Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

08/02/2019 - boca-no-trombone /Edição 1923
Constrangimento
Venho fazer uma denúncia sobre as vans. Tenho 71 anos e na maioria das vezes que tento usar este transporte, meu direito é negado. Eles alegam que outros idosos se beneficiaram da gratuidade, exigem o pagamento da passagem e acabo ficando muito constrangida. Deise Moura, via Facebook.

Obras na Peixaria
A obra realizada na altura da Peixaria, tem prejudicado a volta para casa de milhares de trabalhadores e estudantes. Será que não existiria uma solução para que as obras continuassem em horário alternativo ? Perdemos horas neste trecho. Jefferson Castilho, via WhatsApp.

Perigo!
Na Estrada do Dendê, próximo ao Banco Bradesco, a calçada é ocupada por muitos carros estacionados. O local é estreito e somos obrigados a andar pela rua. Com vans e ônibus passando em alta velocidade, um acidente pode acontecer logo, logo. Luciana Souto, via WhatsApp.

Está perigoso
O número de assaltos vem crescendo bastante. Quando saímos para resolver algum problema à noite, temos que pedir proteção a Deus para que algo de ruim não aconteça. Até os motoristas de Uber e Taxi rejeitam algumas corridas para dentro da nossa região. Gabriela Nayara, via WhatsApp.

Chafariz
O chafariz localizado em frente à Casa Show, na Estrada do Galeão, estava há uma semana com vazamento de água. Em um país onde muitos passam dificuldades, não é possível esse desperdício. Jorge Júnior, via WhatsApp.
 
Sinal da Colina
O tempo que o sinal leva para sair do vermelho, e voltar ao verde na Rua Colina, no Jardim Guanabara, é surreal. Em questão de segundos essa mudança acontece, e um idoso ou deficiente não tem tempo hábil para conseguir atravessar. Muito triste. Fernanda Moreira, via Facebook.

Boi na madrugada
Sei que o Carnaval está chegando e os ensaios de blocos aumentam consideravelmente. Porém, na última semana o Boi da Ilha encerrou seu ensaio por volta de 2h da manhã. É uma área residencial, e muitos moradores acordam cedo para trabalhar. Lamentável isto acontecer. Sonia Botelho, via Instagram.

Obras no Corredor
O Corredor Esportivo está abandonado. Vemos buracos nas pistas colocando em risco os pedestres, o mato alto favorece os ratos e o nível de policiamento não nos deixa seguro. Sempre foi um local familiar, onde muita gente se reunia, fazia piqueniques e queremos isso de volta para o bem da nossa Ilha. Geraldo Serra, via WhatsApp.

Escuridão
Quem frequenta as imediações da Rua Pio Dutra, na Freguesia à noite, sofre com a falta de iluminação. As ruas ficam muito desertas e escuras, e o risco de assalto cresce ainda mais. Tenho muito medo em acontecer algo comigo, quando estou voltando para casa. Luana Araújo, via WhatsApp.

Sinais desregulados
Os semáforos da Rua Eutíquio Soledade, no Tauá, precisam ser regulados. Eles demoram muito para abrir provocando engarrafamentos ao longo da rua. Têm dias que ir andando é mais rápido do que utilizar um transporte público ou pegar um Uber ou Táxi. É insuportável. Amanda Samara, via WhatsApp.

Volta, trocador!
A maioria das pessoas que utilizam ônibus para ir trabalhar, vão concordar comigo nessa. Os trocadores fazem falta para agilizar o serviço. Os passageiros ficam esperando os motoristas darem o troco, o que gera engarrafamentos, fazendo com que o tempo da viagem se estique ainda mais. Edmilson Abreu, via WhatsApp.

Um plano
Na passarela da Casa Show, diariamente, alguns moradores de rua ficam dormindo, e a quantidade de crianças e adultos na Estrada do Galeão, é considerável. Gostaria que algum projeto seja feito com urgência para retirar da rua esses seres humanos. Nossa região poderia ser mais solidária. Márcia Oliveira, via WhatsApp.

ATI do Zumbi
A Academia da Terceira Idade do Zumbi, na Ribeira, está quebrada. É uma vergonha, pois muitos idosos utilizavam os aparelhos toda manhã com o objetivo de terem melhor qualidade de vida. Quem seja o culpado pelo delito deveria receber uma multa severa. E se faltou qualidade nas obras, as autoridades poderiam olhar com mais carinho e investir na revitalização no setor. Maria Chagas, via WhatsApp.

Antigo buraco
A situação na Rua General Mario Hermes, no Jardim Guanabara, está muito ruim. Na altura do número 4, um grande buraco com pedaços de asfalto estão soltos e invadem até as calçadas. Quando chove a situação piora ainda mais. Moro há 11 anos no local e nunca esse problema foi resolvido. Paulo Azevedo, via WhatsApp.

Casa Show
Na Estrada do Galeão, ao lado da Casa Show, um buraco enorme dificulta a vida dos motoristas. Este reparo na pista tem que ser feito com urgência. Ulisses Oliveira, via WhatsApp.

Tronco na calçada
Na Estrada Governador Chagas Freitas, próximo ao Ilha Plaza, um tronco de árvore está impedindo a passagem dos pedestres. Quando passamos pelo local, temos que andar pela rua com o risco de sofrer algum acidente. Renata Santos, via WhatsApp.




Veja Também

Boca no Trombone - O sinal em frente ao lanchonete Água Viva, na Avenida Doutor Agenor de Almeida Loyola, Bancários, está apagado há duas semanas. É um perigo, pois sem a sinalização, os carros transitam livremente possibilitando um contato perigoso com os pedestres que atravessam a rua. Anderson Muniz, via WhatsApp.

Boca no Trombone - No ponto do Mundial do Cacuia, ao chamar os passageiros, as vans ficam horas no meio da rua. Já cansei de perder ônibus porque os motoristas passam direto. Além do trânsito, tem a gritaria que fica na região. Marcela Oliveira, via Facebook.

Boca no Trombone - Como pode a Ilha, que já foi um lugar tão bonito e agora têm diversos lugares com pichações. Minha casa já foi pichada três vezes, e moro em um prédio. Eles esperam chegar na madrugada e realizam os delitos. Lamentável. Aldo Barbosa, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Por conta de um curto circuito num poste próximo, ficamos sem luz na Rua Fernandes Fonseca, Ribeira, mais de 36h. Foram feitos 16 protocolos e quando o terceiro carro da Light chegou, disse que não havia nenhuma notificação. Se fosse denúncia de furto de energia, eles resolveriam rápido. O poste pegou fogo e, por sorte, não incendiou a casa vizinha. Thamires Hip, via Facebook.

Boca no Trombone - Minha filha é cadeirante e muitas vezes preciso levá-la ao Posto de Saúde para alguns exames, mas é muito difícil já que quase nenhuma calçada da Ilha tem rampa de acessibilidade ou espaço para passarmos com a cadeira. Quando vamos ser minimamente respeitados aqui? Valéria Conceição, via WhatsApp.


Edição 1924
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras