Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Sempre acreditei nos meus sonhos

23/06/2017 - Gente da Ilha /Edição 1838
Celeiro de artistas renomados, a Ilha do Governador tem lançado grandes nomes no cenário musical. Atualmente quem se projeta como um dos maiores cantores de samba pop romântico nacional é o insulano Dilson Scher, que adotou o nome de Dilsinho, como é carinhosamente tratado pelos milhares de fãs. Aos 24 anos ele é sucesso nas rádios de todo o país, dono de uma voz inconfundível e canções que falam de amor, tema que tem conquistado cada vez mais fãs.
 
Filho de Dilson Figueiredo Scher e Tereza Cristina Ferreira, Dilsinho é nascido e criado na Ilha. Com uma família grande e envolvida na música, Dilsinho descobriu desde novo sua veia musical e, aos 14 anos, começou a cantar MPB em bares na região, seguindo o caminho dos primos músicos que tocam na noite.
 
— O primeiro bar que eu cantei, na Ilha, foi o Brazuca, no Village. Depois fiz apresentação no antigo Porcão e vários outros. Sempre contei com o incentivo da minha família, mas meu maior desafio foi fazer as pessoas acreditarem no meu trabalho, sempre fruto de muito esforço e dedicação à música — disse Dilsinho, acrescentando que ouvia de alguns para ir estudar, porque música não dava futuro. “Nunca deixei de estudar, mas também nunca deixei de acreditar nos meus sonhos.” 
 
Dilsinho chegou a cursar a faculdade de jornalismo, mas no quinto período a música falou mais alto e sua carreira precisou de uma dedicação maior. Atualmente o cantor tem se concentrado com intensidade na carreira, cujo sucesso já conquistou o Brasil.
 
O cantor reconhece que foi na Ilha que o seu talento foi forjado e é o lugar que o projetou para todo o Brasil. “Por morar na Ilha eu tive as melhores oportunidades e o apoio de muitas pessoas. A maioria que trabalha comigo é gente daqui. Eu devo muito a Deus, minha família, amigos e, com certeza, à Ilha.” 
 
Um de seus maiores sonhos já foi realizado há algum tempo, ao ouvir pela primeira vez a sua música nas rádios. Agora o sucesso tem a velocidade dos astros e nas últimas semanas o videoclipe de Dilsinho, com a música Cansei de Farra, ultrapassou a marca de 2 milhões de visualizações, fato que revela definitivamente o enorme sucesso do cantor insulano.
 
Dilsinho, que já se apresentou para um público de aproximadamente 1 milhão de pessoas na época da Copa do Mundo, em Copacabana, retorna aos palcos insulanos no dia 30 de junho no Iate Clube Jardim Guanabara, em um show junto com a dupla sertaneja Matheus e Kauã, os ingressos podem ser adquiridos pelo site guicheweb.com.br. 
 
Mesmo ainda com pouco tempo na vida artística, a carreira de Dilsinho é brilhante e o cantor já planeja novos voos, como um novo projeto artístico para o ano que vem. Ele diz que se hoje pudesse voltar no tempo e dar um conselho para o Dilson do início da carreira diria para ter calma e esperar. “No momento certo as coisas acontecem.” 
 
Dilsinho merece o reconhecimento não apenas pelo seu grande talento artístico, mas também porque é um insulano que tem revelado ao país o seu orgulho pela região onde nasceu. Viva! É Gente da Ilha!




Veja Também

Sua bandeira é a luta pela ecologia - Sérgio Ricardo, 50, é um insulano engajado nas causas ecológicas e sociais da região e coordenador de diversos projetos em defesa da Baía de Guanabara, além de promover as feiras agroecológicas da Praia da Bica e da Igreja Batista no Moneró.

Ana Paula dá alma às bijuterias - Ana Paula, 49, nasceu na cidade de Miraí, zona da mata de Minas Gerais, e se considera uma mineira de alma insulana. Aos 18 anos veio para a Ilha do Governador e daqui não saiu mais, e nem pensa em sair. Ana é conhecida na região por participar de diversas ferinhas vendendo bijuterias artesanais. Em abril deste ano abriu uma loja física no Ilha Plaza Shopping.

Orgulho de ser insulano da gema - Paulo Henrique, 46, é morador da comunidade do Guarabu, e ganha a vida, há mais de quinze anos, vendendo deliciosas pipocas, na Rua Sargento João Lopes, em um ponto quase esquina com a Estrada da Cacuia, na calçada ao lado da loja Kazinha. O segredo do sucesso da sua pipoca ele não guarda. ”Tudo que é feito com amor é bom. E na minha pipoca esse ingrediente nunca falta”.

Antônio foi à guerra e venceu - Antônio é um empreendedor nato. Primeiro filho do casal Anibal Soares e Maria Augusta, ele herdou da família a Panificação Jardim Guanabara, a famosa Padaria do Anibal. Embora a relação com os pais fosse muito boa, a infância foi vivida em Portugal ao lado dos avós Abraão e Maria Augusta em uma aldeia.

Manoel Ormond, um engenheiro de sucesso - Manoel Ormond, 72, é um engenheiro gabaritado. Há mais de 45 anos possui um escritório na Rua Colina, no Jardim Guanabara, e já realizou centenas de obras importantes ao longo de sua carreira, inclusive foi um dos engenheiros da construção do Parque Aquático Rio Water Planet, em Vargem Grande.

Luiz transforma o vime em arte - Luiz Antônio Nunes, 61, é um artesão de mão cheia. Nascido em Teresópolis, Luiz trouxe da cidade serrana o aprendizado e a paixão pelos móveis feitos de vime, junco e ratan. Hoje é um dos poucos profissionais da região que ainda trabalha com esses materiais.


Edição 1889
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras