Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

25/05/2018 - boca-no-trombone /Edição 1886
Praia da Bandeira
A orla da Praia da Bandeira está em péssimo estado de conservação. Com inúmeros buracos e a mureta cedendo. Passo todos os dias pelo local com medo de um grave acidente. Vera Loyola, via Facebook.

Galeão
O bairro do Galeão, especialmente a Vila Militar da Aeronáutica está abandonada há tempos! Além dos buracos na rua, costuma ter interrupção no fornecimento de energia elétrica, sem contar o alto índice de furtos e assaltos, até porque é muito difícil ter rondas da PM no bairro. Cesar Bernardo, via Facebook. 

Esgoto 
Um esgoto está vazando há mais de uma semana na Rua Catugi, próximo à Rua Iguatemi, no Tauá. Além do forte cheiro de esgoto, pedestres precisam desviar dos dejetos. A Cedae precisa fazer alguma coisa, não dá mais para conviver com esse cheiro. Joana Novas, via WhatsApp. 

Alô, Light!
Desde que a chuva que caiu em meados de fevereiro quando derrubou diversas árvores, dois postes na Rua André Cusaco no Jardim Guanbara estão prestes a cair. Além de completamente inclinados, os ferros estão expostos. Abrimos reclamação na Defesa Civil e Rio Luz e ambos disseram que não podem fazer nada porque o poste é da Light. Já a Light simplesmente ignora os chamados e os protocolos que abrimos. Yuri Vidal, via WhatsApp. 

Descaso antigo
Gostaria de saber quando os órgãos de fiscalização vai tomar uma providência mais severa com a empresa Paranapuan. Esta semana, um motorista foi da Ilha até Bonsucesso parando toda hora o veiculo para ir até a porta e fechá-la. Tudo isso para não ter que chamar o reboque e atrasar a o percurso dos usuários. Um absurdo o descaso dessa empresa. Maria Solange, via Facebook. 

Bilhete negado
Vans que pegam passageiros no terminal de BRT do Fundão, para a Ilha, falam que só aceitam o pagamento com o cartão do Bilhete Único se for a primeira viagem do passageiro. Além disso, os trocadores muitas vezes falam isso em tom grosseiro. Frederico Orlodi, via WhatsApp. 

Cruzamento 
O cruzamento entre as ruas Magno Martins e Comendador Bastos é muito perigoso. Muitos motoristas, principalmente de vans, não respeitam o sinal de trânsito e avançam. Os pedestres têm de se arriscar a atravessar quando tem chance. Maria Machado, via WhatsApp. 

João Teles
Peço manutenção da iluminação e corrimão da servidão principal da comunidade João Teles. Os degraus também estão em péssimo estado de conservação e no local tem um vazamento há anos que nunca foi resolvido. Só no dia que alguém cair e descer rolando que vai aparecer logo alguém para resolver. Luciano Ferreira, via WhatsApp. 

Bagunça
Na Rua Teodoro Braga, atrás do Ilha Plaza, não estamos mais aguentando a quantidade de carros parados de forma irregular. A rua é estreita e na noite do último sábado (19), presenciei uma briga entre dois motoristas de carro. Alguma atitude tem que ser tomada, pois eles transformam o local em um caos. Silvia Maria, via Facebook.  

Lixo e entulho
Além do lixo jogado em frente à Praia da Rosa, pedestres estão despejando entulho. Muitas pessoas usam o local como trajeto para realizar caminhadas e todos os dias passam crianças pelo local, principalmente para irem à escola. Kathiely Ramos, na redação.  
Descontrolado 
O sinal de trânsito que fica na esquina entre a Estrada do Galeão e a Rua Acaituba, próximo ao Corpo de Bombeiros, demora tempo demais para fechar. Os pedestres muitas vezes ficam se arriscando e atravessam correndo, principalmente à noite, pois ficam cansados de esperar. Karina Tavares, via WhatsApp. 

Óleo do pastel
Na última quinta fui pela manhã ao Corredor Esportivo e estacionei na área destinada aos automóveis. Curiosamente, um homem estacionou uma Kombi de venda de caldo de cana e pastel. O óleo velho de pastel, por conta do vento, grudou no meu carro deixando aquele cheiro característico de óleo vencido. Cadê a fiscalização? Thiago Machado, via Facebook. 

Ação da PM
Alguns trechos do Aterro do Cocotá são mal iluminados e há alguns usuários de drogas se aproveitando da escuridão para fazer uso dos entorpecentes. Levando em conta que o local é ótimo para passear, não podemos deixar que esses elementos afastem os frequentadores. Rodrigo Euvaldo, via WhatsApp. 

Sem pai nem mãe?
É impressionante que as vans das linhas do Zumbi e Ribeira nunca têm vaga para os idosos. É um descaso total com eles. Será que os motoristas dessas vans não têm pai e mãe? Silvio França, na redação. 

Ponto de sujeira
Na Estrada do Dendê, em frente a loja Calibra 925, um ponto de ônibus tornou-se local de despejo de lixo de moradores de rua, causando transtornos aos pedestres que ficam em local sujo aguardando ônibus. Guilherme Soares, via WhatsApp. 



Veja Também

Boca no Trombone - Na Praia da Bandeira, antes do Detran, a contenção vai desmoronar a qualquer momento. As autoridades foram avisadas, mas só vão fazer algo quando tudo for ao chão. Temos que torcer para que ninguém se machuque ou tenha alguma vítima fatal. O aviso foi dado, está muito perigoso ali. Getulio Vargas, via Facebook.

Boca no Trombone - Passei por uma situação péssima no Posto Cambaúba. Fui abastecer no posto e saí normalmente, quando cheguei em casa meu carro não ligava de jeito nenhum. Depois de três horas tentando descobrir o problema do carro, o mecânico constatou que a gasolina estava podre. Quando reclamei no posto, fui completamente ignorado e não fui ressarcido do meu prejuízo. Julia Souza, via WhatsApp.

Boca no Trombone - O ponto final de van, nas esquinas da Rua do Romancista com a Rua Magno Martins, está causando uma bagunça no local. As vans estacionam em cima da calçada, os motoristas agem com falta de respeito e falam palavrões alto. Além disso, os veículos atrapalham a visibilidade. Estamos desesperados. Bruna Carvalho, na redação.

Boca no Trombone - É comum ver pessoas, muito debilitadas, deitadas embaixo da passarela da Portuguesa, durante os dias de semana. São pessoas que estão sem tomar banho, pedem esmolas e comida. Embora estejam visivelmente doentes não aceitam ajuda para serem transferidas para o abrigo público onde poderiam ter a garantia de alimentação e coisas básicas para viver. Como fazer? Talvez alguma instituição de caridade as possa ajudar. Josefa Donewisk, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Tumulto escolar Veículos causam tumulto próximo ao Colégio Iglesias. Carros chegam da Rua Babaçu e se encontram com os carros da Rua Abélia nos horários escolares. Peço bom senso dos responsáveis para deixarem seus filhos sem atrapalhar o trajeto dos carros que necessitam transitar pelo local. Andrea Libonati, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Precisamos de candidatos que realmente façam algo pela Ilha do Governador. Todas eleições prometem e nada muda. Como pode uma ilha não ter o transporte marítimo como seu principal modal de transporte? Não temos barcas nos finais de semanas e, durante semana, apenas seis horários. Geraldo Campos, via WhatsApp.


Edição 1907
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras