Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Beta, um exemplo de mãe no INPS

12/05/2017 - gente-da-ilha /Edição 1832
Há 47 anos nascia no Hospital Municipal Paulino Werneck Elizabeth Maria, ou simplesmente Beta. Querida pelos moradores do INPS, essa insulana de berço tem orgulho de dizer que mora nos Bancários e que batalha pelos interesses da comunidade.  Quando alguém precisa, lá está ela, de braços abertos pronta para abraçar, aconselhar e, se for possível, resolver o problema sempre com muito amor no coração. 
 
Filha do casal Antônio e Iracema, Beta sempre morou na comunidade do INPS. Ela diz que a sua infância foi cheia de muitas brincadeiras pelas ruas do INPS, mas também com responsabilidade nos estudos, fruto de uma educação esplendida exigida pelos pais. 
 
— Eu costumo dizer que antigamente tínhamos infância de verdade. Dentro da comunidade, era aquele corre pra lá, corre prá, tudo que uma criança gosta de fazer. Por outro lado sempre fui muito cobrada na questão dos estudos. Meus pais exigiam que eu e meus outros irmãos tivéssemos bom desempenho na escola — falou Elizabeth, que estudou na Escola Municipal Orlando Dantas, onde até hoje mantém contato com amigos e professores que participaram de sua formação. 
 
Beta se destaca na comunidade por ser engajada nos projetos sociais. Ela disse que esse espírito em ajudar o próximo é uma herança do pai e seus irmãos, Jair, Gelson e Chico, que sempre foram os responsáveis pela organização do futebol na região e antigamente costumavam levar família toda para assistir os jogos do time do bairro. 
 
— Para onde o Independente ia jogar, eu iria atrás e sempre arrastava um monte de gente comigo. Fazíamos a torcida organizada dos nossos garotos e isso me tornou cada vez mais presente e ativa no dia-dia de toda a comunidade. Hoje eu batalho por cada criança, direitos das pessoas e espaços do INPS. Vou a todas as reuniões sociais, e luto pelos direitos dos moradores.
 
Beta tem quatro filhos, a Caroline, e os três “w”, Wesley, William e Wallace com quem mantém relações de cumplicidade e companheirismo. Na comunidade em que
mora, ela é conhecida também por ser a pessoa que organiza as festas juninas. 
 
— Eu gosto muito desse período do ano. Amo festa juninas e sempre organizava as quadrilhas típicas. Gosto tanto que cheguei a levar as quadrilhas daqui para as competições em outros bairros. Embora esteja afastada um pouco da parte das danças, jamais me nego a montar uma boa festa típica. Adoro festas.
 
Atualmente, Beta, ajuda os irmãos no Projeto Casa da Noruega, que no próximo mês vai levar atletas do futebol e do atletismo da comunidade para o país europeu.
 
Para ela o maior orgulho é ver as crianças e os jovens fora da criminalidade. “Quando vejo os alunos focados no futebol e no atletismo, fico muito contente. É sinal que o trabalho que ajudo a fazer com tanto amor está dando certo. É orgulho estar no aeroporto e ver seus meninos no caminho certos indo buscar desafios através do esporte fora do Brasil.”
 
Beta é uma mãezona para todos e continua firme, forte e com o coração cheio de amor. Seu jeito ativo, conselheiro e acolhedor, cativa todos da comunidade e arredores. É exemplo de mulher e de mãe. A comunidade do INPS e de toda Ilha, tem orgulho dessa ilustre guerreira insulana. 



Veja Também

Sua bandeira é a luta pela ecologia - Sérgio Ricardo, 50, é um insulano engajado nas causas ecológicas e sociais da região e coordenador de diversos projetos em defesa da Baía de Guanabara, além de promover as feiras agroecológicas da Praia da Bica e da Igreja Batista no Moneró.

Ana Paula dá alma às bijuterias - Ana Paula, 49, nasceu na cidade de Miraí, zona da mata de Minas Gerais, e se considera uma mineira de alma insulana. Aos 18 anos veio para a Ilha do Governador e daqui não saiu mais, e nem pensa em sair. Ana é conhecida na região por participar de diversas ferinhas vendendo bijuterias artesanais. Em abril deste ano abriu uma loja física no Ilha Plaza Shopping.

Orgulho de ser insulano da gema - Paulo Henrique, 46, é morador da comunidade do Guarabu, e ganha a vida, há mais de quinze anos, vendendo deliciosas pipocas, na Rua Sargento João Lopes, em um ponto quase esquina com a Estrada da Cacuia, na calçada ao lado da loja Kazinha. O segredo do sucesso da sua pipoca ele não guarda. ”Tudo que é feito com amor é bom. E na minha pipoca esse ingrediente nunca falta”.

Antônio foi à guerra e venceu - Antônio é um empreendedor nato. Primeiro filho do casal Anibal Soares e Maria Augusta, ele herdou da família a Panificação Jardim Guanabara, a famosa Padaria do Anibal. Embora a relação com os pais fosse muito boa, a infância foi vivida em Portugal ao lado dos avós Abraão e Maria Augusta em uma aldeia.

Manoel Ormond, um engenheiro de sucesso - Manoel Ormond, 72, é um engenheiro gabaritado. Há mais de 45 anos possui um escritório na Rua Colina, no Jardim Guanabara, e já realizou centenas de obras importantes ao longo de sua carreira, inclusive foi um dos engenheiros da construção do Parque Aquático Rio Water Planet, em Vargem Grande.

Luiz transforma o vime em arte - Luiz Antônio Nunes, 61, é um artesão de mão cheia. Nascido em Teresópolis, Luiz trouxe da cidade serrana o aprendizado e a paixão pelos móveis feitos de vime, junco e ratan. Hoje é um dos poucos profissionais da região que ainda trabalha com esses materiais.


Edição 1889
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras