Assinatura Virtual

Cadastra-se e receba toda semana em seu e-mail o Ilha Notícias On-line.

Newsletter

Nome:

 

Email:

 


 

Nome:

 

Email:

 


Siga-nos

facebook
twitter
instagram
google+
youtube
blogger

Boca no Trombone

21/07/2017 - boca-no-trombone /Edição 1842
Desrespeito 
Muitos motoristas de ônibus, principalmente os da empresa Paranapuã, não param nos pontos para pegar os idosos. Já presenciei várias vezes eles fazendo sinal para o ônibus parar e o motorista finge que não os vêem. Mary Maciqueira, via Facebook.

Roubo de grades
Estão roubando as grades que ficam nas margens do manguezal, no Zumbi. O povo precisa ter consciência e colaborar com o governo. Não pode, as autoridades fazerem melhorias e a população destruir. Marco Antônio, via Facebook.

Denúncia
Muitos carros particulares estão fazendo condução irregular, tal fato se dá no ponto de ônibus próximo ao Bradesco do Cocotá. Os motoristas ficam sentados na calçada e anunciam o trajeto via gravação de áudio. Como se já não bastasse as vans para atrapalhando a parada dos ônibus. Marcus Vinícius, via Facebook.

Van do mal
No domingo (16), peguei uma van com meu marido e meus dois filhos e na hora que fui pagar as passagens com o Riocard o trocador disse que não aceitava, mas a máquina estava ligada. Meu marido foi contestar e ele disse que só tinha a máquina porque era obrigado mas que não a usava e ainda falou para a gente descer da van no meio da rua se não pagasse. Acabei pagando tudo com o dinheiro porque era perigoso saltar ali. Isso é um absurdo! Michele Rildo, via Facebook.

Fezes na praça
A praça Frei Paulo, no Tauá, está cheia de fezes de animais porque as pessoas vão passear com seus cãezinhos e não as recolhem, deixando o local imundo. Muito triste! Renata Rocha, via Facebook.

Caos na Monjolos
Eu evito passar pela Rua dos Monjolos, nas Pintagueiras, por conta da desordem que está tanto na via, quanto nas calçadas. Mesmo morando lá em cima, eu prefiro dar a volta e subir pela rua da praia. André Coelho, via Facebook.

Lixo nas praias
Infelizmente não vejo a população participar de campanhas de conscientização para diminuir a poluição, muito pelo contrário. No final da tarde vejo a quantidade de lixo nas areias, deixando para a Comlurb limpar o lixo dos porcos. Binho Ilha, via Facebook.

Sugestão
Já está na hora da prefeitura fazer alguma coisa pela Rua Eutíquio Soledade, Tauá, onde o trânsito no final da tarde é infernal. Se uma sugestão é possível, basta usar a Rua Eutíquio Soledade apenas em direção à Estrada do Dendê e a Hilarião da Rocha sentido Max Yantock e a feira das segundas passar para a Domingos Mondin! Thiago Marcia, via Facebook.

Falta sinal
Moro em frente ao cruzamento das ruas Graná e Tenente Clêto Campêlo, no Cocotá, e ali realmente precisa de um semáforo porque os acidentes são frequentes. Christiane Bacellar, via Facebook.

Nova invasão 
Me causa preocupação o terreno na Ribeira que recentemente foi alvo de uma operação da prefeitura com demolições de construções irregulares. As construções irregulares voltaram e não podemos permitir que naquele local venha a surgir uma favela. Peço ao Ilha Notícias e as autoridades competentes que seja tomada as devidas providências. Marcus Vinicius, na redação.

Postes enferrujados 
Os postes próximos à Praia do Zumbi, estão quase caindo, porque seus parafusos de fixação estão corroídos pela maresia. É um perigo! Marcelo Augusto, via Facebook.

Alô GM e PM!
A GM e a PM só proíbem quando querem, a Avenida Carlos Meziano, Portuguesa, que seria proibido estacionar em dias de jogos virou um quintal de flanelinhas. A zona começou há tempos e ninguém age para coibir essa situação. Junior Barros, via Facebook.

Leão Veloso
Quase todos os dias um grupo de estudantes fica na Praça da Rua Leão Veloso, no Tauá, fumando maconha e consumindo bebidas alcoólicas até 6h da manhã. Para piorar colocam som alto e não tem o mínimo de respeito pelos moradores. Solicito ajuda do 17º batalhão, pois até agora eu não vi uma viatura sequer passando na rua! Éder freire, via Facebook.  

Dias de jogos
Em relação à ausência de policiamento ostensivo em dias de jogos do Flamengo, já utilizei a Estrada das Canárias umas três vezes em dias de jogo e não havia policiamento. Pelo menos durante o horário em que modifica-se o trânsito. Seria de grande utilidade a presença de policiamento com pontos de baseamento na via. Tiago Guimaraes, via Facebook.

Obras da Vivo
Quase fui atropelada por uma bicicleta, nas Pitangueiras, por causa dos tapumes que foram colocados em cima da ciclovia pela empresa Vivo. Um perigo! Nane Borges, via Facebook.  

Intolerância
Esse estacionamento privado em frente ao McDonald’s é uma vergonha! Nunca mais paro o carro ali. Tive uma experiência de entrar e não demorar dois minutos e tive que pagar normalmente, pois eles não dão nenhum minuto de tolerância. Ana Ferreira Cytrangulo, via Facebook.

Assalto no Moneró
Na segunda (17), fui assaltada próximo a minha casa, no Corredor Esportivo. Dois caras em uma moto apontaram a arma na minha cabeça e mandaram eu passar o celular. É incrível como os assaltos tomaram conta da Ilha. Luiza Reis, via Facebook.

Samu mudo
Na terça (18), liguei para a Samu o dia inteiro para atenderem meu pai e não consegui. Sei que tem muita gente precisando de socorro, mas meu pai também precisa. Anne Dias, via Facebook.




Veja Também

Boca no Trombone - nsatisfação Na segunda (9), ao embarcar no frescão da Ideal (B28719), por volta das 7h, no ponto do Casa Show, fui desrespeitada por não ter dinheiro trocado. Tentei pagar com uma nota de 50, mas o motorista foi arrogante dizendo que eu precisava facilitar a vida dele por conta do horário e queria que eu descesse do ônibus. Pagamos 11,50 por uma passagem e ainda somos tratados com falta de respeito pelos motoristas. Luane Santana, via Facebook. Resposta da ideal: A empresa informou que todos os seus motoristas são orientados a manterem disponível o valor para troco e que o motorista em questão será identificado e orientado para o treinamento de reciclagem quanto ao atendimento.

Boca no Trombone - Assalto no frescão Na semana passada, por volta de 11h30, o ônibus frescão da linha Ilha x Castelo foi assaltado no sentido Centro. Os assaltantes embarcaram no ponto do Casa Show, anunciaram o assalto logo depois da peixaria e desceram no ponto antes da ponte velha. Estavam armados, levaram celulares e algumas carteiras. Às vezes fazemos um sacrifício pagando a passagem mais cara para ir num ônibus mais rápido e confortável, mas temos que lidar com esse tipo de situação horrível. Carla Lopez, via Facebook.

Boca no Trombone - Dois rapazes em uma moto tem assaltado constantemente nas esquinas das ruas Apaporis com Bacuruá, na Praia da Bandeira. As vítimas costumam ser mulheres e menores de idade. As pessoas vêm descendo e eles aparecem de repente e levam os pertences das vítimas. Estamos precisando de policiamento no local. Normanda Siqueira, via Facebook.

Boca no Trombone - Cheiro de gás Moro na Ribeira e constantemente tenho sentido um cheiro insuportável de gás. Toda vez que o cheiro está forte eu passo mal, sinto dor de cabeça, enjoo e até tem atrapalhado a minha respiração. Está muito difícil conviver com esse cheiro. Rosy Sarah, via Facebook.

Boca no Trombone - Os assaltos aqui no Village continuam frequentes. No domingo (10), minha mãe foi assaltada em plena luz do dia, por volta das 14h, próximo ao Restaurante Brazuca. Falta segurança! Paula Rodrigues, na redação.

Boca no Trombone - Estou cansado de reclamar com a Cedae sobre o esgoto que fica na esquina da Rua Gustavo Augusto de Resende com a Estrada do Galeão, na Portuguesa, e não solucionam o problema. O mau cheiro no local está cada vez mais forte, com isso muitos ratos acabam sendo atraídos. Nicholas Leme, na redação.


Edição 1854
Leia


Edições anteriores





Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras

Vista aérea da Vila Olímpica da Ilha na fase final das obras


 

Copyright© 2010 Ilha Notícias. Todos os Direito Reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.