Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Quiosque do Shuebe é referência na Ilha

04/08/2017 - gente-da-ilha /Edição 1844
Shuebe é uma das personalidades mais conhecidas do entorno da Praça Jerusalém. Há 13 anos que as delícias do seu quiosque especializado em crepes, fazem sucesso na Ilha. Carismático e sempre simpático, Shuebe, cujo nome é Ricardo, tornou-se uma figura muito querida pelos clientes e moradores do bairro.
 
Nascido e criado na Ilha, Shuebe diz que viveu uma infância tranquila com seus pais e seus irmãos no bairro das Pitangueiras. Estudou no Colégio Lemos Cunha, o qual tem orgulho de ter sido aluno, e se declara um apaixonado pela região. 
 
— A Ilha para mim é o melhor lugar para morar. Tentei durante um tempo morar na Barra, mas não consegui me acostumar. Passava o dia todo aqui, e só ia lá para dormir. Hoje, mesmo tendo prosperado e com a opção de morar em outra região, faço questão de continuar por aqui. 
 
Formado em publicidade, Shuebe abandonou a profissão após se afastar da empresa que trabalhava e tornou-se ambulante, vendendo bebidas em frente ao antigo La Playa, hoje Provisório Club. Com o bom resultado das vendas conseguiu melhorar financeiramente e buscou alternativas para trocar a atividade de ambulante para um comércio fixo.
 
— Um dia, em 2001, após uma operação da prefeitura para tirar os ambulantes da Praça Jerusalém, minha foto saiu em um jornal e vi que eu não podia mais ficar naquela situação. Procurei a subprefeitura para me regularizar e depois de muita insistência, me deram o espaço atrás da igreja. De primeira achei ruim, porque era um local marginalizado na época. Mas aconteceu que com a presença do quiosque aqui, as coisas mudaram — disse Shuebe.
Quando o quiosque começou a funcionar servia apenas hambúrguer e lanches do estilo “podrão”. Só após as instalações terem sofrido um incêndio, em 2007, é que as coisas começaram a mudar.
 
— Lembro que quando cheguei aqui no dia do incêndio, estava sem esperança de recomeçar, vendo tudo destruído. Meu pai ao chegar, pegou no meu ombro e disse que eu poderia contar com ele na reconstrução e minha mãe sugeriu que dali em diante o quiosque fizesse crepes. Aliás, a alma do quiosque atual foi ideia da minha mãe. As receitas são de família, e muito sigilosas. Eu devo muito à ela, e até hoje, mesmo depois dela já ter morrido, sigo os seus conselhos.
 
Amigo dos moradores da região, Shuebe diz que é feliz com o carinho das pessoas e o reconhecimento que dão a ele, fato que atribui ao seu trabalho, facilidade de relacionamento, apoio a eventos culturais e sobretudo por ser zeloso com aquela parte da região, localizada junto ao Parque Marcelo de Ipanema.
 
O sonho de Shuebe é abrir franquias do Quiosque do Shuebe, e garante que sabe esperar o momento certo. “Tudo na hora certa acontece!” 
Parabens Shuebe! Nossa homenagem ao seu trabalho e ao sabor dos crepes.




Veja Também

Minimim é sucesso no YouTube -

Giano valoriza a cultura da Ilha - Nascido no Centro da cidade, o professor e psicólogo, Giano Azevedo, trabalha e mora na Ilha com a sua família. Sua participação em movimentos culturais é ativa e foi um dos fundadores da Feira Literária da Ilha do Governador (Flig). Poeta, contribui para a valorização da identidade cultural da região e recentemente lançou um livro com um olhar contemporâneo sobre a Ilha, que reuniu textos de diversos autores da região.

Ele é o técnico campeão da Copa Rio - A Ilha é referência em lançar craques no esporte. Um desses nomes é Eduardo Allax Scherpel, 40, que jogou em diversos clubes brasileiros e atualmente é técnico do Boa Vista.

Jaime, o mestre da história da Ilha - Morador dos Bancários, ele chegou à Ilha na década de 50 e se encantou pelo clima de paz e se fez um amante da história da região. Hoje ele ajuda a contar um pouco das experiências estudadas e vividas com seu acervo com mais de 3,5 mil fotos e 6 mil recortes de jornais.

Opinião - A existência do aeroporto do Galeão no território da Ilha do Governador dá à região o status de ser o cartão de visitas da cidade do Rio de Janeiro e referência para passageiros de todos os países do mundo. Afinal, o estrangeiro que chega de avião à Ilha chega ao Brasil.

Celso Celli é um talento do rock - Celso Celli é um desses casos de amor com o mundo da música que desde os cinco anos de idade já chamava atenção pela afinidade com instrumentos musicais e a voz afinada.


Edição 1863
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras