Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

01/09/2017 - boca-no-trombone /Edição 1848
Cães perigosos
Alguns cachorros estão soltos e avançando nos pedestres que transitam pela Estrada Governador Chagas Freitas, próximo ao Parque Royal. Eu e alguns moradores da região já fomos atacados. Precisamos da ajuda dos órgãos competentes para tirar esses cães das ruas e dar o tratamento adequado. Luiz Claudio, na redação.

Mangue
O mangue do Zumbi, próximo ao batalhão, está largado e precisando de mais atenção das autoridades. As plantas e árvores existentes no local estão secando e tombando. Danielle Menezes, via Facebook.

Cães abandonados
Na Rua Carlos Ilidro, na Cova da Onça, alguns cachorros estão abandonados no quintal de uma casa, sem água e comida. Eles choram todos os dias. Desconfio que eles andam comendo as próprias fezes. O ambiente tem um mau cheiro muito forte, além da grande quantidade de fezes espalhadas. Patrícia Oliver, via Facebook.

Escuridão
A Rua Paramopana, na Ribeira, está uma escuridão total. Diversos postes estão apagados. Por quê? Lopes Faby, via Facebook.

Longa espera
A espera pelos ônibus que seguem pela Linha Vermelha é absurda comparada aos outros que vão pela Av. Brasil. Precisei mudar meu trajeto e descer alguns pontos antes na Presidente Vargas para conseguir embarcar. Patricia Correa, via Facebook.

Vans
Muitos ônibus não conseguem parar no ponto que fica em frente ao Mundial do Cacuia por causa das vans. Elas param de forma desordenada no meio da rua, fazendo com que o trânsito fique caótico. João Bosco, via Facebook.

Absurdo!
Na terça (29), peguei uma van por volta das 10h, e para a minha surpresa, o cobrador se recusou a passar o meu bilhete único mesmo com a máquina ligada e funcionando. Após eu reclamar, ele cobriu a máquina com um pano, e disse que ela estava com defeito. Um absurdo! Luiza Laure, via Facebook.

Destruidores
Realmente é um absurdo o que alguns passageiros fazem nos ônibus, destruindo bancos. Deveria ter uma maior fiscalização para punir esses destruidores. Não podemos aceitar esse tipo de comportamento. Claudia Maria, via Facebook.
Caos na rua 
Precisamos da atuação da Guarda Municipal na Estrada da Cacuia, pois carros de pais e conduções escolares insistem em parar no meio da rua para buscar os filhos no colégio MV1. É impressionante a falta do bom senso das pessoas. A rua fica um caos. Tamires Klay, via Facebook.

Lixo
Pego ônibus todos os dias no ponto em frete ao Casa Show e tenho observado a falta de limpeza da calçada. Está cheia de lixo espalhado há dias. Principalmente quando tem jogo do Flamengo na Ilha do Urubu. Luan Julio, na redação.

Irresponsáveis
Muitos motoristas continuam avançando o sinal no cruzamento das ruas Comendador Bastos com a Magno Martins, na Freguesia, colocando a vida de quem atravessa neste cruzamento em risco. Um perigo! Ivana Costa, via Facebook.

Abandono
A Praça da Rua Manoel Assunção, no Jardim Guanabara, está completamente abandonada. Falta conservação. Muito triste saber que um local onde podia ser usado como lazer para as crianças está tão abandonado. Lucas Jonathan, via Facebook.

Atenção!
O trecho da orla da Praia da Bica próximo do quiosque Kabana do Alemão, está destruído por uma raiz de árvore, impedindo as pessoas de passarem com carrinhos de bebê e cadeira de rodas, já que é estreito e desnivelado. Ricson Chagas, via Facebook.

Medo
O Corredor Esportivo precisa urgentemente de melhorias na iluminação e no policiamento na parte da noite. Os moradores querem usar o lugar para lazer, caminhar e passear, mas não podem, porque têm medo de serem assaltados. Diógines Ramos, via Facebook.

Acessibilidade 
A maioria das calçadas da região não são adaptadas para o acesso de cadeirantes e as que são, geralmente, motoristas mal educados acabam estacionando seus carros, impossibilitando a utilização. É um enorme desrespeito com quem depende da cadeira para se locomover. Paulo Luiz, na redação. 




Veja Também

Boca no Trombone - Longa espera Pegar condução de noite está cada vez mais difícil. Outro dia por volta da meia noite, fiquei mais de 40 minutos sozinha no ponto esperando que alguma van ou ônibus passasse. Suellen Oliveira, via Facebook.

Boca no Trombone - nsatisfação Na segunda (9), ao embarcar no frescão da Ideal (B28719), por volta das 7h, no ponto do Casa Show, fui desrespeitada por não ter dinheiro trocado. Tentei pagar com uma nota de 50, mas o motorista foi arrogante dizendo que eu precisava facilitar a vida dele por conta do horário e queria que eu descesse do ônibus. Pagamos 11,50 por uma passagem e ainda somos tratados com falta de respeito pelos motoristas. Luane Santana, via Facebook. Resposta da ideal: A empresa informou que todos os seus motoristas são orientados a manterem disponível o valor para troco e que o motorista em questão será identificado e orientado para o treinamento de reciclagem quanto ao atendimento.

Boca no Trombone - Assalto no frescão Na semana passada, por volta de 11h30, o ônibus frescão da linha Ilha x Castelo foi assaltado no sentido Centro. Os assaltantes embarcaram no ponto do Casa Show, anunciaram o assalto logo depois da peixaria e desceram no ponto antes da ponte velha. Estavam armados, levaram celulares e algumas carteiras. Às vezes fazemos um sacrifício pagando a passagem mais cara para ir num ônibus mais rápido e confortável, mas temos que lidar com esse tipo de situação horrível. Carla Lopez, via Facebook.

Boca no Trombone - Dois rapazes em uma moto tem assaltado constantemente nas esquinas das ruas Apaporis com Bacuruá, na Praia da Bandeira. As vítimas costumam ser mulheres e menores de idade. As pessoas vêm descendo e eles aparecem de repente e levam os pertences das vítimas. Estamos precisando de policiamento no local. Normanda Siqueira, via Facebook.

Boca no Trombone - Cheiro de gás Moro na Ribeira e constantemente tenho sentido um cheiro insuportável de gás. Toda vez que o cheiro está forte eu passo mal, sinto dor de cabeça, enjoo e até tem atrapalhado a minha respiração. Está muito difícil conviver com esse cheiro. Rosy Sarah, via Facebook.

Boca no Trombone - Os assaltos aqui no Village continuam frequentes. No domingo (10), minha mãe foi assaltada em plena luz do dia, por volta das 14h, próximo ao Restaurante Brazuca. Falta segurança! Paula Rodrigues, na redação.


Edição 1855
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras


 

Copyright© 2010 Ilha Notícias. Todos os Direito Reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.