Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

03/08/2018 - boca-no-trombone /Edição 1896
Assalto de moto
Na manhã da segunda (30), por volta de 7h presenciei um assalto na Rua Carmem Miranda, próximo à Rua Porto Seguro, no Jardim Guanabara, onde dois homens em uma moto assaltaram uma mulher que estava sozinha. Até quando vamos ficar reféns desses bandidos? Ricardo Lopes, via WhatsApp.
 
Poda total
No canteiro da Estrada do Galeão, em frente ao Posto Ilha, existiam diversos pés de hibiscos que enfeitavam o local, mas como os arbustos estavam grandes, a Comlurb podou tudo. Concordo que estavam grandes, mas precisava acabar com as árvores? Patrícia Zucolloto, via Facebook.
 
Isso pode?
A Guarda Municipal precisa fazer um choque de ordem na ciclovia que existe na Estrada Rio Jequiá. Pessoas estão fazendo a ciclovia de estacionamento, obrigando ciclistas e pedestres desviar pelo meio da rua. Um perigo! Norma Castro, via Facebook.
 
Praia da Bandeira
A orla da Praia da Bandeira está em péssimas condições, com afundamentos grandes, principalmente ente os números 515 e 147, onde já podemos ver buracos enormes. Nesse local existiam amendoeiras centenárias. Hoje tem muita sujeira, muretas com ferragem aparente e pouco cuidado. Maria Clara Rodrigues, via Facebook.
 
Vai cair!
Um poste em péssimo estado de conservação na Praia da Bandeira, em frente ao número 653, está correndo risco de desabar a qualquer momento. Será que estão esperando cair para tomarem alguma providência? Antônio Carlos, via Facebook.
 
Sem opção
Gostaria de entender porque o transporte para o aeroporto do Galeão é tão ruim. Todos os dias fico mofando no ponto de ônibus esperando uma condução e quando chega, quase sempre são vans que não aceitam bilhete único, alegando defeito no equipamento. Está cada vez mais difícil. Laura Castro, na redação.
 
Semáforo, Já!
Acho um absurdo a falta de um semáforo no cruzamento das ruas Tenente Cleto Campelo e Graná, no Cocotá, próximo às escolas e o clube. Por diversas vezes me deparei com crianças arriscando a vida ao atravessar a via. É um perigo! Vilma Cardozo, via WhatsApp.
 
Calçadas obstruídas
Na Estrada do Galeão, próximo ao Posto Vila Flor, no Cacuia, carros ficam estacionados noite e dia em cima das calçadas. Para conseguir transitar, os pedestres precisam desviar pela rua. Cadê a Guarda? Elizabete Mauricio, via Facebook.
 
Sinal para que?
Os pedestres são obrigados a atravessar correndo o sinal em frente à Rádio Rio de Janeiro, no Tauá, pois os motoristas o ignoram e ultrapassam o sinal vermelho em alta velocidade. O local precisa de fiscalização com urgência porque muitas pessoas estão correndo risco de sofrer um acidente. Silvana Reis, via WhatsApp
 
Lei do silêncio
Está cada vez mais difícil dormir para quem mora nas redondezas da Praia da Bica, devido ao som alto dos quiosques até às 2h da manhã. Cadê a Lei do Silêncio? Existe? Vanessa Soriano, via Facebook.
 
Poda urgente
Uma árvore localizada na Rua Dom Antônio de Macedo, em frente ao número 185, no Jardim Guanabara, está precisando urgente de poda porque está quase toda podre, com os galhos secos e soltos, que podem causar um acidente. Nilcéia Nogueira, via Facebook.
 
Pipas perigosas
Na curva da Rua Praia da Olaria, no Aterro do Cocotá, em direção à Praia do Barão, a situação é perigosa devido às linhas com cerol. É um absurdo. Aos finais de semana, passar pela via é praticamente impossível por causa da grande quantidade de linhas chilenas esticadas, colocando em risco as pessoas que passam pelo local. Felipe Cruz, via Facebook.
 
Rua Zurique
Moro na Rua Zurique, 420, no Tauá, e nós moradores estamos sofrendo há meses com a falta de poda de algumas árvores enormes que existem aqui. Já ligamos para a prefeitura, mas nada foi feito. Sem contar que nem as folhas que caem dessas árvores são recolhidas pela Comlurb há meses. O que está acontecendo? Anderson Faustino, via Facebook.
 
Alta velocidade
Quase sempre vejo carros em alto velocidade descendo a Rua Malta e passando pelo cruzamento da Rua Jaime Perdigão, sem ter cuidado com os carros quem vem pela outra via do cruzamento. Essa semana quase me envolvi em um acidente devido à imprudência de um motorista que vinha voado. Adriano Merciol, via WhatsApp.
 
Bueiro sem tampa
Uma chapa de ferro está protegendo um bueiro sem tampa, na Estrada do Galeão, próximo da Barbearia do Zé. É um perigo para os pedestres que passam todos os dias pelo local porque ela é desnivelada com o chão, formando um degrau, onde eu mesmo já tropecei duas vezes. Precisamos seja colocada uma tampa logo, antes que alguém se acidente. Isabela Alonso, via Facebook.



Veja Também

Boca no Trombone - Na Praia da Bandeira, antes do Detran, a contenção vai desmoronar a qualquer momento. As autoridades foram avisadas, mas só vão fazer algo quando tudo for ao chão. Temos que torcer para que ninguém se machuque ou tenha alguma vítima fatal. O aviso foi dado, está muito perigoso ali. Getulio Vargas, via Facebook.

Boca no Trombone - Passei por uma situação péssima no Posto Cambaúba. Fui abastecer no posto e saí normalmente, quando cheguei em casa meu carro não ligava de jeito nenhum. Depois de três horas tentando descobrir o problema do carro, o mecânico constatou que a gasolina estava podre. Quando reclamei no posto, fui completamente ignorado e não fui ressarcido do meu prejuízo. Julia Souza, via WhatsApp.

Boca no Trombone - O ponto final de van, nas esquinas da Rua do Romancista com a Rua Magno Martins, está causando uma bagunça no local. As vans estacionam em cima da calçada, os motoristas agem com falta de respeito e falam palavrões alto. Além disso, os veículos atrapalham a visibilidade. Estamos desesperados. Bruna Carvalho, na redação.

Boca no Trombone - É comum ver pessoas, muito debilitadas, deitadas embaixo da passarela da Portuguesa, durante os dias de semana. São pessoas que estão sem tomar banho, pedem esmolas e comida. Embora estejam visivelmente doentes não aceitam ajuda para serem transferidas para o abrigo público onde poderiam ter a garantia de alimentação e coisas básicas para viver. Como fazer? Talvez alguma instituição de caridade as possa ajudar. Josefa Donewisk, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Tumulto escolar Veículos causam tumulto próximo ao Colégio Iglesias. Carros chegam da Rua Babaçu e se encontram com os carros da Rua Abélia nos horários escolares. Peço bom senso dos responsáveis para deixarem seus filhos sem atrapalhar o trajeto dos carros que necessitam transitar pelo local. Andrea Libonati, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Precisamos de candidatos que realmente façam algo pela Ilha do Governador. Todas eleições prometem e nada muda. Como pode uma ilha não ter o transporte marítimo como seu principal modal de transporte? Não temos barcas nos finais de semanas e, durante semana, apenas seis horários. Geraldo Campos, via WhatsApp.


Edição 1907
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras