Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Duda, o especialista em bikes e motos

19/01/2018 - gente-da-ilha /Edição 1868
Nascido no Rio Grande do Sul, Sérgio Fetter, conhecido como Duda, chegou à Ilha em 1974 aos nove anos de idade junto com os pais Sérgio da Silva e Idaerna Filler para morar no Jardim Guanabara. Suas maiores recordações da infância e adolescência são os finais de tarde na Praia da Bica e os dias de semana que se divertia no Iate Clube Jardim Guanabara. 
 
— Sempre gostei da natureza e de praticar atividades físicas. Entrei para sócio do Iate um ano após chegar à região e foi lá que cresci. Estudei no excelente Colégio Capitão Lemos Cunha, instituição a qual me educou desde o primário — disse Duda.
 
A atividade com a oficina de bikes começou em dezembro de 1981, quando seu pai conseguiu uma concessão autorizada da Caloi e abriu uma loja na Rua Colina. No início era só para consertos de bicicletas, mas em 1995 ao se transferir para a loja da Rua Sargento João Lopes, começou também a trabalhar com motos e ciclomotores. A oficina se tornou referência na região e é a única que trabalha somente com veículos de duas rodas. 
 
A paixão por bicicletas começou no tempo que trabalhava na loja junto com o pai e aumentou ao ponto de Duda se dedicar ao ciclismo como atleta. Em 1985, Fetter se federou como ciclista pela Associação Atlética Portuguesa e disputou diversas corridas de estrada, montanha e circuitos, junto com o senhor Monteiro, diretor de ciclismo da Lusa. Ele só parou de competir devido a desorganização da federação de ciclismo na década de 90. 
 
Em 1994, Fetter fundou o grupo Ilha Moto Clube, que até hoje realiza, na última terça-feira de cada mês, encontros no quiosque Piratas Beach, na Praia da Bica. O objetivo do grupo é a confraternização entre apaixonados por motocicletas, e combinar viagens e eventos. 
Embora louco pelos esportes em duas rodas, Duda confessa gostar de jogar tênis, seu esporte favorito, e também pratica vôlei todo o final de semana na Praia da Bica. 
 
— Na verdade, até hoje, eu pratico tênis. É um esporte que me atraiu desde moleque e conquistei vários títulos individuais em campeonatos estaduais e cheguei a ser terceiro melhor jogador do país na categoria sub-15. E gosto de vôlei para descontrair.
 
O mês de fevereiro é especial para Duda. Apaixonado por carnaval ele desfila na Tribo do Cacuia, Vermelho e Branco da Colônia Z-10 e em mais 20 blocos da Ilha, tocando caixa. “É o melhor mês do ano para mim. Gosto de brincar o carnaval, sem responsabilidade e curtir o momento,” diz Duda, com um largo sorriso. 
 
Solteiro, Duda mora com o pai e o filho Renan de 18 anos em um apartamento no Moneró. Sobre a Ilha do Governador, ele relembra o passado, quando a população era menor e a região mais tranquila. Hoje, segundo ele, não é como antes, mas a Ilha ainda se destaca na cidade por ser um dos lugares mais aconchegantes e seguros. 
 
— Na Ilha me sinto em casa, seguro e protegido. Embora no último ano tenha aumentado os relatos de insegurança por aqui, não troco esse lugar por nenhum outro no Rio. Aqui é onde todo mundo me conhece, onde eu cresci como profissional e ser humano e, é aqui que vou ficar até o fim da minha vida”.
 
Sérgio Duda é esse bom sujeito com muitas histórias e dono da Duda Moto Bike, localizada na Rua Sargento João Lopes, 468, Jardim Carioca. Lá, além do atendimento personalizado, os clientes têm a garantia dos serviços de um profundo conhecedor das bikes e motos. É um sujeito firme de caráter e Gente da Ilha.




Veja Também

Feijoada do Gaúcho faz a diferença - Há mais de trinta anos trabalhando no ramo de gastronomia, Ermano José, o Gaúcho, (62), garante um boa comida para os clientes do Restaurante do Gaúcho, localizado nos Bancários. Aos sábados ele prepara uma feijoada que atrai gente de outras regiões da cidade. Natural do Rio Grande do Sul, Ermano aprendeu no sul o tato para cortes de carnes macios e especiais, que garantem aquele sabor de dar água na boca.

Bendas comanda a educação na Ilha - Quando o assunto é educação na Ilha, a professora Tania Bendas, 53, ocupa uma posição de destaque. Experiente, construiu ao longo de 32 anos uma sólida carreira como professora na rede municipal de ensino, e exercendo a função de diretora da Escola Municipal Padre José de Anchieta, no Jardim Guanabara. A experiência bem sucedida, a credenciou para ocupar o cargo de Coordenadora da 11° Coordenadoria Regional de Educação (CRE) da Ilha do Governador, no atual governo da cidade.

Leandro é um exemplo de cidadão -

Marquinhus do Banjo é União da Ilha - Marcus Paulo é o nome registrado em cartório, mas por onde passa é conhecido como Marquinhus do Banjo. O insulano, de 46 anos, nasceu e foi criado no bairro da Freguesia e herdou dos pais o amor pela União da Ilha. Deus o abençoou com o dom de cantar e tocar diversos instrumentos de corda. Desde 2001 atua, como componente do carro de som da escola.

Salim, a vocação para o social - Marcelo da Silva, mais conhecido como “Salim”, é um insulano nato apaixonado pela Ilha do Governador, que tem como filosofia de vida a crença no Grande Arquiteto do Universo. Atualmente é um dos coordenadores da Feira de Artesanato da Ilha do Governador que acontece aos finais de semana na Praia da Bica e na Ribeira.

Dublê de Antônio Fagundes é da Ilha - Quem gosta de ouvir uma boa história, sem dúvidas, se tornaria amigo do insulano Jorge Salles. Morador da Tauá, Jorge tem uma interessante trajetória de vida que o tornam um personagem diferente no cotidiano insulano. Já aposentado, Jorge Salles (66) é dublê do ator Antônio Fagundes e já foi militar, bancário, taxista e até árbitro de futebol. Reúne competência, profissionalismo e, é claro, boas histórias para contar.


Edição 1906
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras