Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

28/12/2018 - boca-no-trombone /Edição 1917

Baratas
Está insuportável viajar nos ônibus da Paranapuan. Além do calor excessivo, nós encontramos muita sujeira espalhada pelo carro, isso se não encontrarmos baratas. Parece não haver previsão de melhorias nos ônibus da empresa. Dalma Santos, via WhatsApp.

Iaiá Garcia
É um absurdo a falta de fiscalização e respeito dos motoristas que estacionam no entorno da Praça Iaiá Garcia, na Ribeira. Sexta e sábado a praça vira uma confusão, pois os motoristas estacionam onde os flanelinhas mandam. As ruas próximas também viram um inferno, muitas vezes encontro carros impedindo a saída na minha garagem. Roberto Ferreira, via WhatsApp.

Cadê a calçada?
Alguns moradores estendem seu terreno até o meio-fio, fazendo suas calçadas de estacionamento. Eles não respeitam os pedestres e nem quem depende da cadeira de rodas, tomam todo o espaço e se sentem os donos da via pública. Nicole Rodrigues, via Facebook.

Ônibus na LV
Esperar ônibus para a Linha Vermelha é um exercício de paciência. Enquanto, passam vários para a Avenida Brasil, o que vai pela Linha Vermelha parece desaparecer. Quando ele chega, vem lotado por conta da grande demanda de passageiros. Bianca Souza, via Facebook.

Ponto de ônibus
Os ônibus não conseguem mais parar em frente ao Mundial, já que as vans tomaram conta do local. Agora, ou eles param muito antes do ponto, ou param muito depois. Um absurdo, já que a baia foi feita exclusivamente para os ônibus. Dulce Santos, via WhatsApp.

Abuso das Vans
É um desrespeito as vans não aceitarem o bilhete único depois de um certo horário. Sou refém das vans diariamente, pois chego do trabalho muito tarde e é o transporte mais rápido. Eles nos fazem pagar no dinheiro, mesmo sendo nosso direito. Bruna Fernandes, via WhatsApp.

Avanço de sinal
Muitos motoristas continuam avançando o cruzamento das ruas Comendador Bastos com a Magno Martins, na Freguesia, colocando a vida dos pedestres em risco. Eles não querem nem saber se o sinal está verde ou vermelho, eles o ignoram totalmente. Marcos Costa, via Facebook.

Perigo
O Corredor Esportivo, no Moneró, precisa urgentemente de uma revitalização na iluminação e policiamento na parte da noite. Quem mora próximo sabe que não é aconselhável andar por ali depois de um certo horário. Gabriel Matos, via Facebook.

Baratas no 910
Peguei um ônibus da linha 910 da Paranapuan infestado de baratas. Procurei a notificação de dedetização em algum lugar, mas não achei. Não falei nada com o motorista, que coitado, na verdade é obrigado a trabalhar em meio às baratas. Gabriel Wendhausen, via Facebook.

Carros abandonados

Por conta da péssima iluminação e falta de ronda, carros estão sendo abandonados na Praia da Rosa e ninguém toma uma atitude. No estacionamento em frente a Eisa, alguns estão há anos largados no local. Os veículos acumulam sujeira e servem de esconderijo para ratos, podendo gerar doenças. Natalia Magalhães, via Facebook.

Espera perigosa
Esperar condução de noite está cada vez mais difícil. Fico mais de 40 minutos sozinha no ponto escuro, esperando uma van ou ônibus. Alguns pontos da Ilha deveriam receber mais atenção. Suellen Oliveira, via Facebook.

Gratuidade nas vans
Não entendo pra quê as máquinas de cartão nas vans, se nenhuma delas aceitam a gratuidade. Minha mãe fica mais de uma hora, com sorte, esperando uma van que aceite a gratuidade que é dela por direito. Revoltante! Daniele Nascimento, via Facebook.

Curva perigosa
Mesmo com um sinal poucos metros à frente, alguns pedestres insistem em atravessar na curva em frente ao Assaí. É um perigo para os motoristas que vêm em alta velocidade. O risco de acidente é muito grande, alguém precisa tomar uma atitude. Tania Carvalho, via Facebook.

Parque fede
O Parque Marcello de Ipanema, na Praia da Bica, é uma vergonha para os insulanos. O parque é muito sujo por conta de drogados que utilizam o espaço para passar a noite. O cheiro é insuportável por causa da sujeira na areia. Maria Lucia, via WhatsApp.





Veja Também

Boca no Trombone - Frequentemente os usuários da linha Galeão x Alvorada do BRT, sofrem com a falta de ar-condicionado no transporte. Quando o número de passageiros aumenta, o calor piora. Não aguentamos mais. Maurício Belmiro, via Twitter.

Boca no Trombone - Tem uns galhos presos por cordas na rede elétrica na Rua Acaituba em frente ao Restaurante e Pizzaria Brasas Grill, no Jardim Carioca. Desde a tempestade da quarta-feira de cinzas do ano passado, que os galhos permanecem no local. Está um perigo pois ficam carros e pedestres parados embaixo. Marcelo Candido, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Desordem no Aterro No domingo de carnaval (3), estava no Aterro do Cocotá, quando duas motos entraram em alta velocidade na pista destinada à caminhada. Além disso, jovens usam drogas nas pistas de skate, deixando um cheiro horrível no local. Fico indignado com esta situação. Jéssica Dutra, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Atrás do quiosque do Moreno, na Praia da Bica, existe um chuveiro que está desperdiçando água. O chuveiro simplesmente não fecha e o problema ocorre há quase um mês. Em um país onde muitos enfrentam dificuldades, é revoltante isto acontecer. Libriana Ferreira, via WhatsApp.

Boca no Trombone -

Boca no Trombone - O sinal em frente ao lanchonete Água Viva, na Avenida Doutor Agenor de Almeida Loyola, Bancários, está apagado há duas semanas. É um perigo, pois sem a sinalização, os carros transitam livremente possibilitando um contato perigoso com os pedestres que atravessam a rua. Anderson Muniz, via WhatsApp.


Edição 1929
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras