Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Leandro é um exemplo de cidadão

10/08/2018 - gente-da-ilha /Edição 1897
Leandro é um cidadão admirável. Aos 33 anos, o insulano de coração, morador da Vila Joaniza, dá exemplo e encanta a todos pelo jeito batalhador, honesto e íntegro de superar as barreiras impostas pela vida. Ele trabalha desde 2007, como garçom na Churrascaria Mocelim e ainda encontra tempo para ajudar nos projetos sociais da Igreja Nazareno, na Joaniza.
 
Filho de Josemar e Maria do Rosário, Leandro nasceu na Paraíba e tem quatro irmãos. Sua infância foi um tempo de muitas dificuldades nas ruas de João Pessoa, por conta do pai ter ficado por um tempo desempregado. Aos 17 anos, Leandro migrou para o Rio de Janeiro, junto com o irmão José Leonardo, em busca de um emprego e condições para mandar dinheiro aos pais. Trabalhou por dois anos em uma churrascaria em Botafogo, quando recebeu o convite para ser garçom com carteira assinada no antigo Porcão da Ilha, atual Mocelim.
 
Na Ilha, veio morar na Vila Joaniza, e conheceu a namorada e atual esposa Márcia Souza. Após o parto do segundo filho, o Daniel, Márcia contraiu um grave problema de saúde, que os médicos levaram anos para diagnosticar. Leandro passou por diversos hospitais particulares e não conseguia descobrir o problema da esposa.
 
Foi durante um dia de trabalho, no Mocelim, que a doença pôde ser descoberta. Um cliente da churrascaria, gerente do Hospital Universitário do Fundão, percebeu a aflição de Leandro e colocou o hospital à disposição. Lá, descobriram que Márcia possuía glamus esclerose, uma doença rara que afeta os rins.
 
— É complicado ter uma pessoa precisando de tratamentos especiais e ainda ter dois filhos pequenos para cuidar. É uma situação difícil, mas eu tenho muita fé em Deus para seguir a vida e resolver tudo. Tenho certeza que nada é por acaso e sigo minha vida com muita determinação, olhando pra frente — conta Leandro, que precisa levar a esposa três vezes por semana na Clínica Prodoctor para realizar longas sessões de hemodiálise.
 
A orientação do cliente sobre a doença da esposa, despertou em Leandro o dever de gratidão e decidiu retribuir ajudando ao próximo através da Igreja Nazareno, onde apoia os projetos de jiu-jistu, coordenado pelos professores Denis e Márcia, e o de balé. Ambos ajudam a tirar das ruas as crianças da comunidade.
 
— Ninguém é tão pobre que não possa ajudar e nem tão rico que não precise do próximo. Embora minhas condições financeiras sejam apertadas, faço questão de ajudar ao próximo, como outras pessoas já me ajudaram muito ao longo da minha vida. É aquele trabalho “formiguinha”, que lá na frente com certeza colheremos bons frutos do que plantamos.
 
Pai do Adrian e Daniel, Leandro é um exemplo de trabalhador e cidadão comprometido com o bem-estar da família, superando os obstáculos que a vida lhe apresenta. É um homem jovem e determinado que mata um leão por dia, e tem muita disposição para ajudar quem precisa. Bom sujeito, ele é admirado por muita gente. A sua luta serve de exemplo e estímulo para todos. É Gente da Ilha!



Veja Também

Manoel descobriu a magia do cuscuz - Ele já foi ajudante de pedreiro, segurança no aeroporto e trabalhou em banco. Mas, Seu Manoel, ganha a vida mesmo, há 30 anos, vendendo um delicioso cuscuz doce em frente à loja das Casas Bahia, no Cacuia. De segunda a sexta, Manoel acorda cedo e com ajuda da esposa apronta o tabuleiro de cuscuz que começa a ser vendido às 11h.

Padre Valmir conquista a Ilha - Carisma, alegria e bom humor são algumas das virtudes do Padre Valmir, que há cinco anos conquista fiéis na capela de Nossa Senhora das Graças, localizada na Vila dos Oficiais da Aeronáutica, do Galeão. Com uma comunicação moderna que toca a sensibilidade dos corações cristãos, ele mudou a rotina da capela, que hoje recebe cerca 400 fiéis nas missas, muito além da capacidade de 100 lugares.

Nascimento é exemplo de cidadão - Com oito décadas de vida, festejados no início de novembro, Jorge Nascimento é um insulano alegre, de bom coração e um grande fazedor de amigos. Casado há 52 anos com Maria Viana, ele chegou à Ilha em 1969, para morar na da Portuguesa, de onde não saiu mais, e acompanhou toda evolução do bairro durante esses anos.

O pediatra que todos gostam - O insulano de coração Joaquim Pinheiro Soares, 70, tem a sua história de vida ligada à medicina, especialmente aos cuidados com as crianças. Pediatra, Joaquim nasceu no Catumbi, onde passou 27 anos até se mudar em para a Ilha do Governador, região que ele abraçou e se dedica há mais de 20 anos, no atendimento do Hospital Paulino Werneck referência de eficiência.

Pedro, o craque no futebol de botão - Nascido em Muritiba, no interior da Bahia, desde cedo, Pedro Carlos, conhece às dificuldades impostas pela vida. Logo aos oito anos embarcou em um ônibus sozinho rumo ao Rio de Janeiro ao encontro de sua mãe Joselita Silva no carnaval de 1962. Com o endereço errado, ficou um mês na casa de um senhor que lhe acolheu perdido na rua até encontrar a mãe.

Malaguetta é referência em qualidade - Nascido e criado em Cascadura, Robson Olímpio, 43 anos, chegou à Ilha do Governador em 2002 e foi morar no Jardim Guanabara. Ele credita aos pais Romildo Cordeiro e Glória Olímpio, a postura, vontade de trabalhar e a seriedade. Não esconde as dificuldades vividas na infância ao lado dos seus irmãos mais velhos Marcelo e Márcia. Mas, determinado a vencer e com os bons exemplos de casa, estudou e se preparou para se tornar um empreendedor de sucesso.


Edição 1920
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras