Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

29/06/2018 - boca-no-trombone /Edição 1891
Enguiçou
É impressionante o descaso da empresa Paranapuan com os usuários. Na segunda (25), logo pela manhã, um veículo que faz a linha 322 enguiçou na Praia da Bandeira, deixando dezenas de pessoas no meio da rua por muito tempo, até chegar outro. Uma vergonha! Diego Cavalcante, via Facebook. 

Perigo
Uma grande árvore da Rua Porto Seguro, próximo ao número 314, está prestes a cair sobre a rede de alta tensão. Já faz um tempo que a situação está assim e precisamos de uma solução urgente, porque logo pode causar um dano ou até mesmo uma morte. Raul, via E-mail. 

Posto Shell
O Posto Shell, ao lado do Habibs, precisa tomar uma atitude novamente em relação à enorme fila de carros que se forma em dias de promoção da gasolina, atrapalhando a entrada dos moradores do Condomínio Residencial 2424. Diversas vezes acabei entrando em debate com motoristas parados nessa fila irregular. Está difícil. Lúcio Mendonça, na redação. 

Cadê as barcas? 
Está muito difícil depender de qualquer transporte público na Ilha. Por onde anda o famoso poder público que não tem tomado atitude nenhuma para melhorar esse sistema falho há anos na Ilha? Uma Vergonha! O povo precisa abrir os olhos. As eleições estão chegando e muitas promessas serão feitas, mas jamais cumpridas. Therezinha Rita, via Facebook. 

Absurdo!
Todos os dias o ponto de ônibus da Peixaria fica lotado de gente, e quase todos os ônibus que passam, já vêm lotados, sem contar o longo tempo de espera. Na sexta-feira (22), cheguei no ponto por volta das 5h20 e só consegui embarcar em um ônibus que faz o percurso pela Linha Vermelha por volta das 6h10. Isso é um absurdo! Cris Nascimento, via Facebook.  

Buraco na calçada
Conforme já reclamei inúmeras vezes, as calçadas da Ilha estão mal conservadas. Na Rua Espumas, no Jardim Guanabara, em frente ao número 165, existe um grande buraco no qual semana passada me acidentei, caindo dentro dele. O médico que me atendeu disse que foi um milagre eu não ter quebrado a perna. Marta Caldeira, via Facebook. 

Protesto
Peço às autoridades que tomem uma atitude contra o péssimo atendimento de diversas farmácias da Ilha do Governador, com os idosos. A falta de respeito é geral! Em todas as lojas, existem placas de sinalização de atendimento com fila única, apenas. Quando alguém questiona a falta da fila preferencial, dizem que é por ordem de chegada. Estão ferindo o direito dos idosos. Paulo Roberto, via E-mail.

Rua Zurique
Na calçada da Rua Zurique com a Itaguaí, próximo ao número 420, duas árvores estão precisando de poda antes que elas caiam e causem um grave acidente. Anderson Faustino, via Facebook. 

Condução precaria
Não entendo porque o transporte para o aeroporto do Galeão é tão precário. Está cada vez mais difícil pegar condução para ir ao trabalho. Os serviços das vans podem até ser falho, mas ajuda bastante. Os ônibus são pouquíssimos, deixando o tempo de espera nos pontos se tornarem longo. Já fui descontado do meu salário várias vezes o tempo que cheguei atrasado devido ao péssimo serviço das empresas de ônibus. É triste! Guilherme Terra, via E-mail.

Vazamento 
Moro na Rua Noventa, casa 51, em Tubiacanga, e estou sofrendo novamente com a água suja, referente ao esgoto, entrando na minha casa, devido aos bueiros estarem entupidos. Há um tempo atrás convivi semanas com esse problema no meu quintal, mas acabou sendo resolvido. Porém, o meu quintal voltou a ser invadido pelo esgoto. Tenho criança em casa e não posso conviver com essa situação. Alba Cristina, via Facebook. 

Praça Papai Noel
A Praça Papai Noel, no Moneró, está com a iluminação precária e falta de brinquedos novos. Precisamos que o lugar volte a ser uma opção de lazer. Maria Elizete, na redação. 

Alô, Light! 
Nós, moradores da Rua Ebro, no Jardim Carioca, estamos sem os funcionários da Light que fazem a leitura dos relógios. O antigo marcador, que sempre trabalhou com eficiência e pontualidade, se afastou e parece que a situação por lá virou uma bagunça. O que está acontecendo? Preguiça de subir o morro? Depois não venha nos cobrar por não termos pago a conta. Antônio Luiz, na redação. 

Vaga de idoso
No domingo (24), um homem que aparentava ter uns 30 anos, estacionou na vaga de idoso no estacionamento próximo ao McDonalds. Eu chamei a atenção, falando que devido a essa atitude dele, um idoso tinha acabado de perder a vaga, mas ele simplesmente respondeu de forma grosseira. Socorro Cabral, na redação. 




Veja Também

Boca no Trombone - O sinal em frente ao lanchonete Água Viva, na Avenida Doutor Agenor de Almeida Loyola, Bancários, está apagado há duas semanas. É um perigo, pois sem a sinalização, os carros transitam livremente possibilitando um contato perigoso com os pedestres que atravessam a rua. Anderson Muniz, via WhatsApp.

Boca no Trombone - O tempo que o sinal leva para sair do vermelho, e voltar ao verde na Rua Colina, no Jardim Guanabara, é surreal. Em questão de segundos essa mudança acontece, e um idoso ou deficiente não tem tempo hábil para conseguir atravessar. Muito triste. Fernanda Moreira, via Facebook.

Boca no Trombone - No ponto do Mundial do Cacuia, ao chamar os passageiros, as vans ficam horas no meio da rua. Já cansei de perder ônibus porque os motoristas passam direto. Além do trânsito, tem a gritaria que fica na região. Marcela Oliveira, via Facebook.

Boca no Trombone - Como pode a Ilha, que já foi um lugar tão bonito e agora têm diversos lugares com pichações. Minha casa já foi pichada três vezes, e moro em um prédio. Eles esperam chegar na madrugada e realizam os delitos. Lamentável. Aldo Barbosa, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Por conta de um curto circuito num poste próximo, ficamos sem luz na Rua Fernandes Fonseca, Ribeira, mais de 36h. Foram feitos 16 protocolos e quando o terceiro carro da Light chegou, disse que não havia nenhuma notificação. Se fosse denúncia de furto de energia, eles resolveriam rápido. O poste pegou fogo e, por sorte, não incendiou a casa vizinha. Thamires Hip, via Facebook.

Boca no Trombone - Minha filha é cadeirante e muitas vezes preciso levá-la ao Posto de Saúde para alguns exames, mas é muito difícil já que quase nenhuma calçada da Ilha tem rampa de acessibilidade ou espaço para passarmos com a cadeira. Quando vamos ser minimamente respeitados aqui? Valéria Conceição, via WhatsApp.


Edição 1924
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras