Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Paulinho Poeta lança livro na União

30/05/2014 - gente-da-ilha /Edição 1678
Este sábado (31) será especial para o poeta insulano Paulo George, que comemora o aniversário de 58 anos e lança o décimo livro da carreira: “Sílabas de Afeto”. Compositor e apaixonado por samba, o evento não poderia acontecer em um local melhor, a quadra da União da Ilha. Além da tarde de autógrafos, com início às 16h, a festa terá shows com seus parceiros musicais como Pixulé, Paulo Feital, Ito Melodia e Reginaldo Bessa. O encerramento será com um show da bateria da União comandada pelo Mestre Ciça.
 
Conhecido como Paulinho Poeta, o escritor conta que na infância morava com a família na Tijuca e passava os finais de semana na Ilha, em uma casa no Jardim Guanabara.
 
– Meus pais, Neuza e Paulo Macedo, sempre incentivaram a arte, o futebol e o carnaval. Eu e meus quatro irmãos crescemos com a casa sendo frequentada por jogadores de futebol e diversos artistas. Mudamo-nos definitivamente para a Ilha em 1970 – conta Paulo, que é irmão mais velho de Márcio André, diretor de carnaval da União da Ilha.
 
Aos 10 anos, Paulo começou a escrever poesias e revela que dos 14 aos 17 participou de diversos concursos de poesia do Rio. Formado em Português e Literatura, lançou o primeiro livro “Fim do Começo”, em 1971.
 
A primeira música, Paulinho compôs aos 15 anos, chamada “O Samba Não Pode Parar”, em parceria com Fabrício do Império Serrano e gravada com sucesso por Dona Ivone Lara. 
 
– O Grupo Sururu na Roda regravou recentemente esta música em um DVD. Tenho músicas gravadas por Jorge Aragão, Fundo de Quintal, Elymar Santos, Paulo Lima, Roberto Ribeiro, entre outros – lembra Paulo que fez parte da parceria de compositores que venceu o concurso de sambas da União no carnaval deste ano. A escola ficou com a 4ª colocação no Grupo Especial com o enredo sobre brinquedos e brincadeiras.
 
Em 1991, conquistou o 1º lugar na 5ª Bienal Internacional do Livro com o poema “Rio, Sinfonia entre Luzes e Sombras”. Já em 2012 recebeu mais um prêmio com o livro “Partos das Mágoas” na Bienal do Porto, pelo Ministério da Poesia de Portugal.
 
Para Paulo George, o novo livro representa o amor refletido em todas as relações interpessoais e com a natureza. “O lançamento na quadra da União é uma forma de misturar a arte da poesia com a magia do samba”, define o escritor, que é casado há 34 anos com Carmem Lúcia e tem três filhos: Gabriel, Paulo e Claudia. A entrada para o evento neste sábado será franca.  Informações sobre mesas e camarotes na secretaria da escola: 3396-8169.



Veja Também

O presidente do Vasco é insulano - Médico conceituado e presidente de um dos maiores clubes do Brasil, esse é um resumo do perfil do insulano Alexandre Campello, um sujeito educado e preparado, que desde janeiro de 2018 ocupa o cargo mais alto do Clube de Regatas Vasco da Gama. Aos 59 anos, ele vive uma vitoriosa história de que une a paixão de infância ao importante cargo que ocupa.

Catito prefere pescar piraúna na Baía - O galo nem sonhou em cantar e Francisco Roberto já está com o material de pesca dentro do barco e os remos nas mãos para navegar pelas águas da Baía de Guanabara, sempre por perto da orla da Ilha do Governador, em busca do sustento da família. Ele sai de madrugada e volta à noite quase sempre com o barco cheio de peixes. Catito, como é conhecido, é pescador experiente e vive há 50 anos da pesca comercial.

Um barbeiro à moda antiga no Moneró - O tradicional Salão Tubiacanga, localizado na Estrada de Tubiacanga, ao lado da Drogaria Mais Barato é onde o barbeiro Casimiro Del Rio trabalha há mais de 50 anos. Ele é o dono do salão e um craque da tesoura e da navalha cuja experiência faz a diferença para quem gosta de um serviço perfeito e bom papo.

Manoel descobriu a magia do cuscuz - Ele já foi ajudante de pedreiro, segurança no aeroporto e trabalhou em banco. Mas, Seu Manoel, ganha a vida mesmo, há 30 anos, vendendo um delicioso cuscuz doce em frente à loja das Casas Bahia, no Cacuia. De segunda a sexta, Manoel acorda cedo e com ajuda da esposa apronta o tabuleiro de cuscuz que começa a ser vendido às 11h.

Padre Valmir conquista a Ilha - Carisma, alegria e bom humor são algumas das virtudes do Padre Valmir, que há cinco anos conquista fiéis na capela de Nossa Senhora das Graças, localizada na Vila dos Oficiais da Aeronáutica, do Galeão. Com uma comunicação moderna que toca a sensibilidade dos corações cristãos, ele mudou a rotina da capela, que hoje recebe cerca 400 fiéis nas missas, muito além da capacidade de 100 lugares.

Nascimento é exemplo de cidadão - Com oito décadas de vida, festejados no início de novembro, Jorge Nascimento é um insulano alegre, de bom coração e um grande fazedor de amigos. Casado há 52 anos com Maria Viana, ele chegou à Ilha em 1969, para morar na da Portuguesa, de onde não saiu mais, e acompanhou toda evolução do bairro durante esses anos.


Edição 1929
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras