Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Fintelman, uma trajetória de sucessos

03/02/2017 - gente-da-ilha /Edição 1818
Natural da cidade de São José do Barreiro, interior de São Paulo, Hugo Pimentel Fintelman chegou ao Rio de Janeiro com poucos meses de nascido. O pai Miguel, militar da aeronáutica veio com a mãe Áurea para morar em uma das casas da Vila Militar do Galeão.

— Tive uma infância muito agradável com minhas cinco irmãs e um casal de primos que foram criados conosco. Tínhamos liberdade e segurança para brincar pelas ruas do Galeão. Soltei muita pipa, joguei futebol, esporte que pratico até hoje, rodei pião, bola de gude, e o melhor de tudo, tínhamos praias despoluídas para nadar
— relembra o insulano.

Formado em engenharia eletrônica, Hugo trabalhou na Reduc e aos poucos foi se descobrindo como professor. “Eu comecei a dar aulas em cursinhos pré-vestibulares e gostava daquilo, foi então que voltei às salas de aula e concluí mais dois cursos de graduação: física e matemática”.

Decidido a enveredar para o campo da educação Hugo deu aulas em alguns colégios da Ilha, um deles a Escola Municipal Rodrigo Otávio, escola onde leciona até hoje.

Educador e visionário há 10 anos construiu uma escola que leva seu nome, o Sistema de Ensino Fintelman. “Começamos com uma unidade na Portuguesa e, três anos depois, construímos a segunda unidade no Village. É um sonho que vou vivendo dia a dia”, falou Hugo.

Além da atividade nas escolas, Hugo é um empreendedor e abriu a pizzaria Pizarilha em parceria com o filho Huguinho, inaugurada em setembro, cujas pizzas tem recebido elogios dos clientes.

— Foi uma proposta do meu filho e decidimos fazer uma pizzaria de alta qualidade para fazer a diferença. Confesso que nesse empreendimento o Huguinho entende mais do que eu – disse o empresário, que é divorciado e, além de Hugo Júnior tem duas filhas: Raquel e Caroline.

Trabalhador e dedicado, Hugo Fintelman revela que tem nos filhos o alicerce para seguir a vida e gerir os negócios. 

— Tudo que faço é pensando nos meus filhos. Entendo que a família é a principal instituição da vida de todo cidadão. Criei meus filhos mostrando-lhes os valores do trabalho e da honestidade. Na adolescência capinei terrenos baldios, trabalhei em oficinas de bicicletas, vendi livros na juventude, sempre em busca de ganhar dinheiro com o suor do meu trabalho e fico feliz de ver que os meus três filhos são determinados e aprenderam bem essa lição — disse orgulhoso.

Exemplo de trabalho e sucesso o professor Hugo é referência na Ilha do Governador, região onde pretende realizar outros projetos e viver por toda vida.




Veja Também

Engenheiro é referência de seriedade - Filho de imigrantes italianos, Francisco Filardi, 79, foi criado junto com seus dois irmãos no bairro de Santa Teresa, no Centro do Rio. O pai, dono de uma alfaiataria na Avenida Rio Branco, se viu obrigado a desfazer o negócio em função de pressões no período da segunda guerra mundial.

Um exemplo de vida e superação - Admirado por todos, Fernando supera os obstáculos da vida sempre com um sorriso estampado no rosto

Zeca foi destaque contra o Real Madrid - Oswaldo José da Fonseca Almeida, mais conhecido como Zeca na família e entre os amigos, foi um dos maiores ídolos do futebol da Lusa. Nascido em Três Rios e criado em uma fazenda às margens do Rio Paraíba do Sul, ele até hoje é reconhecido e reverenciado nas ruas da Ilha pelos torcedores mais antigos da Portuguesa. Da infância, Zeca, se lembra do contato com a natureza, de nadar nos rios e lagos da região Centro-sul Fluminense, dos pomares, dos pais, irmãos e primos.

Uma insulana de fibra aos 100 anos - Completou 100 anos de idade no dia 3 de fevereiro a insulana Joventina Assumpção, natural de Maués, no Amazonas, filha de nordestinos, cujo pai era o seringueiro Joaquim Assumpção e a mãe, Germina Aranha, mulher guerreira que defendia a família contra ataques de onças, à bala.

Uma insulana de fibra aos 100 anos - Completou 100 anos de idade no dia 3 de fevereiro a insulana Joventina Assumpção, natural de Maués, no Amazonas, filha de nordestinos, cujo pai era o seringueiro Joaquim Assumpção e a mãe, Germina Aranha, mulher guerreira que defendia a família contra ataques de onças, à bala.


Edição 1829
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras


 

Copyright© 2010 Ilha Notícias. Todos os Direito Reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.