Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

11/08/2017 - boca-no-trombone /Edição 1845
Assaltos
Fui assaltada no dia 7 por volta das 20h30 na Rua Dom Antônio de Macedo, Jardim Guanabara, em frente ao colégio CAPE, por dois rapazes em uma moto. Fui à delegacia fazer o registro e o inspetor me informou que a minha era a 6ª ocorrência dele na noite desde às 19h. Parei uma viatura da PM na Praia da Bica para informar e nada fizeram. Fazer ronda em rua principal, sabendo que as ruas do entorno estão sendo assaltadas é no mínimo incoerente. Nós insulanos merecemos uma resposta da 37ª DP e do 17º BPM. Rafaela Soledade, via Facebook.

Exploração
Um senhor e uma senhora estão colocando crianças menores de idade para vender balas no sinal, na Portuguesa. Ao invés destas crianças estarem na escola, estão na rua sendo exploradas. Gostaria que as autoridades tomassem providências. Alexandre Ribeiro, via Facebook.

Tensão
Na terça-feira (8), por volta das 15h20, quatro bandidos fizeram uma família de refém na Rua Jaime Ovale, no Jardim Guanabara. A polícia foi acionada e dois bandidos fugiram pulando de casa em casa. Pularam dentro da minha, e da minha vizinha. Lucienne Cortinhas, via Facebook.

Barcas ruins
Essas barcas que tem na Ilha são sucateadas, lentas, e caindo aos pedaços, além da passagem ser cara não tem o mínimo de conforto.  A CCR Barcas esqueceu o povo da Ilha. Já vi muitas barcas ultrapassarem o horário e chegar com mais de uma hora atrasada. É um descaso para nós moradores que usamos esse meio de transporte. Ingrid Souza, via Facebook.

Sem controle
Fico indignado com o número de vans que param de qualquer maneira no ponto de ônibus da Estrada do Galeão, próximo à Rua Colina. Os motoristas ficam esperando os passageiros, congestionando a via. Vinícius Guedes, via Facebook.

RioCard, não!
Na sexta (4), não consegui embarcar em cinco vans, porque em todas as situações os trocadores me perguntavam se era a primeira passagem usando o RioCard e quando eu falava que era a segunda passagem, eles falavam que não aceitavam. É um absurdo! Deyse Barbosa, via Facebook.  

Palmeira com cupins 
Uma palmeira na Rua Uçá, próximo ao número 200, Jardim Guanabara, está completamente tomada por cupins, representando uma ameaça para os moradores ao redor. No momento que ela ceder, vai causar no mínimo vários estragos financeiros e até mortes. Essa situação é uma tragédia anunciada. Lucas Bragança, via Facebook. 
Rua Uçá
Na sexta-feira (4), parte de uma palmeira imperial caiu após fortes ventos na Rua Uçá próximo ao número 256, Jardim Guanabara. Peço a ajuda dos órgãos responsáveis para retirar o que restou dela para não cair em cima das casas próximas. Maria Elvira, via Facebook.

Cuidado!
A calçada da Estrada Rio Jequiá, no Zumbi, está com vários vergalhões da grade de proteção expostos e enferrujados. É muito perigoso porque diariamente passam muitos pedestres por ali por causa do ponto de ônibus que tem no local. Patrícia Hori, na redação.

Irregularidade
Um carro insiste em estacionar em cima da calçada, bloqueando a passagem de pedestres na Rua Mileto Maciel, próximo ao número 497, Cacuia. Trajano Dutra, via Facebook.

Pipas e cerol
O Aterro do Cocotá está um caos durante os finais de semana, por causa da grande quantidade de pipas com linha de cerol. Quase cortei meu pescoço por duas vezes no mesmo dia quando passava de bicicleta pelo local. Não sou contra a pipa, mas as pessoas poderiam se preocupar mais com o próximo. Carolina Santana, via Facebook.

Estrada do Dendê
A situação da calçada da Estrada do Dendê, Tauá, próximo da concessionária Fiat está caótica. Carros estacionam desordenadamente por toda a sua extensão sem deixar espaço para os pedestres transitarem pelo local. Faby Ziotto, via Facebook.

Bancos quebrados
Os bancos que ficam no calçadão em frente ao Hipermercado Extra estão em péssimas condições. Os acentos estão quebrados e enferrujados podendo acidentar as pessoas que usam. Precisam de manutenção urgente. Louise Andrade, na redação.

Haroldo Lobo
A Rua Haroldo Lobo, na Portuguesa, está precisando urgente de melhorias na iluminação. À noite a rua tem pouco movimento e com a falta de iluminação, os assaltantes agem com mais facilidade. Laura Oliveira, na redação.  

Luís Vahia Monteiro
Um grande buraco está se formando na Rua Luís Vahia Monteiro, altura do número 91, no Jardim Guanabara, trazendo risco de acidentes para os motoristas. Fernanda Oliveira, na redação.




Veja Também

Boca no Trombone - Assalto na Uçá Na quinta (9), por volta das 22h, fui assaltado por dois caras em um Chevrolet Astra preto de vidros escuros no cruzamento da Rua Engenheiro Rozauro Zambrano com a Rua Uça, no Jardim Guanabara. Os bandidos ficaram com o veículo ligado aguardando alguém passar e me ameaçaram com uma pistola pedindo meus pertences. Parece que essa localização é ótima estrategicamente porque eles conseguem pegar rapidamente a Cambaúba. Cristian Soriano, via Facebook.

Boca no Trombone - tomam providência para resolver isso. Lucio Bernardo, via WhatsApp. Vans & Idosos As vans das linhas do Zumbi e Ribeira nunca tem vaga para os idosos. Um descaso total. Parece que eles não pensam que um dia também serão idosos? Lúcia Maria, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Gás na Engenhoca O cheiro de gás na região da Praia da Engenhoca continua forte, principalmente quando tem movimentação de embarcações. De noite parece que o cheiro piora. Precisamos da fiscalização da Marinha nessas embarcações, não é possível que sejamos obrigados a conviver todos os dias com isso! Cleide Soares, via Facebook.

Boca no Trombone - Passagem perigosa Passo todos os dias pelo acesso que liga o Condomínio Santos Dumont com a Aerobitas e realmente é um problema para os pedestres, já que a circulação do número de motos é grande. Alguns motociclistas ainda olham de cara feia se você não dá passagem pra eles. Eliana Matos, via Facebook.

Boca no Trombone - Longa espera Pegar condução de noite está cada vez mais difícil. Outro dia por volta da meia noite, fiquei mais de 40 minutos sozinha no ponto esperando que alguma van ou ônibus passasse. Suellen Oliveira, via Facebook.

Boca no Trombone - nsatisfação Na segunda (9), ao embarcar no frescão da Ideal (B28719), por volta das 7h, no ponto do Casa Show, fui desrespeitada por não ter dinheiro trocado. Tentei pagar com uma nota de 50, mas o motorista foi arrogante dizendo que eu precisava facilitar a vida dele por conta do horário e queria que eu descesse do ônibus. Pagamos 11,50 por uma passagem e ainda somos tratados com falta de respeito pelos motoristas. Luane Santana, via Facebook. Resposta da ideal: A empresa informou que todos os seus motoristas são orientados a manterem disponível o valor para troco e que o motorista em questão será identificado e orientado para o treinamento de reciclagem quanto ao atendimento.


Edição 1859
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras


 

Copyright© 2010 Ilha Notícias. Todos os Direito Reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.