Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Ele é o técnico campeão da Copa Rio

17/11/2017 - Gente da Ilha /Edição 1859
A Ilha é referência em lançar craques no esporte. Um desses nomes é Eduardo Allax Scherpel, 40, que jogou em diversos clubes brasileiros e atualmente é técnico do Boa Vista.

Nascido na Zona Sul do Rio, Eduardo Allax, veio para a Ilha ainda quando tinha 10 anos, junto com o avô, que era comandante da antiga Companhia Aérea Panair do Brasil, um dos primeiros moradores do Quebra Coco. Eduardo cresceu na região e foi nessa época que começou no mundo do esporte.

— Desde criança tinha o sonho de ser jogador de futebol e, aos 10 anos, passei em um teste no Fluminense. Depois, vim para a Portuguesa onde joguei na base e, em 2000, fui campeão da segunda divisão. 

Ele estudou no Educandário Thales de Mileto, no Jardim Guanabara, bairro que mora atualmente. Na região, além da Portuguesa, jogou também no Iate Clube do Jardim Guanabara. Ele diz que um dos seus lugares preferidos é a orla do Quebra Coco. “Quem mora na Ilha sabe o privilégio que tem. A beleza é incomparável.”

Em sua carreira como jogador profissional jogou também no Bangu, Atlético Mineiro, Grêmio, América, Resende, Brasiliense e Ceará. Depois de uma carreira como jogador, Eduardo deixou os gramados após descobrir um problema físico. Em 2012, passou a ser auxiliar técnico do Duque de Caxias e, em seguida, treinador da equipe profissional. Em 2013 foi eleito o segundo melhor treinador do campeonato Carioca. Já cursou a Universidade do Futebol em São Paulo e em 2016 concluiu o curso de treinador da CBF.

O esportista também gosta de participar de projetos sociais e na comunidade do Dendê apoia a garotada que gosta de futebol, dando oportunidades em times grandes aos novos talentos. “Educação, lazer e esporte são quesitos fundamentais para a construção do caráter desses jovens ” diz Eduardo.

Pai de três filhos Lucas Guarnelli, 18, Rafael Guarnelli, 13, e Maria Eduarda Guarnelli, 6, Eduardo vê na família a sua fonte de inspiração para as vitórias. “Meu sonho é vencer a cada dia. Cada manhã é uma nova conquista para realizar coisas novas. Criar meus filhos e vê-los crescerem com saúde e no caminho certo é uma das coisas mais importantes pra mim.”

Ele acredita que ter crescido na Ilha foi um presente da vida, onde sempre contou com o apoio das pessoas da região que acreditaram em seu talento, fato que fez a diferença para chegar onde está hoje. 

Atualmente, Eduardo é treinador do Boa Vista, clube pelo qual se consagrou campeão da Copa Rio. Ele é respeitado na Ilha e no mundo do futebol, onde é reconhecido como um profissional consagrado, com a carreira em ascendência, além de ser referência para outros profissionais.




Veja Também

Dublê de Antônio Fagundes é da Ilha - Quem gosta de ouvir uma boa história, sem dúvidas, se tornaria amigo do insulano Jorge Salles. Morador da Tauá, Jorge tem uma interessante trajetória de vida que o tornam um personagem diferente no cotidiano insulano. Já aposentado, Jorge Salles (66) é dublê do ator Antônio Fagundes e já foi militar, bancário, taxista e até árbitro de futebol. Reúne competência, profissionalismo e, é claro, boas histórias para contar.

Célia é a tradição em cestas na Ilha - A insulana Célia Félix se destaca na região há mais de vinte anos preparando bonitas cestas de café da manhã. Atenciosa e perfeccionista, ela é conhecida como Célia Cestas e monta com muito carinho cestas para todas as ocasiões com doces, salgados, biscoitos, sanduíches, frios variados e pães diversos, que encantam os insulanos.

Sua bandeira é a luta pela ecologia - Sérgio Ricardo, 50, é um insulano engajado nas causas ecológicas e sociais da região e coordenador de diversos projetos em defesa da Baía de Guanabara, além de promover as feiras agroecológicas da Praia da Bica e da Igreja Batista no Moneró.

Ana Paula dá alma às bijuterias - Ana Paula, 49, nasceu na cidade de Miraí, zona da mata de Minas Gerais, e se considera uma mineira de alma insulana. Aos 18 anos veio para a Ilha do Governador e daqui não saiu mais, e nem pensa em sair. Ana é conhecida na região por participar de diversas ferinhas vendendo bijuterias artesanais. Em abril deste ano abriu uma loja física no Ilha Plaza Shopping.

Orgulho de ser insulano da gema - Paulo Henrique, 46, é morador da comunidade do Guarabu, e ganha a vida, há mais de quinze anos, vendendo deliciosas pipocas, na Rua Sargento João Lopes, em um ponto quase esquina com a Estrada da Cacuia, na calçada ao lado da loja Kazinha. O segredo do sucesso da sua pipoca ele não guarda. ”Tudo que é feito com amor é bom. E na minha pipoca esse ingrediente nunca falta”.

Antônio foi à guerra e venceu - Antônio é um empreendedor nato. Primeiro filho do casal Anibal Soares e Maria Augusta, ele herdou da família a Panificação Jardim Guanabara, a famosa Padaria do Anibal. Embora a relação com os pais fosse muito boa, a infância foi vivida em Portugal ao lado dos avós Abraão e Maria Augusta em uma aldeia.


Edição 1893
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras