Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no trombone

24/11/2017 - boca-no-trombone /Edição 1860
Cuidado!
Já fui perseguido na proximidade das ruas Engenheiro Rozauro Zambrano e Uçá, até que peguei uma distância e quando cheguei perto de casa abri o portão de longe. Fiz a manobra tão rápido que quando eles passaram em seguida, eu já estava entrando. Tem que ficar bem atento, principalmente em dias que tem pouco movimento na praia. Marllon Valentim, via Facebook.

Van sem Riocard
No sábado (18), larguei do trabalho às 22h e fiquei no ponto em frente ao Hospital Evandro Freire esperando uma van de Tubiacanga, os minutos se passaram e fiquei até 22h15. Quando chegou, o motorista tinha desligado a máquina do cartão dizendo que ela estava quebrada, usando isso como desculpa da sua má fé. Um descaso isso! Carlos Kley, via Facebook.

Caos de vans
O ponto na esquina da Rua Colina continua um caos. Diversas vezes os ônibus não usam o recuo e param no meio da rua para embarque e desembarque de passageiros, por causa das vans estacionadas no ponto, atrapalhando mais ainda o trânsito. Vinícius Guedes, via Facebook.
 
Clínica sem luz
Alguns funcionários da Clínica da Família Wilma Costa, no Cocotá estão em greve devido à falta de pagamento, vale transporte, insumos e medicamentos, e para completar na terça (21) ficaram sem energia na clínica. Infelizmente o pouco atendimento que ainda restava foi parado devido à essa falta de luz. Viviane Oliveira, via Facebook.

Perigo na orla
Na quarta (22), por volta das 17h15, estava passando com meu filho pela calçada entre o quiosque Boteco de Grife e o Zero Oito, na Praia da Bica, quando ele caiu em uma caixa de gordura que estava com a tampa solta. Por sorte, os ferimentos foram leves porque na hora eu consegui segurar ele. É um descaso! Fabiana Nascimento, via Facebook.

Algazarra
Diariamente por volta das 5h da manhã, diversas pessoas alcoolizadas ficam perto do Habib’s fazendo algazarra. É um grande desrespeito com quem mora próximo. Não temos mais sossego! Claudia Campos, via Facebook.

Dias de jogos
Nos dias de jogos na “Ilha do Urubu”, diversos carros estão estacionando em lugares irregulares, principalmente na praça entre as ruas Sidney Muller com Manuel Assunção, no Jardim Guanabara. Flanelinhas ficam no local alocando os carros dentro da praça que é pública. Absurdo! Cadê a GM? Talitha Marques, via Facebook.

Desrespeito 
Na quinta (16), na Rua Capitão Barbosa, em frente à Farmácia Pacheco, no Cocotá, um motorista estacionou seu carro com pisca alerta ligado no meio da rua e foi à farmácia. Detalhe, o carro ficou em cima da faixa de pedestre que é rampa para acessibilidade, atrapalhando todo mundo! Cadê a GM? Allan Amorim, via Facebook.

Mau cheiro
É deprimente a situação junto ao muro do Esporte Clube Jardim Guanabara que dá para a Praia da Bica. Virou um banheiro público a céu aberto. Está insuportável! Muita sujeira e péssimo odor na praia. Cristiane Souza, via Facebook.

Desnível no asfalto
A Ilha está largada. Há anos refizeram o asfaltamento da Estrada do Galeão e deixaram uma diferença grosseira no asfalto que parece um quebra-mola, a 50 metros antes do sinal da Rua Colina. Precisamos que o problema seja resolvido antes que um acidente maior aconteça. Claudio Cordeiro, via Facebook.

Vans no Mundial 
O ponto de ônibus em frente ao Mundial do Cacuia, virou ponto final das Vans. Na segunda (20), já estava causando engarrafamento, e olha que isso foi em pleno feriado. Em dia útil, piora ainda mais. Allan Oliveira, via Facebook.
Atenção!
Um rapaz está entrando nos prédios da Rua Severiano da Fonseca, no Jardim Guanabara, e sem ninguém perceber, ele furta bicicletas que ficam guardadas na garagem. Sara Oliveira, via Facebook.

GM
É difícil ver a Guarda Municipal atuando em alguns lugares como no Corredor Esportivo, no Aterro do Cocotá, nas entradas dos Colégios e nos pontos de ônibus críticos. Aos finais de semana e feriados a situação é ainda pior. Por que é assim tão invisível? Francisco Paulo, via Facebook.

Moto preta
Dois indivíduos armados estão assaltando na região do Jardim Guanabara. Na segunda (21) estavam assaltando na Colina com uma moto preta. Tenham cuidado! Amanda Gomes, via Facebook.

Rua Itaguaí
Na Rua Itaguaí, Jardim Carioca, carros e carcaças estão abandonadas e canibalizadas ao longo da rua. Além de atrapalhar a circulação dos pedestres e motoristas, atrai ratos e insetos. Otávio Kaleb, via WhatsApp.

Rua Cambuí
Na Rua Cambuí, na Freguesia, motoristas estão estacionando seus carros na curva, que é um ponto cego e acabam prejudicando quem transita pela rua. As pessoas precisam ter mais atenção. Maria Fernanda, via Facebook. 

Rotina de abandono
Infelizmente não é novidade carro abandonado dar boas-vindas aos que passam pela estrada que vai para Tubiacanga. Pelo menos uma vez por semana aparece um carro queimado no local. Laura Carneiro, via WhatsApp. 

Árvores
Diversas árvores estão sendo retiradas na Ilha, principalmente na Rua Jorge Veiga, na Portuguesa. Isso é um absurdo! Marco Antônio, via Facebook.

Denúncia grave
Mães de alunos da Escola Municipal Leonel Azevedo, na Portuguesa, pedem ajuda. Dizem que alguns alunos do ensino fundamental usam drogas e agridem a direção da escola e professores. Débora Mello, via Facebook.

Sem acessibilidade 
Diversas calçadas da região não são devidamente adaptadas para o acesso de cadeirantes, e as poucas que são, geralmente, alguns motoristas acabam estacionando seus carros, impossibilitando a utilização. É um grande desrespeito com quem depende da cadeira para se locomover. Catarina Kalil, via Facebook.



Veja Também

Boca no Trombone - Moradores de rua e viciados se alojam pelo Parque Marcelo de Ipanema e fazem uso de drogas, deixando sujeira e mau cheiro na área. Isso precisa ser mudado porque infelizmente algumas pessoas estão deixando de frequentar o lugar. Claudia Cardozo, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Motoristas estacionam por toda a calçada na Praia da Bica e os pedestres que passam pela rua. Quando meu filho era bebê, todos os dias eu tinha que passar com o carrinho de bebê pela rua por conta destes motoristas mal educados. Detalhe: os anos se passaram, mas o problema continua o mesmo. Renata Dias, via Facebook.

Boca no Trombone - Nós, moradores da Rua Ebro, no Jardim Carioca, estamos sem os funcionários da Light que fazem a leitura dos relógios. O antigo marcador, que sempre trabalhou com eficiência e pontualidade, se afastou e parece que a situação por lá virou uma bagunça. O que está acontecendo? Preguiça de subir o morro? Depois não venha nos cobrar por não termos pago a conta. Antônio Luiz, na redação.

Boca no Trombone - Segue a degradação da Baía da Guanabara. Uma tartaruga marinha morta apareceu na Praia da Bandeira, na manhã da quarta, dia 20. Populares ainda tentaram recolocá-la na água para reanimar, sem sucesso. Poluição + Sujeira = morte de espécies marinhas na Baía da Guanabara. Até quando? Não se observa nenhuma ação concreta para preservação de nossas águas. Daniel Elias Duarte, via Facebook

Boca no Trombone - Desisti da 910 A linha 910 (Bananal x Largo do Bicão) já não circula sem greve, com greve, então, piorou. É uma vergonha o que a empresa Paranapuan faz com o insulano. Sinceramente? Eu já perdi as forças para reclamar. Na quarta (13), sem greve, fiquei esperando por meia hora. Desisti. Leandro Oliveira, via Facebook.

Boca no Trombone - Cadê os ônibus? Incrível como a empresa Paranapuan se aproveitou da crise devido à greve dos caminhoneiros e simplesmente acabou com todas as linhas que passam pelo Zumbi, Pitangueiras e Praia da Bandeira. Moro nas Pitangueiras e não tenho visto passar ônibus, principalmente as linhas 327, 322 e 901. Absurdo! Quem depende de ônibus como eu, e ainda tenho limitação física, fica a mercê da vaga gratuita das vans, que quase nunca tem. André Luiz, via WhatsApp.


Edição 1893
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras