o passo definitivo para ser padre. Entretanto sua ligação com a aeronáutica começou com a influência de um amigo padre que ele admirava. E decidiu prestar concurso público para capelão da aeronáutica. “Sempre achei uma vida bonita dividir essa duas profissões, a de capelão e militar. Sou um padre dentro da farda. É uma sensação única e interessante.”. 
 
A história de identificação com a Ilha começou em 2013. Quando recém-transferido para a Base Aérea do Galeão, Valmir ficou responsável pela orientação espiritual da tropa e da Capela Nossa Senhora das Graças. Com a beleza do lugar, a natureza presente, e uma capela agradável, com muito trabalho e o carisma de alegria contagiaram centenas de católicos e revolucionou a igreja, que hoje recebe uma multidão de fiéis. 
 
— Aqui virou mais que uma igreja, é uma família. Todo mundo se conhece. Os fiéis trazem cadeira de praia de casa e sentam ao lado da janela para curtir a missa. É muita benção — brincou.
 
Para Valmir seu trabalho vai além do espiritual. Ele quer continuar contribuindo socialmente na região e com ajuda da ONG Solidariedade, acredita que pode ajudar ao próximo e arrebanhar novos fiéis para a fé católica. 
 
Aos 42 anos, completados em 27 de novembro, Padre Valmir, segue firme e determinado na missão de levar carinho e conforto às pessoas através da palavra de Deus. Bem humorado e carismático ele faz a diferença no coração dos insulanos. Os moradores da Ilha do Governador o consideram um grande amigo e principalmente o guia espiritual que confiam e tem admiração. O Padre Valmir Laudelino Silvano é Gente da Ilha.




Veja Também

Manoel descobriu a magia do cuscuz - Ele já foi ajudante de pedreiro, segurança no aeroporto e trabalhou em banco. Mas, Seu Manoel, ganha a vida mesmo, há 30 anos, vendendo um delicioso cuscuz doce em frente à loja das Casas Bahia, no Cacuia. De segunda a sexta, Manoel acorda cedo e com ajuda da esposa apronta o tabuleiro de cuscuz que começa a ser vendido às 11h.

Nascimento é exemplo de cidadão - Com oito décadas de vida, festejados no início de novembro, Jorge Nascimento é um insulano alegre, de bom coração e um grande fazedor de amigos. Casado há 52 anos com Maria Viana, ele chegou à Ilha em 1969, para morar na da Portuguesa, de onde não saiu mais, e acompanhou toda evolução do bairro durante esses anos.

O pediatra que todos gostam - O insulano de coração Joaquim Pinheiro Soares, 70, tem a sua história de vida ligada à medicina, especialmente aos cuidados com as crianças. Pediatra, Joaquim nasceu no Catumbi, onde passou 27 anos até se mudar em para a Ilha do Governador, região que ele abraçou e se dedica há mais de 20 anos, no atendimento do Hospital Paulino Werneck referência de eficiência.

Pedro, o craque no futebol de botão - Nascido em Muritiba, no interior da Bahia, desde cedo, Pedro Carlos, conhece às dificuldades impostas pela vida. Logo aos oito anos embarcou em um ônibus sozinho rumo ao Rio de Janeiro ao encontro de sua mãe Joselita Silva no carnaval de 1962. Com o endereço errado, ficou um mês na casa de um senhor que lhe acolheu perdido na rua até encontrar a mãe.

Malaguetta é referência em qualidade - Nascido e criado em Cascadura, Robson Olímpio, 43 anos, chegou à Ilha do Governador em 2002 e foi morar no Jardim Guanabara. Ele credita aos pais Romildo Cordeiro e Glória Olímpio, a postura, vontade de trabalhar e a seriedade. Não esconde as dificuldades vividas na infância ao lado dos seus irmãos mais velhos Marcelo e Márcia. Mas, determinado a vencer e com os bons exemplos de casa, estudou e se preparou para se tornar um empreendedor de sucesso.


Edição 1919
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras