Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Ele é o técnico campeão da Copa Rio

17/11/2017 - Gente da Ilha /Edição 1859
A Ilha é referência em lançar craques no esporte. Um desses nomes é Eduardo Allax Scherpel, 40, que jogou em diversos clubes brasileiros e atualmente é técnico do Boa Vista.

Nascido na Zona Sul do Rio, Eduardo Allax, veio para a Ilha ainda quando tinha 10 anos, junto com o avô, que era comandante da antiga Companhia Aérea Panair do Brasil, um dos primeiros moradores do Quebra Coco. Eduardo cresceu na região e foi nessa época que começou no mundo do esporte.

— Desde criança tinha o sonho de ser jogador de futebol e, aos 10 anos, passei em um teste no Fluminense. Depois, vim para a Portuguesa onde joguei na base e, em 2000, fui campeão da segunda divisão. 

Ele estudou no Educandário Thales de Mileto, no Jardim Guanabara, bairro que mora atualmente. Na região, além da Portuguesa, jogou também no Iate Clube do Jardim Guanabara. Ele diz que um dos seus lugares preferidos é a orla do Quebra Coco. “Quem mora na Ilha sabe o privilégio que tem. A beleza é incomparável.”

Em sua carreira como jogador profissional jogou também no Bangu, Atlético Mineiro, Grêmio, América, Resende, Brasiliense e Ceará. Depois de uma carreira como jogador, Eduardo deixou os gramados após descobrir um problema físico. Em 2012, passou a ser auxiliar técnico do Duque de Caxias e, em seguida, treinador da equipe profissional. Em 2013 foi eleito o segundo melhor treinador do campeonato Carioca. Já cursou a Universidade do Futebol em São Paulo e em 2016 concluiu o curso de treinador da CBF.

O esportista também gosta de participar de projetos sociais e na comunidade do Dendê apoia a garotada que gosta de futebol, dando oportunidades em times grandes aos novos talentos. “Educação, lazer e esporte são quesitos fundamentais para a construção do caráter desses jovens ” diz Eduardo.

Pai de três filhos Lucas Guarnelli, 18, Rafael Guarnelli, 13, e Maria Eduarda Guarnelli, 6, Eduardo vê na família a sua fonte de inspiração para as vitórias. “Meu sonho é vencer a cada dia. Cada manhã é uma nova conquista para realizar coisas novas. Criar meus filhos e vê-los crescerem com saúde e no caminho certo é uma das coisas mais importantes pra mim.”

Ele acredita que ter crescido na Ilha foi um presente da vida, onde sempre contou com o apoio das pessoas da região que acreditaram em seu talento, fato que fez a diferença para chegar onde está hoje. 

Atualmente, Eduardo é treinador do Boa Vista, clube pelo qual se consagrou campeão da Copa Rio. Ele é respeitado na Ilha e no mundo do futebol, onde é reconhecido como um profissional consagrado, com a carreira em ascendência, além de ser referência para outros profissionais.




Veja Também

Nascimento é exemplo de cidadão - Com oito décadas de vida, festejados no início de novembro, Jorge Nascimento é um insulano alegre, de bom coração e um grande fazedor de amigos. Casado há 52 anos com Maria Viana, ele chegou à Ilha em 1969, para morar na da Portuguesa, de onde não saiu mais, e acompanhou toda evolução do bairro durante esses anos.

O pediatra que todos gostam - O insulano de coração Joaquim Pinheiro Soares, 70, tem a sua história de vida ligada à medicina, especialmente aos cuidados com as crianças. Pediatra, Joaquim nasceu no Catumbi, onde passou 27 anos até se mudar em para a Ilha do Governador, região que ele abraçou e se dedica há mais de 20 anos, no atendimento do Hospital Paulino Werneck referência de eficiência.

Pedro, o craque no futebol de botão - Nascido em Muritiba, no interior da Bahia, desde cedo, Pedro Carlos, conhece às dificuldades impostas pela vida. Logo aos oito anos embarcou em um ônibus sozinho rumo ao Rio de Janeiro ao encontro de sua mãe Joselita Silva no carnaval de 1962. Com o endereço errado, ficou um mês na casa de um senhor que lhe acolheu perdido na rua até encontrar a mãe.

Malaguetta é referência em qualidade - Nascido e criado em Cascadura, Robson Olímpio, 43 anos, chegou à Ilha do Governador em 2002 e foi morar no Jardim Guanabara. Ele credita aos pais Romildo Cordeiro e Glória Olímpio, a postura, vontade de trabalhar e a seriedade. Não esconde as dificuldades vividas na infância ao lado dos seus irmãos mais velhos Marcelo e Márcia. Mas, determinado a vencer e com os bons exemplos de casa, estudou e se preparou para se tornar um empreendedor de sucesso.

Feijoada do Gaúcho faz a diferença - Há mais de trinta anos trabalhando no ramo de gastronomia, Ermano José, o Gaúcho, (62), garante um boa comida para os clientes do Restaurante do Gaúcho, localizado nos Bancários. Aos sábados ele prepara uma feijoada que atrai gente de outras regiões da cidade. Natural do Rio Grande do Sul, Ermano aprendeu no sul o tato para cortes de carnes macios e especiais, que garantem aquele sabor de dar água na boca.

Bendas comanda a educação na Ilha - Quando o assunto é educação na Ilha, a professora Tania Bendas, 53, ocupa uma posição de destaque. Experiente, construiu ao longo de 32 anos uma sólida carreira como professora na rede municipal de ensino, e exercendo a função de diretora da Escola Municipal Padre José de Anchieta, no Jardim Guanabara. A experiência bem sucedida, a credenciou para ocupar o cargo de Coordenadora da 11° Coordenadoria Regional de Educação (CRE) da Ilha do Governador, no atual governo da cidade.


Edição 1915
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras