Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

11/08/2017 - boca-no-trombone /Edição 1845
Assaltos
Fui assaltada no dia 7 por volta das 20h30 na Rua Dom Antônio de Macedo, Jardim Guanabara, em frente ao colégio CAPE, por dois rapazes em uma moto. Fui à delegacia fazer o registro e o inspetor me informou que a minha era a 6ª ocorrência dele na noite desde às 19h. Parei uma viatura da PM na Praia da Bica para informar e nada fizeram. Fazer ronda em rua principal, sabendo que as ruas do entorno estão sendo assaltadas é no mínimo incoerente. Nós insulanos merecemos uma resposta da 37ª DP e do 17º BPM. Rafaela Soledade, via Facebook.

Exploração
Um senhor e uma senhora estão colocando crianças menores de idade para vender balas no sinal, na Portuguesa. Ao invés destas crianças estarem na escola, estão na rua sendo exploradas. Gostaria que as autoridades tomassem providências. Alexandre Ribeiro, via Facebook.

Tensão
Na terça-feira (8), por volta das 15h20, quatro bandidos fizeram uma família de refém na Rua Jaime Ovale, no Jardim Guanabara. A polícia foi acionada e dois bandidos fugiram pulando de casa em casa. Pularam dentro da minha, e da minha vizinha. Lucienne Cortinhas, via Facebook.

Barcas ruins
Essas barcas que tem na Ilha são sucateadas, lentas, e caindo aos pedaços, além da passagem ser cara não tem o mínimo de conforto.  A CCR Barcas esqueceu o povo da Ilha. Já vi muitas barcas ultrapassarem o horário e chegar com mais de uma hora atrasada. É um descaso para nós moradores que usamos esse meio de transporte. Ingrid Souza, via Facebook.

Sem controle
Fico indignado com o número de vans que param de qualquer maneira no ponto de ônibus da Estrada do Galeão, próximo à Rua Colina. Os motoristas ficam esperando os passageiros, congestionando a via. Vinícius Guedes, via Facebook.

RioCard, não!
Na sexta (4), não consegui embarcar em cinco vans, porque em todas as situações os trocadores me perguntavam se era a primeira passagem usando o RioCard e quando eu falava que era a segunda passagem, eles falavam que não aceitavam. É um absurdo! Deyse Barbosa, via Facebook.  

Palmeira com cupins 
Uma palmeira na Rua Uçá, próximo ao número 200, Jardim Guanabara, está completamente tomada por cupins, representando uma ameaça para os moradores ao redor. No momento que ela ceder, vai causar no mínimo vários estragos financeiros e até mortes. Essa situação é uma tragédia anunciada. Lucas Bragança, via Facebook. 
Rua Uçá
Na sexta-feira (4), parte de uma palmeira imperial caiu após fortes ventos na Rua Uçá próximo ao número 256, Jardim Guanabara. Peço a ajuda dos órgãos responsáveis para retirar o que restou dela para não cair em cima das casas próximas. Maria Elvira, via Facebook.

Cuidado!
A calçada da Estrada Rio Jequiá, no Zumbi, está com vários vergalhões da grade de proteção expostos e enferrujados. É muito perigoso porque diariamente passam muitos pedestres por ali por causa do ponto de ônibus que tem no local. Patrícia Hori, na redação.

Irregularidade
Um carro insiste em estacionar em cima da calçada, bloqueando a passagem de pedestres na Rua Mileto Maciel, próximo ao número 497, Cacuia. Trajano Dutra, via Facebook.

Pipas e cerol
O Aterro do Cocotá está um caos durante os finais de semana, por causa da grande quantidade de pipas com linha de cerol. Quase cortei meu pescoço por duas vezes no mesmo dia quando passava de bicicleta pelo local. Não sou contra a pipa, mas as pessoas poderiam se preocupar mais com o próximo. Carolina Santana, via Facebook.

Estrada do Dendê
A situação da calçada da Estrada do Dendê, Tauá, próximo da concessionária Fiat está caótica. Carros estacionam desordenadamente por toda a sua extensão sem deixar espaço para os pedestres transitarem pelo local. Faby Ziotto, via Facebook.

Bancos quebrados
Os bancos que ficam no calçadão em frente ao Hipermercado Extra estão em péssimas condições. Os acentos estão quebrados e enferrujados podendo acidentar as pessoas que usam. Precisam de manutenção urgente. Louise Andrade, na redação.

Haroldo Lobo
A Rua Haroldo Lobo, na Portuguesa, está precisando urgente de melhorias na iluminação. À noite a rua tem pouco movimento e com a falta de iluminação, os assaltantes agem com mais facilidade. Laura Oliveira, na redação.  

Luís Vahia Monteiro
Um grande buraco está se formando na Rua Luís Vahia Monteiro, altura do número 91, no Jardim Guanabara, trazendo risco de acidentes para os motoristas. Fernanda Oliveira, na redação.




Veja Também

Boca no Trombone -

Boca no Trombone - Moradores de rua e viciados se alojam pelo Parque Marcelo de Ipanema e fazem uso de drogas, deixando sujeira e mau cheiro na área. Isso precisa ser mudado porque infelizmente algumas pessoas estão deixando de frequentar o lugar. Claudia Cardozo, via WhatsApp.

Boca no Trombone - Motoristas estacionam por toda a calçada na Praia da Bica e os pedestres que passam pela rua. Quando meu filho era bebê, todos os dias eu tinha que passar com o carrinho de bebê pela rua por conta destes motoristas mal educados. Detalhe: os anos se passaram, mas o problema continua o mesmo. Renata Dias, via Facebook.

Boca no Trombone - Nós, moradores da Rua Ebro, no Jardim Carioca, estamos sem os funcionários da Light que fazem a leitura dos relógios. O antigo marcador, que sempre trabalhou com eficiência e pontualidade, se afastou e parece que a situação por lá virou uma bagunça. O que está acontecendo? Preguiça de subir o morro? Depois não venha nos cobrar por não termos pago a conta. Antônio Luiz, na redação.

Boca no Trombone - Segue a degradação da Baía da Guanabara. Uma tartaruga marinha morta apareceu na Praia da Bandeira, na manhã da quarta, dia 20. Populares ainda tentaram recolocá-la na água para reanimar, sem sucesso. Poluição + Sujeira = morte de espécies marinhas na Baía da Guanabara. Até quando? Não se observa nenhuma ação concreta para preservação de nossas águas. Daniel Elias Duarte, via Facebook

Boca no Trombone - Desisti da 910 A linha 910 (Bananal x Largo do Bicão) já não circula sem greve, com greve, então, piorou. É uma vergonha o que a empresa Paranapuan faz com o insulano. Sinceramente? Eu já perdi as forças para reclamar. Na quarta (13), sem greve, fiquei esperando por meia hora. Desisti. Leandro Oliveira, via Facebook.


Edição 1894
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras