Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

14/09/2018 - boca-no-trombone /Edição 1902
Vans x Ônibus
A Estrada do Dendê e a Estrada da Cacuia são verdadeiros focos de bagunça de motoristas de vans e de ônibus. O trânsito fica uma desordem e os ônibus, muitas vezes, têm que deixar os passageiros no meio da rua por não conseguirem encostar no ponto. Luiz Ferrari, por redação.

Barcas
Precisamos de candidatos que realmente façam algo pela Ilha do Governador. Todas eleições prometem e nada muda. Como pode uma ilha não ter o transporte marítimo como seu principal modal de transporte? Não temos barcas nos finais de semanas e, durante semana, apenas seis horários. Geraldo Campos, via WhatsApp.

Baderna pela rua
Quem mora nos Bancários sofre com as músicas altas dos bailes e festas que são promovidos quase todos os finais de semana pelo bairro, isso quando não acontecem também nas quintas-feiras. O som tira o sono dos moradores, muitos idosos, e pela manhã as pessoas ainda ficam gritando pelas ruas. Bruna Gomes, via WhatsApp.

Assalto no Moneró
Na semana passada o prédio que moro, no Moneró, foi arrombado por ladrões. Causou um barulho tão alto que parecia uma explosão. E estão acontecendo casos parecidos, com o mesmo modo de operação, em outros locais da Ilha. Sergio Mauro, via WhatsApp.

Placas pichadas
No estacionamento da Rua Luiz Belart, Jardim Guanabara, as placas de vagas para idosos e deficientes estão pintadas de preto. O órgão responsável precisa tomar uma providência! Angela Maria, via WhatsApp.

Cadê o 924?
Os ônibus para o aeroporto estão cada vez mais escassos. Apenas aparecem as linhas 925, Bancários x Aeroporto, que passa com intervalos de 30minutos e os da Paranapuan, quando passam estão caindo aos pedaços. Alex Borges, via Facebook.

Caos na Paranapuã
Os semáforos da Avenida Paranapuã não são respeitados por muitos motoristas. Além disso, as vans param onde querem e nos horários de pico atrapalham o trânsito do local. Corremos riscos de morte quando carros em alta velocidade passam. André Santos, via WhatsApp.
Perigo
Os escadões da Ilha do Governador estão abandonados. Muitos precisam de reformas urgentes, de corrimões e de limpeza. Alguns ficam intransitáveis e é um perigo para quem passa por esses locais. Fernando C., via WhatsApp.

Indignação
Toda semana há uma reclamação da empresa de ônibus Paranapuan pelo mau serviço prestado aos seus passageiros. Os ônibus são sujos, sem ar condicionados e, ás vezes, com insetos. A única coisa que salva é a simpatia de alguns motoristas! Beatriz Guimarães, por redação.

Perigo na Brasil
Deveria haver mais opções de ônibus que passem pela Linha Vermelha para os moradores da Ilha. A Avenida Brasil está cada vez mais perigosa, e os delinquentes invadem os ônibus pelas portas traseiras sem nenhum tipo de problema. Fábio Lima, via Facebook.

Lugar complicado
O ponto de ônibus após a prefeitura da Aeronáutica, na Estrada do Galeão é, quase sempre, o responsável por trancar o trânsito na saída da Ilha pela manhã. É uma confusão de ônibus e vans parados no local por muito tempo. Uma baderna! Maria Luzia, via WhatsApp.

Calçadas tomadas
As calçadas do Tauá, principalmente a do Mundial, são tomadas todos os dias por carros estacionados irregularmente. Muitos idosos têm que se arriscar pelo meio da rua. Roseli Maria, por redação.

Pio Dutra
Os motoristas que saem da Rua Pio Dutra, na Freguesia, não têm nenhuma preocupação com os outros motoristas vindo da Avenida Paranapuã. Além disso, carros continuam entrando pela contramão, causando riscos de acidentes! Maria Helena, por redação.

Maconha
Levei meus filhos para brincar no Aterro do Cocotá durante a semana e vi estudantes fumando maconha livremente no local. Fiquei assustada e fui embora. Um absurdo um parque deste tamanho não ter nenhuma fiscalização. Natália Nunes, via WhatsApp.

Unidade da Light
Queremos urgentemente a volta da agência da Light que existia no Shopping Ilha Plaza. Temos que ir a Penha resolver os problemas, é um absurdo a Ilha não ter uma agência dessas. Moradores, vamos nos manifestar! Fabyana Lopes, via Facebook.

Faixas na rua
Ninguém parece respeitar as faixas da Estrada do Galeão, sentido saída da Ilha, próximo ao McDonald’s. Os motoristas criam faixas que não existem para entrar no Jardim Guanabara. Um perigo para os motoristas e pedestres, que muitas vezes tentam atravessar e precisam disputar espaço com esses espertinhos. Marcus Soares, por redação.



Veja Também

Boca no Trombone - Passei por uma situação péssima no Posto Cambaúba. Fui abastecer no posto e saí normalmente, quando cheguei em casa meu carro não ligava de jeito nenhum. Depois de três horas tentando descobrir o problema do carro, o mecânico constatou que a gasolina estava podre. Quando reclamei no posto, fui completamente ignorado e não fui ressarcido do meu prejuízo. Julia Souza, via WhatsApp.

Boca no Trombone - O ponto final de van, nas esquinas da Rua do Romancista com a Rua Magno Martins, está causando uma bagunça no local. As vans estacionam em cima da calçada, os motoristas agem com falta de respeito e falam palavrões alto. Além disso, os veículos atrapalham a visibilidade. Estamos desesperados. Bruna Carvalho, na redação.

Boca no Trombone - É comum ver pessoas, muito debilitadas, deitadas embaixo da passarela da Portuguesa, durante os dias de semana. São pessoas que estão sem tomar banho, pedem esmolas e comida. Embora estejam visivelmente doentes não aceitam ajuda para serem transferidas para o abrigo público onde poderiam ter a garantia de alimentação e coisas básicas para viver. Como fazer? Talvez alguma instituição de caridade as possa ajudar. Josefa Donewisk, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Tumulto escolar Veículos causam tumulto próximo ao Colégio Iglesias. Carros chegam da Rua Babaçu e se encontram com os carros da Rua Abélia nos horários escolares. Peço bom senso dos responsáveis para deixarem seus filhos sem atrapalhar o trajeto dos carros que necessitam transitar pelo local. Andrea Libonati, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Uma praça, na Estrada de Tubiacanga, virou depósito de material de construção. Inclusive, já estão levantando um muro. Estou indignada! Silvia Fonseca, via Facebook.


Edição 1906
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras